Criança

50 coisas que você pode fazer já e que vão ajudar seu filho no futuro

Aprenda atividades divertidas - e científicas - que vão te ajudar

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

abre 50 maneiras

Dançar pode ser ótimo para estimular o bebê a usar o corpo (Foto: Shutterstock)

Estimule a visão do bebê

1 – Olhe nos olhos do bebê. Aproveite esses raros momentos onde os olhos do seu recém nascido estão abertos e os olhe bem lá no fundo. Filhos reconhecem os rostos logo nos primeiros dias – e o seu é o mais importante! Olhando para você, a memória do bebê é construída.

2- Mostre sua língua. Estudos revelam que recém nascidos com menos de três dias de idade conseguem imitar simples movimentos faciais – é resolver rapidamente um problema muito comum nas crianças.  

Anúncio

FECHAR

3- O coloque na frente do espelho. Faça seu bebê olhar para si mesmo. Inicialmente ele vai pensar que está vendo outra criança fofa, porém, ele amará fazer o “outro” bebê levantar os braços e sorrir.

4- Faça a diferença. Segure dois retratos perto do rosto de seu bebê (aproximadamente 20 ou 30 cm); eles precisam ser parecidos, mas alguma coisinha deve estar fora do lugar – talvez um tenha uma árvore e o outro não. Até mesmo um bebê é capaz de identificar diferenças entre um e outro, o que futuramente facilitará sua percepção das letras do alfabeto e leitura.

Converse com ele, faça com que dê risada

5- Converse com ele. Tudo que você provavelmente receberá de volta será um olhar desentendido, mesmo assim, enquanto estiver conversando, pause nos momentos onde seu bebê poderia responder. Logo ele pegará o ritmo da conversa sozinho e preencherá os espaços abertos por você.

6- Faça carão. Seu bebê adora quando você faz caras e bocas e entra no mundo dele para conversar.

7- Cante uma canção. Aprenda quantas músicas puder ou invente seus próprios versos (“vamos trocar as fraldas, trocar as fraldas, trocar as fraldas…”). Faça o bebê ouvir Bach, os Beatles ou Britney Spears. Algumas pesquisas sugerem que na cabeça do bebê, aprender ritmos musicais é como aprender matemática.

8- Faça seu bebê se questionar. Quando você anuncia, “eu vou apagar as luzes agora” antes de apertar o interruptor, você está ensinando causa e efeito.

9- Faça cócegas em seus pés. Na verdade, faça cócegas em todos os lugares. Rir é o primeiro passo para o bebê desenvolver senso de humor

10- Seja engraçada. Encha suas bochechas e deixe sua criança tocar seu nariz, quando ele encostar, solte o ar! Faça o bebê puxar sua orelha e então mostre sua língua. Faça barulhos engraçados quando ele tocar sua cabeça. Brinque três ou quatro vezes e então mude as regras e movimentos para incentivar a cognição do bebê.

11- Conte piadas. Aponte para uma foto de algum tio e o chame de mamãe. Em seguida, diga ao seu bebê que você estava sendo boba e ria de sua própria “piada” para ajudar a construir o recém-descoberto senso de humor de seu filho.

 

Leia também

Saiba como funciona o método francês de ensino no Brasil

6 formas divertidas de contar a seu filho pequeno que você está grávida

Aumente o vínculo entre vocês cada vez mais

12- Amamentação, se possível. Amamente o quanto quiser. É um fato que crianças no jardim de infância que foram amamentados com mais frequência desenvolvem um QI elevado. Além do mais, um dos melhores momentos para se criar vínculos com seu filho é durante a amamentação, cante, converse ou apenas faça carinho no cabelo de seu bebê.

13- Faça da troca de fraldas um momento especial. Use esse momento para ensinar as partes do corpo e explique quais são as peças de roupa que ele usará. Narrar tudo estimula seu bebê a aprender e antecipar sua própria rotina.

14- Esqueça os eletrônicos. O cerébro do seu bebê necessita de uma interação humana que nenhum programa de TV, não importa o quão educacional seja, pode oferecer.

15- Não esqueça de dar um tempo. Passe alguns minutos do dia simplesmente sentada no chão com o seu filho — sem música, luzes muito claras ou truques. O deixe explorar e veja onde ele pode te levar.

Use seu corpo, estimule seu bebê a usar o dele

16- Seja um parque infantil. Deite no chão e deixe seu bebê escalar e pular por todo seu corpo. É mais barato que um brinquedo de parquinho e muito mais engraçado! Você estará ajudando seu filho a desenvolver sua coodernação motora e outro problema inicial estará resolvido.

17- Construa uma pista de obstáculos. Incentive a coordernação motora de seu filho colocando travesseiros, caixas e brinquedos no chão para depois ensinar como se desvia, pula, abaixa e rola por todo o espaço.

18- Dance. Ensine-o a balançar o corpo, dançar como a galinha pintadinha ou rodopiar feito uma bailarina.

19- Brinque de “siga o mestre”. Engatinhe pela casa, variando sua velocidade. Pare em lugares interessantes para brincar.

20- Agora o deixe ser o mestre. Conforme a criança vai ficando mais velha, sua criatividade se desenvolverá ao ponto de querer saber se você imitará tudo que ele fizer, como pequenos barulhos bobos, engatinhar de trás pra frente ou até mesmo gargalhadas.

Veja 7 dicas de cuidados com a audição das crianças

Escola propõe notas altas no boletim para que alunos fiquem confiantes

Explore novos ambientes

21- Compartilhe o que vê. Leve seu bebê para passear e narre o que você está vendo, “isso é um cachorro” ou “olhe só que árvores grandes!” ou até mesmo “você pode ouvir o barulho daquela sirene?” – isso proporcionará uma infinidade de palavras para seu filho.

22- Vá as compras. Quando você precisar de uma pausa em meio a tanta cantoria e dança, leve seu bebê ao supermercado. As caras, sons e cores são o entretenimento perfeito para as crianças.

23- Mude seu bebê de lugar. Inverta a cadeirinha para o outro lado da mesa. Você desafiará sua memória de onde as coisas estão dispostas durante as refeições.

Brinque e seja bobo

24- Surpreenda. De vez em quando, encante seu bebê gentilmente assoprando seu rosto, braços ou umbigo. Mantenha um padrão na respiração e assista as reações e antecipações de seu filho.

25- Faça truques mágicos. Pegue três copos plásticos e esconda algum brinquedo do seu filho debaixo de um, misture os copos e deixe ele encontrar seu prêmio.

26- Brinque de esconde-esconde. Você se esconder e aparecer faz mais do que apenas proporcionar boas risadas, seu bebê aprenderá que objetos podem desaparecer e depois voltam.

27- Pegue as coisas. Mesmo que pareça que seu bebê derrubou os brinquedos da cadeirinha só para te irritar, pegue-os de volta. Ele estará aprendendo e testando as leis da gravidade. Pegue algumas bolinhas de papel e coloque um balde embaixo da cadeirinha, deixe seu filho aprender a mirar.

Ler livros pode ajudar no aprendizado da linguagem (Foto: Shutterstock)

Ler livros pode ajudar no aprendizado da linguagem (Foto: Shutterstock)

 

Incentive o tato

28- Pegue um lenço ou dois. Se seu bebê adora puxar os lenços da caixa, não tem problema! Por um preço muito barato, você tem brinquedos sensoriais que ele pode amassar, cheirar e rasgar. Esconda pequenos brinquedos embaixo dos lenços e o desafie a encontrá-los.

29- Pegue um tecido ou dois. Tenha uma caixa com diferentes tipos de tecidos: seda, veludo, lã e linho. Passe suavemente no rosto, pés e barriga de seu bebê, explicando a sensação que cada um deles oferece.

30- Fique a vontade. Ande pela casa com seu bebê no colo e leve suas mãos em lugares gelados, como as janelas, roupas úmidas, plantas e outros objetos seguros, nomeando-os um por um.

31- Deixe a criança brincar com a sua comida. Quando ela estiver pronta, sirva comidas que tenham variadas texturas – incluindo peras cozidas, cereal, massa, pedaços de melão. Ela vai praticar seus movimentos para pinçar para comida e explorar seus sentidos.

Ensine a linguagem e a fazer conta

32- Use os desenhos infantis como exemplo. Dedique cada semana para uma letra do alfabeto. Por exemplo, leia um livro que comece com A, coma comidas cujos nomes comecem com a mesma letra, corte petiscos com esse formato e escreva essa letra na sua calçada com um giz.

