Criança

Cinco mitos sobre gripes e resfriados

Não caia nessa! Essas doenças não são bobagens e precisa cuidar direito

Logo-Parents (1)
Elisa Marconi

Elisa Marconi ,mãe de Luiza e Daniel

998_gripe

A maior verdade sobre gripes e resfriados é: na dúvida, consulte o pediatra. Mas a gente selecionou aqui algumas máximas que merecem sua atenção.

 

Anúncio

FECHAR

Mito: Quando a gripe apertar, antibiótico pode ajudar seu filho a sarar.

Verdade: Resfriados e gripes são causados por vírus e, portanto, não dá para tratar com antibióticos, que eliminam apenas bactérias;

 

Mito: Secreção verde é sinal de sinusite.

Verdade: É comum quem estar resfriado ou gripado passar por uma fase com secreções nasais amareladas ou esverdeadas. Isso não significa obrigatoriamente sinusite.

 

Mito: Se o gripado não comer, morre de fome.

Verdade: É importante para o seu filho comer para manter o corpo forte para lutar contra a infecção. No entanto, não se preocupe se ele não tiver muito apetite por um dia ou dois. Já água e outros líquidos é fundamental, porque  febre e coriza facilitam a desidratação.

 

Mito: Não deixe ele tossir.

Verdade: Tossir é um mecanismo de proteção que movimenta e limpa o muco das vias aéreas e dos pulmões da criança. Por isso temos de ser cuidadosos com medicamentos que evitam a tosse. Quem deve determinar se damos remédio ou não é o pediatra.

 

Mito: Chás e vitaminas previnem ou minimizam os efeitos das gripes e resfriados.

Verdade: Os cientistas ainda não conseguiram comprovar que equinácea, vitamina C ou zinco trazem bons resultados. Já a canja de galinha da vovó, uma boa noite de sono e colo de mãe, esses sim fazem muito bem. Se não curam, ao menos aconchegam.

 

Leia Mais:

Vacina contra gripe H1N1 não é o veneno que estão dizendo

Que barulho estranho é esse?

3 vacinas que a grávida precisa tomar

Pais&Filhos TV