Especiais

Saiba o que fazer para acabar rapidamente com um ataque de birra

Pode ser que eles voltem a acontecer, mas serão menos intensos

selo_seminario_oficial
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Alguns truques podem acalmar os ataques de birra das crianças (Foto: Shutterstock)

Alguns truques podem acalmar os ataques de birra das crianças (Foto: Shutterstock)

Os pais estão sempre tentando fazer com que os filhos aprendam a controlar seus impulsos, mas, às vezes, as crianças perdem o autocontrole e podem ter aqueles os famosos ataques de birra. Sabemos que é difícil acabar de vez com eles, mas é possível minimizar a frequência e a intensidade desses momentos de tensão.

Leia mais:

Saiba o que fazer quando o seu pequeno faz aquela birra antes de dormir

Anúncio

FECHAR

Veja 13 dicas importantes sobre como lidar com a birra do seu filho

Birra de criança é o som mais irritante do mundo, diz pesquisa

1- Previna-se contra o estresse. Certifique-se que seu filho está descansado. Não dormir o suficiente pode deixá-lo tenso e mais propenso às birras.

2 – Afrouxe as rédeas. Tenha certeza de que seu filho tem liberdade para se divertir sem preocupações em algumas horas do dia. Assim, ele não vai ter vontade de fazer bagunça quando não puder.

3 – Mantenha a calma. Quando seu filho tiver um ataque de birra, permaneça no controle. Se ele estiver se debatendo segure-o com firmeza para evitar que ele se machuque ou cause incomodo a quem está por perto.

Se acalmar é o primeiro passo para conseguir controlar a birra do seu filho (Foto: Shutterstock)

Se acalmar é o primeiro passo para conseguir controlar a birra do seu filho (Foto: Shutterstock)

4- Pense em uma distração. Antes da birra chegar ao auge, tente sair do local em que está o causador da birra.

5 – Tente o humor. Em caso de um ataque moderado, tente contornar a situação com humor. Apenas tenha cuidado para que o seu filho não ache que você está gozando dele.

5 – Ajude a desfazer a frustração. Se o seu filho está frustrado porque ele não consegue colocar os sapatos ensine ele, mais uma vez. Assim, ele vai conseguir se sentir vitorioso ao invés de frustrado. Em casos de segurança, informe que o desejo dele de escalar a prateleira, por exemplo, vai contra as regras. Diga: “sei que você quer  ser bom nisso, mas desta vez não é possível. Se você quiser, podemos ir ao parque depois para você escalar o brinquedo, que foi feito para isso”.

6 – Não ceda às birras. Ataques públicos normalmente fazem alguns pais cederem simplesmente para diminuir a vergonha, mas essa resposta só servirá para que o sue filho repita o escândalo da próxima vez que vocês saiam. O mais calmamente possível, determine sua regra e siga a vida: “Você não conseguirá o que quer chorando e esperneando. Quando você se acalmar, nós poderemos conversamos”.

5 dicas para acabar com um ataque de birra em público

Entenda a diferença entre manha e birra

7 – Saia de perto se for possível e necessário. Se você está com medo de perder o controle com o seu filho, vire-se e conte até dez, uma vez que você garantir que ele não pode machucar a si próprio ou a outra pessoa. Simplesmente diga: “estou ficando muito brava e eu tenho que sair por um momento para me acalmar”.

8 – Converse. Depois que o seu filho se acalmar, pergunte o que fez ele ficar tão chateado. No entanto, não alongue o problema. Ao invés disso, garanta a ele que você o ama com um abraço caloroso e o convide para fazer algo prazeroso.

9 – Não leve o comportamento do seu filho para o lado pessoal. Não se permita sentir culpa ou sem controle porque o pequeno teve um ataque momentâneo. Como ouvir seu filho gritar para você “eu te odeio” pode ser doloroso, é importante ter em mente que essas atitudes não são direcionadas a você. Ele está apenas demonstrando que está frustrado.

O tema “Criança Rei x Birra” será abordado por Melinda Blau no nosso Seminário Internacional “Mãe também é gente”, que ocorrerá dia 15 de maio no WTC (World Trade Center São Paulo), na zona sul de São Paulo. Inscreva-se aqui.

rodapé

Vídeo: Por que crianças francesas não fazem birra na hora de comer?

Os terríveis 2 anos: saiba o que esperar da fase da birra