Vacinar para a vida

Cuidar é amar: saiba mais sobre a vacinação na gravidez

As vacinas na gravidez são de extrema importância! - Shutterstock
Shutterstock

Publicado em 22/05/2023, às 12h25 por Fernanda de Andrade, filha de Débora e Marcos


A vacinação é indicada para várias etapas da vida e algumas vacinas oferecem proteção também para outras pessoas que não foram vacinadas por diversos motivos. Vacinas recebidas na gravidez protegem, além da gestante, o seu bebê nos primeiros meses de vida². Por isso, algumas vacinas atuam como uma proteção tanto para as pessoas que podem se vacinar quanto para as que não podem².

É muito fácil encontrar informações falsas sobre a vacinação na Internet e redes sociais, e por isso é tão necessário conversar com um profissional da saúde e procurar se informar com fontes confiáveis ao surgir qualquer dúvida, evitando a desinformação de um assunto tão importante³. Para o projeto “Vacinar Para a Vida”, em parceria com a biofarmacêutica GSK, o Dr. Igor Padovesi, ginecologista, obstetra e pai de Beatriz, Guilherme e Cecília; Dr. Claudio Len, médico do departamento Materno-Infantil do Hospital Albert Einstein e pai de Fernanda, Beatriz e Silvia; Dra. Ana Paula Burian, infectologista, pediatra e mãe de Henrique e Luísa; e Dr. Emersom Mesquita, infectologista e gerente médico de vacinas da GSK, pai de Eduardo e Vicente, responderam as principais dúvidas sobre imunização materna.

As vacinas na gravidez são de extrema importância! (Foto: Shutterstock)

O que é a vacinação?

A vacinação é uma das formas mais simples, seguras e efetivas de adquirir proteção contra uma doençaimunoprevenível⁴.  Com a vacinação, o próprio sistema imunológico consegue criar uma defesa natural antes mesmo que ela tenha contato com o agente causador da doença⁴. De uma forma mais simplificada, as vacinas são responsáveis por “treinar” o sistema imunológico para criar anticorpos ao serem expostos a uma versão mais “enfraquecida” do agente causador⁴.

Existem vacinas com o vírus ou bactéria inativados e as vacinas com o vírus ou bactérias “vivos” mas atenuados³. As vacinas são dadas frequentemente por meio de injeções, mas existem exceções que podem ser administradas por gotas e dadas oralmente, como a vacina oral contra a poliomielite e a vacina rotavírus⁴.

A importância da imunização na gravidez

“A vacinação na gravidez ou fora dela é para a prevenção de doenças infecciosas que são passíveis de serem evitadas. É importante para a proteção da mãe e indiretamente do bebê”, destaca o Dr. Igor Padovesi, e completa: “Doenças que podem ser complicadas para a mãe durante a gestação, e com a vacinação, a mãe passa os anticorpos para o bebê pela placenta”.

Já a Dra. Ana Paula Burian relembra: “Durante a gestação, o organismo da mulher passa por modificações que alteram a resposta imunológica e favorecem algumas infecções e até mesmo com maior gravidade”. Por isso, a imunização deve ser tratada com seriedade e seguida junto do acompanhamento de um médico especialista. Dr. Emersom complementa: “Esses anticorpos que passam para o bebê são fundamentais nos primeiros meses de vida, especialmente enquanto ele ainda não tem idade para receber as doses de rotina”.

A imunização na gravidez é parte do pré-natal (Foto: Getty Images)

Benefícios da imunização na gravidez

Segundo a Dra. Ana Paula Burian, a vacinação na gravidez apresenta benefícios tanto para a mãe quanto para o bebê. A infectologista lembra que o sistema imunológico da mãe passa por alterações que acabam o deixando mais fragilizado, ressaltando a necessidade de uma proteção ainda maior. A especialista conta que o bebê contém uma menor capacidade de resposta imune ao nascer: “Quanto mais prematuro o bebê nasce e menor a sua idade gestacional, mais imaturo será seu sistema imunológico e maior o risco de infecções”, o bebê também continua “recebendo proteção” por meio da mãe, que passa os anticorpos adquiridos ainda durante a gestação e após o nascimento, através do leite materno¹. Segundo o Dr. Emersom Mesquita, a mãe pode ser uma transmissora de coqueluche para os bebês, mas isso não ausenta os outro familiares de serem vetores de transmissão, por isso é importante que todos se previnam, criando um casulo de proteção, também conhecido como Estratégia Cocoon: “As outras pessoas que irão conviver com o bebê de forma mais próxima também oferecem riscos e podem transmitir a doença. Para os familiares nunca vacinados ou com o histórico vacinal desconhecido, recomenda-se uma dose de dTpa e duas doses de dT, para garantir três doses do componente tetânico”.

Quais as vacinas recomendadas durante a gestação?

