Criança

Bicicleta sem rodinha: saiba qual é a hora de aprender e como ajudar

Este momento pode ser muito gostoso com a sua ajuda

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

aprender a andar de bicileta sem rodinha

Um local plano é importante para o início do aprendizado (Foto: Shutterstock)

Talvez você se lembre da ótima sensação de ganhar sua primeira bicicleta. No início, ela tinha rodinhas para te ajudar a se equilibrar, mas o momento da retirada é um marco da infância. Com o seu filho não é diferente, mas agora que você é quem ensina, precisa ter paciência neste momento.

O primeiro contato geralmente começa com os triciclos, que dão a noção de pedalar e fazer curvas. Segundo Maria Inês Pinto Nantes, pediatra do Hospital São Luiz – Jabaquara, na zona sul de São Paulo, a partir dos dois anos e meio a criança já está apta a tentar a andar de bicicleta com as rodinhas.

Leia também

Anúncio

FECHAR

As melhores brincadeiras em cada fase

11 maneiras de prevenir que seu filho se machuque ao brincar

A primeira recomendação, com ou sem rodinhas, é ir para um local plano, numa praça ou parque onde a criança possa pedalar sob vigilância de um adulto. “Na hora de tentar pedalar sem as rodinhas, a forma tradicional de ensinar a andar de bicicleta correndo ao lado da criança segurando-a, continua a ser o melhor e mais rápido método”, diz a pediatra.

Deve-se segurar a criança pelo ombro e acompanhá-la a correr. Mas lembre-se: é importante que o pai nunca segure no guidão ou na bicicleta, já que seu filho terá mais dificuldade em conduzir uma bicicleta se não for ele mesmo a comandar a ação.

aprender a andar de bicileta sem rodinha (2)

Andar de bicicleta sem rodinha ajuda no equilíbrio e na coordenação motora (Foto: Shutterstock)

Flavia Fiorillo, mãe de Ullya e Ziyad, autora do blog Mamãe sabe Tudo, nos contou sobre sua experiência: “Eles aprenderam lá pelos 5 ou 6 anos e eu tive que fazer aquela clássica cena de filme, segurando o banco e correndo atrás da bicicleta”. Cada um teve seu ritmo de aprendizado e desenvolvimento da coordenação. A filha teve mais receio, e precisou ser acompanhada por um pouco mais de tempo.

Para ajudar seu filho, não cobre resultados. “A criança entre os 4 e 9 anos desenvolve o equilíbrio, portanto temos que ter o cuidado de não pressioná-la para não transformar algo tão bom em um peso por cobranças”, explica a médica. “Mostre confiança sem zelos em demasia para não gerar uma sensação de insegurança. Cair faz parte do processo de aprendizado”, acrescenta.

Descubra quantas calorias seu filho gasta em cada brincadeira

Ninguém segura essa criança: nossas sugestões de brinquedos sobre rodas!

Segurança 

A compra da bicicleta deve estar associada a compra de um capacete, que é essencial. Luvas e joelheiras também são importantes. Além disso, quando a criança cai e se machuca, pode ficar com medo e abandonar a bicicleta. Usar calçado fechado também é indicado, já que os chinelos podem enroscar e levar à queda.

Benefícios

Dentre as vantagens citadas pela especialista que esta prática traz para as crianças estão:

– Aumento da resistência

– Aumento da capacidade respiratória e fortalecimento dos ossos

– Ganho de agilidade

– Melhora da coordenação e do equilíbrio

6 atividades ótimas para as férias do seu filho

Vídeo: Visitamos três lugares seguros e baratos que você não pode perder!