Engravidar

A infertilidade deles

Em 30% dos casos, a infertilidade é problema dos homens

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Quando um casal não consegue engravidar, é comum que a mulher busque todas as alternativas para descobrir qual o problema, e o homem só procurar fazer exames quando as possibilidades dela foram esgotadas.

Mas o que muitos deles podem não saber é que problemas relacionados ao homem podem ser responsáveis por quase 60% dos casos de infertilidade – 30% deles são problemas exclusivos do homem.

E, para eles, é necessário apenas um exame para descobrir se está tudo bem, o espermograma. Chamado de exame de rastreio, é ele que analisa o número, morfologia e a mobilidade dos espermatozóides para iniciar, ou não, o tratamento adequado.

Anúncio

FECHAR

Mas qual o problema?

As causas da infertilidade masculinas são tão amplas quando as da infertilidade feminina, passando por problemas genéticos, anatômicos e externos, como estresse e fumo.

Os problemas genéticos, como a má formação do espermatozóide ou microdeleção do cromosso Y (quando falta um pedaço do código genético e há problemas na produção de espermatozóides), são investigados a partir de problemas no espermograma.

Os homens também podem apresentar um problema nos dutos que levam o espermatozóide do escroto para a uretra. Nestes casos, o tratamento é cirúrgico, semelhante a uma vasectomia.

As alterações na temperatura na região genital deles também podem trazer problemas na qualidade e formação dos espermatozóides. A varicocele é uma das causas mais comuns, gerando dilatação das veias espermáticas e concentrando o sangue na região dos testículos, aumentando a temperatura da região e acumulando impurezas do metabolismo.

A doença não é, necessariamente, o motivo da infertilidade. Cerca de 50% dos homens que têm varicocele não são inférteis. Mas, a união de diversos fatores da saúde do homem e do casal, pode fazer com que o quadro leve à infertilidade.

O emprego do homem também pode influenciar. Aqueles que ficam muito tempo próximos a fornos, fornalhas, trabalham com metalurgia, vestindo roupas apertadas ou fica muito tempo sentado pode aumentar a temperatura da região e prejudicar os espermatozóides.

Doenças como diabetes e hipertensão arterial podem ter sua parcela de participação da infertilidade também, por interferirem na ereção do homem e na circulação do sangue pela região genital. Algumas infecções genitais, como a prostatite, também interferem.

E agora?

O tratamento da infertilidade masculina vai depender da causa do problema. Enquanto algumas doenças necessitam de procedimentos cirúrgicos, como a varicocele e alterações nos dutos de esperma, outras pedem medicamentos.

Se o problema forem as infecções ou inflamações, o tratamento é feito com antiinflamatórios e antibióticos. Nos casos de estresse ou má alimentação, o tratamento pode ser feito com complexos vitamínicos e sais minerais, que ajudam a melhorar a qualidade dos espermatozóides.

Ainda não há comprovação científica de que a ansiedade atrapalhe a infertilidade dos homens, mas ele pode atrapalhar a ereção e ejaculação.

Diversos locais dão auxílio para casais que não conseguem engravidar, como o Hospital das Clínicas, em São Paulo. Os cariocas poderão se informar mais sobre o assunto neste sábado (6 de agosto), no evento “Até os heróis precisam manter a saúde em dia”.

O evento é gratuito e acontecerá das 9h às 12h no Barra Medical Center. Os interessados devem se inscrever pelo telefone (21) 3385-2085.

Até os heróis precisam manter a saúde em dia
Dia 6 de agosto, das 9h às 12h
Av. das Américas, 6.205, Barra da Tijuca
Inscrições: (21) 3385-2085

Consultoria: Paulo Gallo, pai de Breno e Junior, é especialista em reprodução assistida e diretor médico do Vida – Centro de Fertilidade da Rede D”Or