Recém-Nascido

3 massagens que toda mãe deve conhecer

Para relaxar, acabar com o desconforto e como forma de carinho mesmo: as massagens podem ser grandes aliadas na hora de cuidar do seu bebê

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Quando o bebê começa a chorar e nada resolve, algumas mães recorrem a métodos alternativos para minimizar as dores. Uma maneira  gostosa e eficaz de resolver isso é fazer uma massagem caseira.

“A massagem para as crianças tem um efeito anti-estresse e proporciona conforto e bem-estar para os recém-nascidos. Isso acontece porque ela estimula a liberação de hormônios relacionados a essas sensações”, conta Graziela Lopes del Bem, neonatologista do Hospital e Maternidade São Luiz, filha de Mariluci e José.

Anúncio

FECHAR

Ainda de acordo com a especialista, as massagens podem ser feitas em qualquer criança, recém-nascido ou até nos mais velhos, sem restrição. Só tem um fator que os pais devem ficar de olho: “O principal cuidado é com o refluxo de leite, muito recorrente em crianças que estão em fase de aleitamento. Por isso, eu recomendo que a massagem seja feita nos intervalos entre as mamadas, para que o bebê não engasgue”, diz.

Para ajudar a proporcionar conforto e bem estar para o seu filho, ensinamos algumas massagens que você pode fazer em casa:

Para relaxar –  Para deixar o seu filho muito mais relaxado e calmo, use óleos com aromas relaxantes, como lavanda, erva-doce e camomila, e faça movimentos delicados, sem colocar muita pressão nos dedos, por todo o corpo do bebê. Não tem um tempo mínimo, o principal é a troca de afeto entre você e seu filho, e manter o bebê confortável durante o processo.  Após a massagens, dê um banho na criança para retirar o excesso de produto, e coloque-a para dormir.

Fim da dor – As cólicas podem deixar qualquer mãe apavorada – e com razão!  Esse incômodo tão comum entre os bebês de até três meses são provocados por causa da  imaturidade dos sistemas gastrointestinal e nervoso central que, entre outras funções, controla as contrações do intestino. Para minimizar esse desconforto, apoie o bebê com a cabeça para cima em um dos braços. A nuca, as costas e o tronco devem estar apoiados. Com as mãos livres massageie a barriga do bebê com movimentos circulares com um pouco de pressão, até aliviar a dor.

Diga adeus à prisão de ventre – Deite o bebê de cabeça para cima em uma superfície firme e confortável. Levante as pernas e as dobre em direção ao abdômen, levantando-as e comprimindo-as, algumas vezes. Essa pressão auxilia os movimentos do intestino, eliminando os gazes e constipação intestinal no bebê.

Confira esse bate papo com especialistas falando sobre a cólica dos bebês: