Mais

Descubra quantas calorias seu filho gasta em cada brincadeira

Muitas brincadeiras são verdadeiros exercícios físicos

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Por Julia Rabahie, filha de Marina e Gilberto

Que brincar é bom, todo mundo sabe. E que exercícios são mais do que necessários para um crescimento saudável também não é novidade alguma. Se divertir e praticar atividade física, ao mesmo tempo, significa juntar o útil ao agradável.

A brincadeira é parte fundamental da infância. É nessa fase que começa o desenvolvimento da maturidade física e psicológica das crianças, por isso é um momento importante para elas conhecerem melhor seu corpo e começarem a construir relações com os outros e com o mundo à sua volta.

Anúncio

FECHAR

Através das brincadeiras, as crianças aprendem a organizar seus pensamentos e começam a lidar com regras. Além do desenvolvimento de habilidades motoras, brincar possibilita a convivência com as diferentes características dos colegas. A atividade física tem função muito parecida, pois aumenta a capacidade de aprendizagem e dá mais oportunidades para uma vida saudável. O esporte, assim como a brincadeira, faz com que as crianças façam amigos e aprendam a conviver em grupo.
 
Pensando nisso tudo, juntamos oito brincadeiras que, assim como outros esportes, funcionam também como exercícios, para que seu filho se divirta do jeito mais saudável possível.

Pega-pega
A mais simples de todas, afinal é só o pegador sair correndo e tentar encostar em outro jogador. Quando uma criança for pega, ela passa a ser a pegadora. Não se esqueça do pique: onde elas podem ficar imunes.
O que ajuda a desenvolver: velocidade, agilidade e equilíbrio
Calorias gastas, em 30 minutos: 190 = uma fruta e um iogurte
Esporte que se aproxima da brincadeira: futebol

Amarelinha
Se você não lembra das regras, primeiro desenhe no chão uma fileira de quadrados, alguns duplos, com números dentro (de 1 a 10). Aí é só jogar a pedra no primeiro quadrado e pular num pé só até a ponta e voltar, tudo sem pisar na casa número 1. Quando estiver nas casas duplas – onde tem um quadrado ao lado do outro – pise com os dois pés, um em cada quadrado. No caminho de volta, é só recolher a pedrinha. Na segunda rodada, ela deve ser jogada na casa 2 e o jogo se repete. Não pode pisar fora do quadrado, pisar com os dois pés e nem errar na hora de jogar a pedra.
Esporte que se aproxima da brincadeira: Salto triplo
Calorias gastas, em  30 minutos: 105 = uma barrinha de cereal e meia porção de fruta
O que ajuda a desenvolver: Raciocínio lógico e equilíbrio,

Barra-manteiga
São duas equipes, cada uma numa fileira, uma de frente para a outra. Alguém de uma equipe vai até a outra e bate em todas as mãos (que devem estar voltadas para cima) cantando: “barra-manteiga, na fuça da nega, minha mãe mandou bater nesse daqui. 1, 2, 3!” Nesse momento, quem recebeu o tapa sai correndo para pegar o que bateu. Se pegar, o fugitivo muda de time. Se não pegar, é o pegador quem vai para a outra equipe. O lado que tiver mais gente, ganha o jogo.
Esporte que se aproxima da brincadeira: corrida dos 100 metros rasos
Calorias gastas, em 30 minutos: 190 = dois espetinhos de carne
O que ajuda a desenvolver: noções de estratégia e trabalho em equipe

Queimada
Tem vários jeitos de jogar. O mais simples é assim: o campo fica dividido em dois lados, com uma linha no meio. Os jogadores de um lado não podem passar para o outro. Quem está com a bola joga em direção ao time oposto: se bater em alguém, a criança é queimada e sai do jogo. Aí é vez desse time jogar contra o adversário.
O que ajuda a desenvolver: coordenação motora e força.
Calorias gastas, em 30 minutos: 140 = um picolé de fruta e mais uma fruta
Esporte que se aproxima da brincadeira: handebol

Bambolê
É difícil e depende de bastante prática.
O divertido é tentar rodar o bambolê em outras partes do corpo, além da cintura: no pescoço, nos braços e nas pernas também.
Esporte que se aproxima da brincadeira: GRD (Ginástica Rítmica Desportiva)
O que ajuda a desenvolver: equilíbrio e noção de espaço
Calorias gastas, em 30 minutos: 110 = duas conchas de feijão preto

Pique-bandeira
Tem dois times, cada um com uma bandeira – elas ficam nas extremidades do campo. O objetivo de cada um é roubar a bandeira do time adversário, correndo para pegá-la, sem ser tocado. Se não conseguir ser tão ágil e for pego, deve esperar para ser resgatado por um jogador da sua equipe.
O que ajuda a desenvolver: capacidade criativa e trabalho em equipe
Calorias gastas, em  30 minutos: 190 = um bife grelhado
Esporte que se aproxima da brincadeira: rugby e futebol americano

Cabra-cega
Um jogador fica com os olhos tampados, e é rodado pelos amigos. Quando para, deve tentar pegar algum dos outros jogadores.
Esporte que se aproxima da brincadeira: atletismo
Calorias gastas, em  30 minutos: 150 = três colheres de sopa de purê de batata
O que ajuda a desenvolver: agilidade e coordenação motora

Consultoria: Mário Pozzi, pai de Munique, é professor e especialista em treinamento desportivo voltado para crianças. Paula Castilho, filha de Josefa e Antônio, é nutricionista e diretora do Sabor Integral Consultoria em Nutrição,  saborintegralconsultoria.com.br. Tiago Aquino (Paçoca), o Dr. Brincar, filho de Thiago e Marlene, é professor esportivo e especialista em educação física escolar, www.brincadeirasejogos.com.br.

Pais&Filhos TV