Vacinar para a vida

Como proteger meu bebê mesmo antes de nascer

A vacinação evita de duas a três milhões de mortes por ano¹ - Shutterstock
Shutterstock

Publicado em 23/11/2022, às 11h03 por Fernanda de Andrade, filha de Débora e Marcos


As vacinas são de extrema importância para a saúde de não só quem a toma, mas para toda a sociedade em si. Segundo a Organização Mundial da Saúde, as vacinas são responsáveis por evitar de duas a três milhões de mortes por ano¹! Durante a gravidez, isso não é diferente. É possível garantir a proteção do bebê antes de ele nascer, graças a vacinação durante esse período².

Na gestação, nutrientes, vitaminas e anticorpos adquiridos pela mãe são passados para o bebê por meio da placenta, é aí que as vacinas entram. Os anticorpos vindos pelo organismo da mãe são capazes de atuar na proteção do bebê até os seis meses de vida, o que é extremamente importante já que a imunidade da criança ainda não conta com anticorpos de vacinas tomadas por eles próprios². Fora a vacinação na gravidez, também existem outras formas de proteger o bebê durante o período gestacional com a vacinação, segundo o Dr. Claudio Len, Médico do departamento Materno-Infantil do Hospital Albert Einstein e pai de Fernanda, Beatriz e Silvia.

Agulha de vacina
A vacinação evita de duas a três milhões de mortes por ano¹ (Foto: Shutterstock)

A estratégia Cocoon

Já ouviu falar na estratégia Cocoon? A palavra vem do inglês, e em português significa “casulo”. O pai de Fernanda, Beatriz e Silvia explicou melhor a estratégia usada na vacinação para proteger bebês e mães: “Essa estratégia serve para vacinar todo mundo em volta, para proteger, e é uma estratégia válida”. Desta forma, é formado um casulo de proteção em volta do bebê: “Vacinar as pessoas em torno do bebê é a melhor estratégia de proteção. A única coisa no mundo que se consegue prevenir é doença vacinável. No resto você não protege nada, nenhuma doença”. Para que a estratégia realmente funcione, é necessário que todas as pessoas em volta do bebê se vacinem, incluindo pai, tios, avós e toda a rede de apoio: “Vacina é sempre bom para todo mundo. É necessário que o pai se vacine, se for algum outro cuidador, que ele também se vacine… se deve proteger ao máximo o bebê”. 

A Cocoon é usada principalmente para a prevenção da doença Coqueluche³. Segundo o Dr. Claudio Len, a Coqueluche é uma bactéria perigosa para os bebês: “Bem tratada e diagnosticada, a evolução pode ser muito boa. Mas é uma doença causada por uma bactéria que atua nas vias áreas, que afeta os brônquios […] A coqueluche não tratada no bebê apresenta risco de vida”. Ela é uma doença rara, e o contágio acontece por meio das vias aéreas. O médico do departamento Materno-Infantil também explicou os sintomas da doença nos bebês: “O bebê começa a tossir de forma muito intensa, muito frequente, até que ele começa a não conseguir mamar”. De acordo com o especialista, a tosse fica tão frequente e intensa que o bebê chega a ficar cianótico (quando há escassez de oxigênio no sangue).

Médico segurando vacina
A vacina hexavalente pode ser tomada a partir do segundo mês de vida (Foto: Shutterstock)

Mas afinal, quais vacinas são indicadas para se proteger da Coqueluche? O Dr. Claudio explica: “A vacina da Coqueluche mesmo. Adultos tomam em conjunto com a difteria e tétano, e bebês tomam logo no segundo mês de vida uma vacina chamada hexavalente, que conta com anticorpos contra a difteria, tétano, coqueluche, hemófilos B e poliomielite”. Além disso, ele explicou que a vacina hexavalente pode ser encontrada tanto na rede pública quanto na privada. 

Além da vacinação

Dr. Claudio ressalta que a proteção do bebê durante a gestação não se limita à vacinação. A principal delas é cuidar da saúde da mãe de uma forma geral: “Para cuidar da saúde do bebê, que está no útero dela, é necessário cuidar da saúde dela, levando uma vida mais saudável possível”. O profissional inclui que é necessário prezar pelo bem-estar físico, mental e de saúde. Fazendo um pré-natal adequado com um bom obstetra, executando todos os exames necessários, tendo uma alimentação saudável (a fim de evitar diabetes gestacional ou desnutrição), além de manter um relaxamento, evitando estresse sempre que possível.

Fora isso, o médico também contou que existem hábitos que podem ser tomados pela mãe para que haja a prevenção de doenças durante a gravidez: “Parar de fumar, já que você pode ter o atraso de crescimento uterino, evitar bebidas alcoólicas e uso de drogas, pois isso pode afetar o desenvolvimento do bebê, e existem várias doenças do feto que estão relacionadas ao uso destas substâncias. A alimentação saudável também, porque o caso de diabetes gestacional também atrapalha o desenvolvimento do bebê, e no final da gestação, estar sempre perto de um bom hospital ou maternidade”. 

REFERÊNCIAS

1- Benefícios da vacinação [Internet]. [acesso em Novembro/2022]. Disponível em: https://sbim.org.br/covid-19/81-beneficios-da-vacinacao

2- Importância da vacinação materna [Internet]. [acesso em Novembro/2022]. Disponível em: https://www.febrasgo.org.br/pt/campanhas/campanha-gestante-consciente/item/1130-importancia-da-vacinacao-materna

3- Protecting Babies from Whooping Cough [Internet]. [acesso em Novembro/2022]. Disponível em: https://www.cdc.gov/pertussis/pregnant/mom/protection.html


Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Graciele Lacerda fala sobre chegada de filho com Zezé di Camargo - Reprodução/Instagram

Família

Graciele Lacerda fala sobre chegada de filho com Zezé di Camargo

Foto: Reprodução/ Instagram

Bebês

Fernanda Paes Leme recusa visitas após o nascimento da filha: "Não consigo e não quero"

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Os nomes japoneses femininos são lindos, fortes e possuem significados encantadores - Getty Images

Bebês

Nomes japoneses femininos: 304 opções lindas para você conhecer

O momento da escolha do nome é superespecial e deve ser vivido com muito carinho pela família - Getty Images

Bebês

210 nomes masculinos para bebês: ideias fortes (e lindas!) para você chamar o seu filho

Pai de Davi - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Pai de Davi não concorda com posição do filho e decide ir morar com Mani