Família

Estudos provam que o amor incondicional de mãe afeta o desenvolvimento cognitivo do filho

Amor incondicional de mãe pode influenciar no desenvolvimento cognitivo e emocional do seu filho - Shutterstock
Shutterstock

Publicado em 14/05/2023, às 06h00 - Atualizado às 06h09 por Giovanna Machado,


O amor materno é conhecido como um sentimento único e insubstituível, capaz de transformar vidas e moldar o futuro de uma criança. Mas o que exatamente faz esse amor ser tão especial? Pesquisas recentes revelam que o amor incondicional de uma mãe pode ter um impacto significativo no desenvolvimento mental e comportamental de seus filhos, proporcionando benefícios a curto e longo prazo.

O amor incondicional, diferentemente de outros tipos de amor, não impõe condições nem expectativas. É um amor puro, genuíno e desinteressado, que não espera nada em troca. Claudia Petry, pedagoga e especialista em Educação para a Sexualidade, destaca que esse tipo de amor prioriza o bem-estar do filho, sendo “altruísta, generoso, capaz de perdoar, compreender e apoiar, independentemente das circunstâncias externas”.

Para comprovar, reunimos alguns estudos que revelam uma série de benefícios do amor incondicional para o desenvolvimento emocional, cognitivo e social tanto para as mães quanto para os filhos.

Coração de mãe para filho
Amor de mãe tem muitos benefícios para os filhos - (Foto: Shutterstock)

Benefícios do amor incondicional materno

  • Estímulos cognitivos, sociais e emocionais:

Pesquisas realizadas pela Universidade da Califórnia (UCLA), em Los Angeles, nos Estados Unidos, mostraram que ser amado incondicionalmente pode aumentar a autoestima, a segurança e a autoconfiança das crianças. Esse amor genuíno permite que elas se sintam valorizadas e apoiadas, mesmo quando cometem erros ou apresentam imperfeições.

Vanessa Abdo, psicóloga e escritora do livro Neneta, explica que quando uma mãe oferece o amor incondicional ao filho desde pequeno, a criançadesenvolve uma sensação de segurança emocional. Ela aprende que pode confiar na figura materna para estar presente em momentos de necessidade e que seus sentimentos serão validados e atendidos. “A mãe é um ponto de referência muito importante para a criança se sentir pertencente a algum lugar, seja tanto ao núcleo familiar, quanto à coletividade que essa ela está inserida. É para a mãe que esse filho vai correr quando algo der errado, é um porto-seguro”, explica.

Além disso, um estudo conduzido pelo Child Study Center, da Universidade de Yale, revelou que o contato afetivo e o apoio materno desempenham um papel fundamental no desenvolvimento cognitivo, emocional e social das crianças. Essa conexão ativam regiões cerebrais importantes, especialmente o hipocampo, responsável por funções como memória, aprendizado e controle emocional.

Mãe e filha
Pesquisas apontam que as demonstrações de afeto têm ainda mais efeito em crianças de até seis anos - (Foto: Freepik)

Imagens do cérebro mostraram que demonstrações de afeto são particularmente relevantes para crianças com menos de seis anos, devido à maior plasticidade cerebral – capacidade do cérebro de se reorganizar em resposta a novas experiências e informações – nessa fase. Durante os primeiros anos de vida, o cérebro passa por um período de rápido crescimento e desenvolvimento, formando novas conexões neurais e eliminando conexões menos utilizadas, em um processo conhecido como poda sináptica.

Claudia Petry enfatiza que esses estímulos contribuem para o desenvolvimento dainteligência emocional, ajudando as crianças a identificar, expressar e regular suas emoções, bem como melhorando o desempenho cognitivo. “A criança cria uma maior facilidade para desenvolver comunicação, habilidades interpessoais, tomada de decisão, empatia, compaixão e resiliência, aprendendo a lidar melhor com os desafios da vida e aceitar as diferenças com respeito e tolerância”, afirma.

