Especiais

Mãe perfeita não existe: Betty Monteiro ensina a sentir menos culpa

A psicóloga mostrou exemplos práticos de como lidar com o sentimento

selo_seminario_oficial
Isabela Kalil de Lima

Isabela Kalil de Lima ,Filha de Kátia e Fabio

 

Foto: Davi Valente

Foto: Davi Valente

A psicóloga Betty Monteiro, mãe de Gabriela, Samuel, Tarsila e Francisco se apresentou no nosso seminário e conseguiu além de divertir, ajudar muito gente. Betty, que também é pedagoga e escritora, começou a palestra com o tema “Culpa, não” explicando de onde vinha esse sentimento que as mães costumam sentir tanto. “Quando engravida, a mulher já fica apavorada com medo de errar e de não conseguir ser a mãe perfeita para o seu filho”.

Leia mais:

Anúncio

FECHAR

Por que as mães costumam sentir tanta culpa?

Prazer sem culpa: 8 coisas que as mães devem fazer para relaxar

Sem culpa: Seja mais gentil com você mesma

De acordo com a nossa palestrante, isso não deveria preocupar. “Mãe perfeita não existe e se existisse seria um porre”, explica. Para ela, o mais importante é a compreensão. “Se você souber ouvir o que seu filho tem para dizer e aceitá-lo do jeito que ele é, você já será uma boa mãe”.

(Foto: Davi Valente)

A jornalista Mônica Figueiredo, que apresentou o nosso evento, ao lado da psicóloga Betty Monteiro (Foto: Davi Valente)

Além de todos esses ensinamentos, Betty também fez os expectadores participarem da palestra. Ela chamou vários participantes ao palco para atuarem como se fossem crianças ou até outras mães e criarem situações para mostrar, na prática, a solução para alguns conflitos.

rodape12