Família

O Google não é médico! Saiba a importância de procurar um especialista para o seu filho

Não troque a visita ao médico por uma pesquisa no google - Créditos: Pixabay
Créditos: Pixabay

Publicado em 27/05/2024, às 18h00 por Redação Pais&Filhos


Quando uma criança apresenta febre, chora ou se queixa de dor, o instinto parental muitas vezes leva à busca imediata por respostas na internet. Por mais bem-intencionada que seja essa atitude, é fundamental entender que substituir a consulta médica por pesquisas online não é o caminho mais seguro. O pediatra Claudio Len alerta sobre a ineficácia da internet para diagnósticos precisos, destacando a necessidade de uma avaliação criteriosa.

Mulher dando remédio para criança
Saiba os malefícios de medicar o seu filho com base em pesquisas da internet (Créditos: Reprodução)

A automedicação é um risco que deve ser evitado a todo custo. Doenças com sintomas semelhantes podem requerer tratamentos distintos, e o uso inadequado de medicamentos pode acarretar complicações sérias. Dra. Márcia Sanae Kodaira, do Hospital Santa Catarina, menciona que 33% dos brasileiros buscam informações de saúde online, um hábito difícil de ser eliminado mas que requer cautela.

Histórias pessoais como a de Brunna Luise e Lucas Barretto ilustram as potenciais consequências negativas dessa prática. Enquanto Brunna enfrentou um susto desnecessário com a saúde de sua filha Lívia, Lucas viu a condição de Isabella se agravar por confiar em medidas paliativas encontradas na internet em vez de procurar ajuda médica imediatamente.

Criança doente
Saiba as consequências de medicar o seu filho sem consultar um médico (Créditos: Pixabay)

Apesar disso, a internet pode ser uma ferramenta útil após um diagnóstico médico confirmado. Informações adicionais sobre condições específicas, quando buscadas em fontes confiáveis como sites de sociedades médicas ou universidades, podem oferecer suporte e esclarecimento aos pais.

É importante lembrar que a relação direta com o pediatra é insubstituível. A consulta presencial permite uma avaliação abrangente, essencial para um diagnóstico correto. A escolha do pediatra deve ser feita com critério, considerando recomendações confiáveis e a sensação de segurança e empatia transmitida pelo profissional.

Médica observando paciente
Consultar um especialista é essencial para saber qual é o problema de saúde do seu filho (Créditos: Freepik)

Em suma, diante dos primeiros sinais de desconforto ou doença em uma criança, a prioridade deve ser sempre buscar orientação médica qualificada. Enquanto a internet pode ser uma fonte complementar de informação, nunca deve substituir o diagnóstico e o tratamento prescritos por um especialista.


Leia também

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Neymar Jr. aparece provocando Bruna Biancardi em Dia dos Namorados: "Não aceitam perder"

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

(Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Karina Bacchi devolve casa alugada em meio a mudança com o filho para fora do Brasil

(Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Mini Lamborghini dada por Neymar à Mavie custa 5,2 mil reais

Ana Hickmann e Edu Guedes - Reprodução: Instagram

Família

'Cinco quartos, garagem e escritório': Edu Guedes dá detalhes de mansão com Ana Hickmann

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Zilu Godoi decide mudar de nome e explica motivo

Karina deixará o país em meio a disputa judicial com o ex-marido - (Foto: Reprodução/ Youtube)

Família

Karina Bacchi deixará o Brasil em meio a disputa pelo filho com o ex marido

O momento da escolha do nome é superespecial e deve ser vivido com muito carinho pela família - Getty Images

Bebês

210 nomes masculinos para bebês: ideias fortes (e lindas!) para você chamar o seu filho