Especiais

Por que nenhuma mãe deveria se sentir culpada por fazer uma cesárea

Muitas mulheres sentem que falharam ao passar por esse procedimento

selo_seminario_oficial
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

sem culpa pela cesárea

(Foto: Shutterstock)

A revista norte-americana “Parents” fez uma reportagem contando porque mães que deram à luz por cesárea não deveriam se sentir mal por isso. Nela, a repórter Diane Debrovner conta sobre sua experiência:

“Pessoalmente, eu nunca me senti culpada por ter feito duas cesarianas. Nunca tive uma visão idealizada sobre como seria maravilhoso ter um parto normal e, se tivesse escolha, teria optado pela anestesia epidural. Mas essa é a minha visão. Sei que muitas mulheres esperam estar no controle de seus partos e experienciar o parto natural.

Leia também

Anúncio

FECHAR

Vem aí o Seminário Internacional Mãe Também é Gente

Conheça os palestrantes do Seminário Mãe Também é Gente

Inscreva-se para o Seminário Internacional Mãe Também é Gente

Quando minha filha mais nova nasceu com quase duas semanas de atraso, fiz cesárea porque o monitor fetal mostrou que sua frequência cardíaca estava caindo. O cordão umbilical estava enrolado em volta do pescoço três vezes, então ela não podia sair da maneira tradicional. Ela estava presa e eu sempre imaginei como ela deve ter sentido um puxão desconfortável todas as vezes que tentou se mover para baixo. Por isso, sou grata ao meu médico por saber que era o momento certo de fazer uma cesárea.

Não importa como eu cheguei lá, na linha de chegada da minha gravidez eu ganhei um verdadeiro prêmio: um bebê saudável”.

Infelizmente, muitas mulheres sentem que falharam por terem precisado da intervenção cirúrgica. Contudo, como observa a ginecologista e obstetra Amy Tuteur em seu novo livro, “Empurre de volta: Culpa na era da maternidade natural”, em tradução livre, milhares de bebês e mães são salvos todos os anos por esse procedimento.

Independentemente de ser um parto normal ou uma cesariana, o melhor procedimento é aquele em que seja garantido o bem-estar da mãe e o bebê.

Culpa não! Te mostramos como lidar com esse sentimento

4 respostas sobre o uso de cinta no pós-parto

Cicatriz da cesárea pode virar queloide?

* Traduzido da revista norte-americana “Parents”

O tema “Culpa não!” será abordado por Betty Monteiro no nosso Seminário Internacional “Mãe também é gente”, que ocorrerá dia 15 de maio no WTC (World Trade Center São Paulo), na zona sul de São Paulo. Inscreva-se aqui.

rodape12