Recém-Nascido

Conheça 17 dicas de cuidados com recém-nascido

Esclarecemos assuntos que fazem parte da rotina com o bebê

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

O bebê é considerado recém-nascido até o 28º dia de nascimento. Neste período, é comum mães e pais ficarem preocupados com a fragilidade e saúde de seus filhos. Por isso, reunimos 17  dicas de matérias que esclarecem assuntos que fazem parte desta nova rotina. Leia abaixo:

1. Quando esperamos um bebê, começamos a imaginar como ele será. As mãozinhas, os pezinhos, a cor do cabelo e, é claro, a cor dos olhos. Muito bebês costumam nascer com os olhos claros e, depois, mudam de cor. Você sabe por que isso pode acontecer?

2. O cabelo do bebê tem a mesma função dos pelos do braço de um adulto: serve para mantê-lo aquecido, já que é o maior órgão do corpo e também o que mais dispersa calor. É por isso também que os prematuros costumam ter mais pelos no corpo. É importante, porém, saber que o cabelo do seu recém-nascido pode cair e isso é completamente normal.

Anúncio

FECHAR

3. Quando o bebê chora ao tomar vacinas, a gente fica com só, mas tem que ter consciência de que elas são muito importantes para evitar o desenvolvimento de doenças que podem se tornar graves. Saiba quais são todos os exames e vacinas que seu filho deve realizar ainda na maternidade.

4. Um dos maiores dilemas para os pais de recém-nascidos têm são as cólicas. Sim, a palavra vai no plural, porque ela não acontece por um único motivo! Infelizmente, essa dor é normal e costuma ocorrer entre duas e três semanas de vida e parar por volta dos três ou quatro meses. Veja aqui o be-a-bá da cólica, quando a dor começa a termina.

5. Falando em cólica, quando o bebê começa a chorar e nada resolve, alguns pais recorrem a alguns métodos para minimizar as dores. Algo que pode resolver e ainda é gostoso de fazer, é uma massagem caseira! Aprenda aqui três massagens que todas as mães e pais devem conhecer.

6. Cuidar do umbigo do recém-nascido é algo essencial, mas que muitos pais ainda sentem medo! O coto umbilical não é esse terror todo, não precisa ter tanto receio. Ele não dói, porque não tem nervos, é só um pedaço da pele da mãe. Saiba quais são os cuidados.

7. Um dos hábitos que as mães de recém-nascidos precisam adotar com os bebês é o famoso banho de sol. Ele é essencial para ativar a vitamina D, recebida pelo leite materno, no corpo da criança. Saiba qual outro benefício do banho de sol.

8. Se você é mãe de uma menina, provavelmente já deve ter tido alguma dúvida em relação a brincos: Furar ou não a orelha do bebê? Ouvimos mães e especialistas para saber se existe uma idade ideal. Leia na reportagem!

9- Toda grávida já deve ter ouvido falar sobre o famoso teste do pezinho. Mas, afinal, por que ele é tão relevante? A gente explica.

10- Não precisa se preocupar: a moleira não é tão frágil assim. Mesmo não sendo tão frágil quanto parece, é preciso ficar atenta às mudanças na moleira do bebê até que elas se fechem. Veja a matéria que explica mais sobre o assunto. 

11- É normal que o recém-nascido tenha gases. A frequência dos gases não é necessariamente motivo de preocupação e  um bebê agitado pode ser perfeitamente comum. Mas você pode tomar algumas medidas para deixá-lo mais confortável. Veja quais são elas.

12. Seu bebê parece muito frágil, mas conforme as semanas passam ele te dará algumas dicas de que tudo está bem. Veja 8 sinais de que seu filho é saudável e você nem sabia;

13. Ainda na maternidade seu bebê passa por 5 exames tradicionais que são importantes para diagnosticar precocemente doenças que podem ser tratadas.  Entenda quais são eles;

14.  Você sabia que alimentar ou balançar seu bebê para dormir é uma das armadilhas que você deve evitar na hora de treinar o sono do bebê? Conheça outras 4;

15.  Saiba quais são os benefícios de manter o seu bebê enroladinho no cueiro. 

16. O choro começa desde o nascimento do bebê e costuma fazer parte do dia a dia do bebê por muito tempo.  Aprenda 5 maneiras geniais de acalmar o choro dos bebês.

17. “Os 10 primeiros dias são dias de caos! Não tem regras, tudo que facilitar a vida dos pais é permitido. É a fase da livre demanda na qual o bebê mama quando quiser e dorme quando quiser”, diz Stéphanie Sapin-Lignières, que escreveu um manual para os pais cuidarem do bebê no primeiro ano de vida. Leia a entrevista.