33- Faça contas com tudo. Conte quantos blocos seu filho consegue empilhar, quantos degraus têm na casa ou ainda os dedos das mãos e dos pés. Tenha o hábito de cantar em voz alta e logo ele entrará na brincadeira.

34- Leia livros. De novo e de novo! Cientistas descobriram que bebês com oito meses conseguem reconhecer a sequência das palavras quando eles leem duas ou três vezes na sequência – acredita-se que isso os ajuda a aprender a linguagem.

35- Conte contos de fadas. Escolha sua história preferida – substitua o nome do personagem principal com o seu nome e divirtam-se.

36- Vá a livraria. Tire vantagem das histórias, shows de bonecos e fileiras e fileiras de livros.

Entenda como ajudar a melhorar o rendimento escolar das crianças

Entenda as fases do desenvolvimento da linguagem e da fala do bebê

Crie memórias

37- Faça um álbum de família. Inclua fotografias de parentes próximos e distantes. Folheie muitas vezes para construir memórias do seu filho. Quando ele estiver com a vovó no telefone, mostre a foto dela.

38- Crie um livro de animais. Na sua próxima visita ao zoológico, tire fotos dos animais preferidos para incluir no álbum. Depois, vejam juntos tudo o que fizeram, nomeando as famílias de animais e adicionando sons e histórias.

39- Coloque ele como centro das atenções. Juntos, assistam a vídeos caseiros do seu bebê aproveitando o seu primeiro banho, aprendendo a andar, brincando com os avós… Conte a história de como aquilo aconteceu para criar uma memória imaginativa.

40- Crie um jogo da memória com fotos. Tire fotos das pessoas importantes na vida do seu filho e imprima duas vezes – então você terá um conjunto de cartas iguais. Disponha-as viradas para cima e ajude seu filho a encontrar os pares. A medida que ele for crescendo, faça o jogo com as fotos viradas para baixo.

Dicas para crianças

41- Faça mais do que uma história. Pontue pequenos detalhes nas imagens e pergunte para o seu filho questões que vão desde o abstrato até o mais concreto.

42- Brinque na chuva. Pule nas poças. Sentem juntos na grama molhada. É uma maneira divertida, meio confusa, para aprender sobre molhado e seco.

43- Deixe que ele seja o chefe (às vezes). Construa a confiança dando ao seu filho a chance de escolher: entre os pratos coloridos na hora de comer, por exemplo. Ele vai aprender que as suas decisões contam – e pratique nomeando as cores.

44- Vestir-se. Deixe seu filho brincar com algumas roupas antigas do pai dele. Desenterre velhos chapéus de inverno, cachecois ou luvas sem par. Coloquem-se em situação imaginárias e veja até onde a criatividade leva vocês.

45- Jogue novamente. Desenterre a antiga caixa de chocalhos do seu filho. Você vai se surpreender em como ele vai encontrar novas maneiras de brincar com aquilo.

46- Fale sobre sentimentos. Faça carinho no seu filho antes de ele dormir e pergunte o que o fez feliz e triste ao longo do dia que passou. O que fez ele ficar bravo – ou orgulhoso? Você vai ajudar a lembrá-lo sobre o dia, entender o passado e nomear emoções. Essa é uma atividade para você acrescentar a rotina.

47- Faça uma caça aos insetos. Observem fotografias de insetos inofensivos (borboletas e joaninhas, por exemplo) em livros e revistas, então vá para o parque procurar por eles.

48- Escolha uma cor e cace-a pela rua. Escolha uma cor aleatória e peça para seu filho detectá-la na rua enquanto vocês passeiam a pé ou de carro. Depois, deixe ele escolher uma cor e quem deve procurar a cor é você.

49- Coloque seu filho para trabalhar. Os filhos pequenos podem ajudar na lavanderia, separando roupas claras de escuras, por exemplo.

50- Fale sobre quantidade. Junte copos de diferentes tamanhos e deixe seu filho brincar com eles enquanto estiver no banho. Ele vai passar a água de um para o outro e aproveite para falar sobre o tamanho dos copos.

Por quê?: 8 perguntas comuns que as crianças fazem e como responder

O que você deve e não deve fazer quando seu filho estiver com febre