  • Promoção da saúde mental

Estudos conduzidos pela Universidade de Toronto, no Canadá, revelaram descobertas fascinantes sobre a poderosa relação entre o amor incondicional e o bem-estar psicológico. Os resultados mostraram que indivíduos que tanto recebem quanto oferecem esse tipo de amor experienciam níveis mais elevados de felicidade e apresentam menos sintomas de estresse e ansiedade.

A pesquisa aponta que crianças que são criadas em um ambiente de amor incondicional e apoio, têm menos probabilidade de desenvolver transtornos mentais e comportamentais. Esse efeito benéfico se deve ao fato de que o esse sentimento materno cria uma base emocional segura e estável, capacitando a criança a enfrentar os desafios da vida com maior leveza e racionalidade.

Outro estudo conduzido pelo Child Study Center destacou que o amor materno ativa o sistema nervoso parassimpático, que desempenha um papel crucial na regulação das funções corporais, como a diminuição da frequência cardíaca, promovendo uma sensação de relaxamento. Além disso, durante a interação mãe-filho, ocorre uma maior liberação de neurotransmissores, como dopamina e serotonina, que auxiliam na redução dos níveis de estresse e contribuem para sentimentos de prazer e bem-estar.

Ainda segundo Claudia, esse processo é de extrema importância para o desenvolvimento infantil, uma vez que a regulação emocional adequada está associada a melhores habilidades sociais, menor probabilidade de desenvolver distúrbios comportamentaise um bem-estar geral ampliado.

Mãe e filho
Esse amor incondicional, puro e verdadeiro também traz benefícios para as mães - (Foto: Freepik)

No entanto, é importante ressaltar que o amor incondicional não deve ser confundido com permissividade ou negligência. Estabelecer e manter limites saudáveis é essencial, uma vez que isso faz parte do processo de aprendizado e amadurecimento. Amar também é saber dizer “não”, conclui Petry.

Segundo Vanessa, a mãe desempenha um papel significativo na formação da identidade da criança. Sendo assim, ela é um modelo de comportamento, e ensina valores, costumes, moral e ética. Logo, se ela aprova tudo o que o filho faz, independentemente de suas ações, a criança pode ter dificuldades em compreender e internalizar os valores da sociedade em que está inserida. “Por exemplo, se uma criança faz um desenho e ela sempre diz: “Nossa filho, que desenho lindo”, a criança perde um pouco a referência de quando um elogio é bom. Então, é importante que eventualmente a mãe qualifique o elogio e estimule a criança a fazer melhor, fazendo uma crítica de maneira responsável, leve e orientável”, explica.

Essas pesquisas evidenciam o poder transformador do amor incondicional no contexto da relação mãe-filho. O cultivo de um ambiente emocionalmente seguro e apoiador, aliado à definição de limites saudáveis, contribui para o desenvolvimento positivo da criança, influenciando diretamente seu bem-estar mental e emocional.

A compreensão desses efeitos benéficos abre caminho para a valorização do papel fundamental da mãena formação de uma base sólida para a vida da criança. Afinal, o amor incondicional, quando genuíno e autêntico, é capaz de criar laços duradouros e proporcionar um crescimento saudável e equilibrado às novas gerações.


Leia também

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Esposa de Tony Ramos tranquiliza fãs sobre condição do ator após cirurgia - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Esposa de Tony Ramos atualiza estado de saúde do ator após cirurgia

Modelo que estaria grávida de Neymar aumenta rumores com escolha dos padrinhos - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Modelo que estaria grávida de Neymar convida irmã e amigo do jogador para padrinhos

Amanda Kimberlly confirma gravidez, mas não foi confirmada a paternidade de Neymar - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Suposta mãe de filha de Neymar foi vista com jogador em Barcelona na balada

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Família

Doações para o Rio Grande do Sul: veja onde e como doar às vítimas de forma segura

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

O momento da escolha do nome é superespecial e deve ser vivido com muito carinho pela família - Getty Images

Bebês

210 nomes masculinos para bebês: ideias fortes (e lindas!) para você chamar o seu filho

Ter um diálogo com os filhos fortalece a relação entre o adulto e a criança - Getty Images

Família

37 perguntas divertidas para iniciar uma conversa com seu filho