Criança

Conheça os problemas de gente grande que ocupam a cabeça das crianças

Crianças de 4 a 6 anos também têm preocupações que vão além dos monstros e fantasmas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

As crianças estão rodeadas de questões que podem provocar ansiedade e medo. Listamos  quatro preocupações que podem mexer com a vida de seu filho e mostramos como ajudá-los a lidar com cada uma delas.

  1. Bullying na escola

As crianças começam a sofrer bullying por volta dos 5 anos de idade, quando começam a ir para escola e interagir com outras crianças. “Para muitas, essa é a primeira interação social”, diz Robert Sege, diretor da divisão de família e defesa da criança no Boston Medical Center. Mas atenção: cada criança reage ao bullying de forma diferente, seja ficando agressivo, introvertido ou com medo.

Nós, pais, devemos tentar garantir segurança e tranquilidade na escola, conversando com os professores e diretores. Conte o que acontece com seu filho e faça a escola deixar claro quais atitudes serão tomadas para que isso tenha fim. “Em casa, mostre que você acredita na capacidade da criança de superar essas situações.”

Anúncio

FECHAR

Leia também

5 maneiras geniais de acalmar o choro das crianças

Choro não! Porque você não deve deixar a criança chorando sem parar

  1. Abuso doméstico

Muitas crianças vivem em lares onde há brigas violentas e presenciam as brigas diariamente. E mesmo as crianças que não presenciam a violência doméstica  ficam mais vulneráveis, já que abuso verbal e emocional “a portas fechadas” também causam estresse.

“Quase todos os pais não compreendem que seu filho consegue entender que está havendo uma briga”, diz Sege. Testemunhar alguma agressão aumenta o risco de a criança ter algum problema emocional. “É bom mostrar para seu filho que pai e mãe discordam algumas vezes, mas conseguem se reconciliar”, afirma.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

  1. Desastres naturais

Tempestades, terremotos, incêndios. A vida de crianças que passaram por esses desastres naturais pode ser tomada por ansiedade. De acordo com Joseph F. Hagan Junior, pediatra, as crianças desenvolvem algum grau de ansiedade quando são expostas a desastres.

A cobertura da mídia pode aumentar a ansiedade, até mesmo daquelas que não viveram o desastre pessoalmente. Algumas crianças podem ter muita dificuldade de entender que o terremoto que viram em outra região do mundo tem poucas chances de acontecer perto de onde elas estão.

10 fatos estranhos sobre os bebês que você nem imaginava

10 dicas para colocar em ordem o sono das crianças

  1. Violência nas ruas

Alguns noticiários podem deixar seu filho ainda mais preocupado com questões como assaltos, sequestros e até tiroteios. Sim, isso é uma realidade em muitos lugares do país, porém você deve tranquilizá-lo, explicando sobre os cuidados que todos devemos ter, deixando claro que essa não deve necessariamente ser uma preocupação naquele momento.

“Tenha certeza de que você está acompanhando o que seus filhos estão assistindo na televisão. Se eles virem atos de violência nos jornais, noticiários ou em algum programa, diga a eles que você e outros adultos estão por perto para manter a segurança deles e da família”, afirma Sege.