Engravidar

Paternidade tardia: homens recorrem ao congelamento de sêmen

Método pode preservar sêmen por tempo indeterminado

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

ABRE_congelamento de semen

Congelamento de sêmen é opção para preservar a fertilidade (Foto: Shutterstock)

É muito comum ouvirmos falar de métodos para preservar a fertilidade feminina. O que não é tão comum, mas já existe, são homens que recorrem ao banco de sêmen para uma paternidade tardia.

Segundo Vera Beatriz Fehér Brand, mãe de Patricia e Ariel, diretora do Pro-Seed – Banco de Sêmen, os homens podem ser férteis até cerca de 80 anos. A vida fértil da mulher é bem mais curta. Mas, de acordo com a especialista, estudos apontam que a fertilidade masculina de homens com 50 anos é 28% mais baixa que a de rapazes na faixa dos 20. Fora isso, a mobilidade do esperma diminui cerca de 5% a cada ano.

Porém, além da idade, o estresse, o estilo de vida, a alimentação e o comportamento sexual são alguns dos fatores que podem prejudicar a produção de espermatozoides

Anúncio

FECHAR

Leia também

Infertilidade: homem responde por 40% dos casos

Exames para detectar infertilidade no homem

Como saber se um homem é infértil?

Isso quer dizer que, com o passar do tempo, o homem passa a produzir menos esperma. Somando fatores como maus hábitos alimentares, obesidade, cigarro e álcool, ele tem mais chances de produzir sêmen de baixa qualidade (menos fértil) antes dos 40 anos.

Uma das soluções para preservar a fertilidade no homem, além dos cuidados com a saúde, é realizar o congelamento do sêmen em um banco próprio para isso. O esperma fica congelado em botijões de nitrogênio líquido a uma temperatura de 196º C negativos, podendo permanecer assim por tempo indeterminado, mantendo as características de seu DNA.

O procedimento também é recomendado para homens que estão passando por tratamento de quimioterapia, vasectomia ou cirurgias que possam colocar sua capacidade reprodutiva em risco.

MIOLO_congelamento de esperma

O esperma pode ficar congelado por tempo indeterminado no banco de sêmen (Foto: Shutterstock)

A idade certa para procurar esse tipo de alternativa depende do caso. “Se o fator determinante for a idade, recomendamos que seja a partir dos 35 anos. Em alguns casos em que os homens praticam esportes que podem prejudicar a fertilidade, indicamos o congelamento ainda na juventude”, explica Vera. Essas modalidades são as que causam possível impacto na região genital, como artes marciais,  ciclismo e futebol.

A taxa de congelamento de cada coleta é de R$ 390 no Pro-Seed, por exemplo. Já o preço de manutenção, independentemente do número de coletas armazenadas, é de R$ 560 por semestre. O preço pode variar em cada empresa.

Saiba a idade ideal para ter filho, para homens e mulheres

A infertilidade deles

Pouco conhecida, a clamídia é uma ameaça à fertilidade