Criança

Toda criança deve fazer teste de QI?

Apenas psicólogos fazem a avaliação, que revela a capacidade cognitiva

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

Crianças que devem fazer teste de QI são encaminhados por pediatra (Foto: Shutterstock)

Crianças que devem fazer teste de QI são encaminhados por pediatra (Foto: Shutterstock)

A psicopedagoga Quézia Bombonatto, membro da Associação Brasileira de Psicopedagogia, afirmou que o teste de QI (Quociente de Inteligência) é apenas uma das baterias para se avaliar a capacidade de uma criança, que tem múltiplas inteligências, por exemplo, uma tem mais facilidade com música, outra com matemática . Então, para avaliar todas essas habilidades, o ideal é fazer uma avaliação em 10 sessões para saber o intelecto do seu filho.

Leia também

Grávida pode turbinar inteligência do bebê

Anúncio

FECHAR

Quanto mais o bebê é amamentado, mais inteligente fica

9 segredos para criar uma criança mais feliz e confiante

Apesar de nada impedir que você leve o pequeno para fazer o teste por pura curiosidade, a avaliação deve ser feita quando a criança tem algum problema de aprendizagem, não só acadêmica, e já foi avaliada por um pediatra ou neuropediatra. Segundo a psicopedagoga, o teste de QI só pode ser feita por um psicólogo.

Grande parte das crianças que são encaminhadas por pediatras para fazer o teste, de acordo com a neuropsicóloga e neurocientista Mônica Salomão, tem TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) e dislexia.

O teste é capaz de avaliar se a criança tem esses problemas porque mensura as habilidades matemáticas e verbais dela, pondo à prova a capacidade de memória, o tamanho do vocabulário e a identificação de figuras e formas.

6 pequenas maneiras de fazer cada um dos seus filhos se sentir especial

Maneira de falar com a criança hiperativa reduz a euforia; veja dicas

Entenda a diferença entre refluxo fisiológico e patológico

Porque o teste avalia a capacidade de linguagem da criança, o ideal é fazer a avaliação quando ela já foi introduzida ao tema na escola, ou seja, a partir dos 5 anos. “Mas existem outros testes para avaliar a inteligência, como o Colúmbia, que também avalia a capacidade cognitiva, com testes visuais e identificação de formas, que podem ser feitos com crianças menores”, disse Mônica.

A psicopedagoga Quézia acrescentou que, se a criança tiver algum problema, quanto mais cedo ela fizer o teste, melhor.

Depressão deve ser avaliada antes e depois do parto, dizem especialistas

Consumir ômega 3 na gravidez ajuda no desenvolvimento do bebê

Dores de ouvido são mais comuns no verão; Saiba como evitar