Gravidez

Depressão deve ser avaliada antes e depois do parto, dizem especialistas

Indicação foi feita por grupo de medicina americano

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

avaliação de depressão pós parto

Especialistas afirmam que se a depressão das mães não for tratada, pode trazer prejuízo para o bem-estar dos filhos (Foto: Shutterstok)

O U.S. Preventive Service Task Force, um grupo de medicina influente ligado ao governo dos Estados Unidos, recomendou, pela primeira vez, que mulheres devem ser avaliadas para diagnosticar casos de depressão na gestação e depois do parto.

Leia também

Depressão pós-parto: entenda por que a culpa não é sua

Anúncio

FECHAR

8 coisas que ninguém te contou sobre depressão pós-parto

Você sabia que homens também podem ter depressão pós-parto?

Segundo o jornal americano “The New York Times”, em reportagem publicada hoje, há novas evidências de que este tipo de doença na maternidade seja mais comum do que se pensava, já que muitos casos de depressão pós-parto já começam durante a gestação e, quando não tratado, isso pode trazer prejuízo para o bem-estar das crianças.

Estimativas mostram que a depressão durante a gestação ocorre em 13% das mulheres e entre 10% e 15% no pós-parto. Por isso, os especialistas afirmam que ginecologistas e obstetras devem encaminhar suas pacientes para outros profissionais para tratar a doença.

Antidepressivos na gravidez

Reagindo à depressão pós-parto

Saiba por que as crianças estão sofrendo com depressão e ansiedade cada vez mais cedo