A Dra. Ana Paula Burian contou que existem cinco vacinas recomendadas para a imunização na gravidez: a contra Influenza (gripe), contra difteria, tétano e coqueluche acelular (dTpa), contra a difteria e tétano (dT), além da Hepatite B e Covid-19¹⁵.

dTpa

Essa vacina protege contra três doenças: a difteria, tétano acidental para a mãe e tétano neonatal para o bebê e, por último, coqueluche⁵. A dTpa pode ser tomada após a 20ª semana de gravidez⁵. Alguns sintomas da difteria são: gânglios inchados no pescoço, palidez, membrana grossa e acinzentada cobrindo às amígdalas e dificuldade de respirar⁴. Os sintomas de tétano nas mães são principalmente crises de contraturas que podem levar ao óbito, e no caso de tétano neonatal, o bebê sente irritabilidade, dificuldade para mamar e choro excessivo⁶,¹⁶.

Já no caso de coqueluche, o Dr. Claudio Len conta que o bebê sente tosse intensa e frequente, impedindo a amamentação e podendo chegar a ficar cianótico (escassez de oxigênio no sangue). Tanto o tétano, quanto a coqueluche, podem levar o bebê ao óbito nos primeiros meses de vida, e por isso são tão importantes de serem prevenidos na gestação.

dT

Chamada de vacina dupla do tipo adulto, a Dra. Ana Paula comenta que ela é responsável por proteger contra as doenças difteria e tétano. Ela é recomendada para as gestantes que não foram previamente vacinadas, tendo três doses como esquema básico (duas de dTe uma de dTpa) e um reforço a cada 10 anos, e pode ser tomada a qualquer momento da gravidez ⁶,⁷,¹⁷.

Hepatite B

Protege contra o vírus da Hepatite B⁸. A gestante que não foi imunizada anteriormente deve receber três doses da vacina⁸. “O vírus da Hepatite B pode provocar uma doença grave e cronificar em 90% dos bebês infectados durante o parto, e em cerca de 10% daqueles que adquirem a doença na idade adulta”, diz Dra. Ana Paula, e pode ser tomada em qualquer idade gestacional. Os sintomas de Hepatite B demoram para aparecer, e são sinais típicos de doenças do fígado, o que dificulta o diagnóstico⁹. Os sinais são cansaço, tontura, enjoo, vômitos, pele e olhos amarelados, febre e dor abdominal⁹.

A vacinação na gravidez é importante para a imunização de mãe e filho (Foto: Getty Images)

Influenza

A vacina pode ser administrada em qualquer momento da gestação e, caso a mãe não tenha sido vacinada na gestação, pode se vacinar 45 dias após o parto10. Ela protege contra o vírus Influenza, causador da famosa gripe, que tem como sintomas febre alta, tosse, coriza, dor de cabeça, dor de garganta e dor muscular¹⁰,¹¹. Como o bebê somente poderá receber a vacina a partir de 6 meses de idade, a imunização na gestação ou após o parto são estratégias fundamentais para proteger o bebê nos primeiros meses.

Covid-19

As gestantes podem tomar essa vacina que protege contra o vírus da Covid-19, seguindo as recomendações do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação¹². Além disso, puérperas e lactantes também podem tomar a vacina, por serem parte do grupo de risco¹². Os sintomas da doença incluem tosse, dor de garganta, diarreia, dor abdominal, dor muscular, dor de cabeça, coriza, fadiga, fraqueza muscular, diminuição do apetite e prostração¹³.

MATERIAL DIRIGIDO AO PÚBLICO GERAL. POR FAVOR, CONSULTE SEU MÉDICO.

NP-BR-PTU-JRNA-230001 – MARÇO/2023

REFERÊNCIAS:

1. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. VACCINES DURING AND AFTER PREGNANCY. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://WWW.CDC.GOV/VACCINES/PREGNANCY/VACC-DURING-AFTER.HTML#:~:TEXT=GET%20THE%20LATEST%20INFORMATION%20ABOUT,FIRST%20FEW%20MONTHS%20OF%20LIFE.>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

2. MINISTÉRIO DA SAÚDE. BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE. QUAIS VACINAS PODEM OU DEVEM SER ADMINISTRADAS NA GESTAÇÃO? QUAIS SÃO OS APRAZAMENTOS E AS SITUAÇÕES ESPECIAIS DISPONÍVEL EM: <HTTPS://APS-REPO.BVS.BR/APS/QUAIS-SAO-AS-VACINAS-QUE-PODEM-OU-DEVEM-SER-ADMINISTRADAS-NA-GESTACAO-QUAIS-SAO-OS-APRAZAMENTOS-E-AS-SITUACOES-ESPECIAIS/>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

3. NATIONAL HEALTH SURVEILLANCE, UK. WHY VACCINATION IS SAFE AND IMPORTANT. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://WWW.NHS.UK/CONDITIONS/VACCINATIONS/WHY-VACCINATION-IS-SAFE-AND-IMPORTANT/>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

4. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. VACCINES AND IMMUNIZATION: WHAT IS VACCINATION?. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://WWW.WHO.INT/NEWS-ROOM/QUESTIONS-AND-ANSWERS/ITEM/VACCINESAND-IMMUNIZATION-WHAT-IS-VACCINATION>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

5. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. VACINA TRÍPLICE BACTERIANA ACELULAR DO TIPO ADULTO – DTPA. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://FAMILIA.SBIM.ORG.BR/VACINAS/VACINASDISPONIVEIS/VACINA-TRIPLICE-BACTERIANA-ACELULAR-DO-TIPO-ADULTO-DTPA>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

6. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. SAIBA QUAIS VACINAS DEVEM SER ADMINISTRADAS DURANTE A GESTAÇÃO. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://WWW.GOV.BR/PT-BR/NOTICIAS/SAUDE-E-VIGILANCIA-SANITARIA/2022/11/SAIBA-QUAIS-VACINAS-DEVEM-SER-ADMINISTRADAS-DURANTE-A-GESTACAO>. ACESSO: 21 MAR. 2023.

7. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. VACINA DUPLA BACTERIANA DO TIPO ADULTO – DT. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://FAMILIA.SBIM.ORG.BR/VACINAS/VACINAS-DISPONIVEIS/VACINA-DUPLA-BACTERIANA-DO-TIPO-ADULTO-DT>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

8. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. VACINA HEPATITE B. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://FAMILIA.SBIM.ORG.BR/VACINAS/VACINAS-DISPONIVEIS/VACINA-HEPATITE-B>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

9. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. HEPATITE B. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://WWW.GOV.BR/SAUDE/PT-BR/ASSUNTOS/SAUDE-DE-A-A-Z/H/HEPATITES-VIRAIS/HEPATITE-B-1>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

10. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. INFORME TÉCNICO. 24a CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA INFLUENZA. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://WWW.GOV.BR/SAUDE/PT-BR/ASSUNTOS/SAUDE-DE-A-A-Z/C/CALENDARIO-NACIONAL-DE-VACINACAO/ARQUIVOS/INFORME-DA-24A-CAMPANHA-NACIONAL-DE-VACINACAO-CONTRA-A-INFLUENZA.PDF>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

11. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. GRIPE (INFLUENZA). DISPONÍVEL EM: <HTTPS://WWW.GOV.BR/SAUDE/PT-BR/ASSUNTOS/SAUDE-DE-A-A-Z/G/GRIPE-INFLUENZA>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

12. CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE. MINISTÉRIO DA SAÚDE. RECOMENDA AÇÕES REFERENTES À INCLUSÃO DAS MULHERES GRÁVIDAS, PUÉRPERAS E LACTANTES NO PLANO NACIONAL DE IMUNIZAÇÃO CONTRA A COVID-19. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://CONSELHO.SAUDE.GOV.BR/RECOMENDACOES-CNS/1850-RECOMENDACAO-N-015-DE-06-DE-JULHO-DE-2021>. ACESSO: 21 MAR. 2023.

13. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. DENGUE E COVID-19: CONHEÇA OS SINAIS DAS DUAS DOENÇAS E APRENDA A DIFERENCIAR OS SINTOMAS. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://WWW.GOV.BR/SAUDE/PT-BR/
ASSUNTOS/NOTICIAS/2022/NOVEMBRO/DENGUE-E-COVID-19-CONHECA-OS-SINAIS-DAS-DUAS-DOENCAS-E-APRENDA-A-DIFERENCIAR-OS-SINTOMAS>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

14. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. DIFTERIA. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://WWW.GOV.BR/
SAUDE/PT-BR/ASSUNTOS/SAUDE-DE-A-A-Z/D/DIFTERIA>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

15. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. CALENDÁRIO NACIONAL DE VACINAÇÃO. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://WWW.GOV.BR/SAUDE/PT-BR/ASSUNTOS/SAUDE-DE-A-A-Z/C/CALENDARIO-NACIONAL-DE-VACINACAO>. ACESSO EM: 21 MAR. 2023.

16. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. TÉTANO NEONATAL. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://WWW.GOV.BR/SAUDE/PT-BR/ASSUNTOS/SAUDE-DE-A-A-Z/T/TETANO-NEONATAL>. ACESSO EM: 27 MAR. 2023.

17. SOCIEDADE
BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO. SBIM. GESTANTES. DISPONÍVEL EM: <HTTPS://SBIM.ORG.BR/IMAGES/CALENDARIOS/CALEND-SBIM-GESTANTE.PDF>. ACESSO EM: 27 MAR. 2023.


Leia também

Foto: Reprodução/ Instagram

Bebês

Fernanda Paes Leme recusa visitas após o nascimento da filha: "Não consigo e não quero"

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

Amanda Kimberlly confirma gravidez - (Foto: reprodução/Instagram)

Gravidez

Suposta mãe do 3º filho de Neymar confirma gravidez nas redes sociais

Alok faz anúncio em vídeo no Instagram - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Alok compartilha vídeo em família para anunciar: "Agora somos 6"

Graciele Lacerda fala sobre chegada de filho com Zezé di Camargo - Reprodução/Instagram

Família

Graciele Lacerda fala sobre chegada de filho com Zezé di Camargo

O corpo começa a dar sinais de que vem bebê aí bem antes da menstruação atrasar - Getty Images

Gravidez

Sintomas de gravidez: nos primeiros dias, que ninguém sabe, de menino e menina e muito mais

Gabi Luthai estava grávida de gêmeos - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Téo Teló e Gabi Luthai escolhem nome curto e com forte significado para o primeiro filho