Criança

Alimentação saudável na infância: saiba como criar regras simples

Com apenas dois cestos você pode resolver muitas questões em casa

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Shutterstock)

Todos os acordos que você fizer com o seu filho devem ficar bem claros, para que eles possam ser respeitados (Foto: Shutterstock)

Entre 3 e 6 anos de idade, a maioria das crianças recebe nas escolas as primeiras instruções sobre trânsito e, assim, conseguem associar algumas cores, como o vermelho, que significa “pare”, e o verde, que é “ande”. Assim, em casa fica fácil manter esse mesmo padrão para definir os alimentos restritos e aqueles que são liberados.

Leia também

Cantinas escolares substituem doces e salgados por pratos saudáveis

Anúncio

FECHAR

Você já conhece? Prato mágico não deixa a comida da criança cair

Descubra como substituir o sal por outros ingredientes nas refeições

Quem dá a dica é a nutricionista da Cardapioterapia, Renata Buzzini, mãe de Carlos Eduardo, e é bastante prática: você vai precisar de duas cestas, uma vermelha e outra verde. Coloque na cesta vermelha todos os alimentos que você costuma ter em casa, mas sabe que não estão na lista dos mais saudáveis. Ao lado dela, coloque na cesta verde as versões saudáveis dos mesmos tipos de alimentos. Você pode fazer o mesmo esquema dentro da geladeira.

No mercado, quando as crianças pedem algum alimento que você considera pouco saudável, combine com elas que você vai comprar e que ele será colocado na cesta vermelha e que um outro alimento compatível e mais saudável também será comprado. Por exemplo, se o seu filho quiser comprar um danone de chocolate, você também levará um  iogurte com frutas batidas. É importante também definir um limite para ter esses alimentos em casa: ele precisa saber que nem sempre estarão na lista de compras.

O combinado com as crianças deve ser bastante claro e a linha para ser abordado é a de que os alimentos na cesta verde são mais saudáveis e, por isso, o consumo é mais flexível. Já os alimentos na vermelha, não são tão nutritivos assim, então devem ser consumidos com mais atenção. Jamais deixe o seu filho pensar que os alimentos da cesta vermelha são premiações por tarefas cumpridas ou bom comportamento, essa não será uma boa associação para o seu objetivo com esse esquema.

Os alimentos da cesta vermelha não podem ser consumidos indiscriminadamente, então crie regras em casa a serem respeitadas (não adianta ele poder escolher um alimento desta cesta todos os dias).

Veja 4 maneiras de deixar as refeições em família mais felizes

Mãe transforma alimentos orgânicos em personagens de filmes

Aprenda a deixar legumes e verduras livres de agrotóxicos