Criança

4 coisas sobre esteriótipos de gênero em brinquedos infantis que você precisa saber

Brinquedos neutros são muito importantes tanto para meninas quanto para meninos

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

children-playing-with-colorful-blocks-building-a-block-tower-picture-id589961490

(Foto: Istock)

A Chrisanne Grise, editora assistente da Parents, teve a honra de participar de uma conferência na Casa Branca sobre esteriótipos de gênero em brinquedos e mídias infantis. Confira abaixo o que ela aprendeu.

O tema fazia parte do plano atual do presidente Obama para estimular que mais mulheres entrem em campos que são tipicamente dominados pelos homens – como ciência e engenharia -, ao mesmo tempo em que incentiva os homens a buscarem empregos que tendem a ser mais populares entre as mulheres, como enfermagem e ensino em escolas. Afinal de contas, tudo começa na infância.

Estavam presentes muitos palestrantes fascinantes na conferência – eu rapidamente preenchi várias páginas do meu caderno com  idéias e fatos úteis. (No entanto, deixei cair minhas anotações em algum lugar da Casa Branca, mas gosto de pensar que o presidente Obama encontrou e ficou deslumbrado com a capacidade dos repórteres que vieram visitar.)

Anúncio

FECHAR

Seria impossível resumir tudo o que eu aprendi em apenas um post, mas enquanto refletia sobre isso na última semana, trouxe algumas mensagens-chave que os pais deveriam saber.

1. Sem querer, adultos frequentemente ensinam  estereótipos de gênero para crianças pequenas. Conversei com uma mulher que se considera mente aberta e encoraja seu filho a brincar com os brinquedos que ele gosta. Mas um dia, quando ele perguntou por que um homem não era casado, e ela se pegou pensando: “Porque ele não quer uma mulher o irritando o tempo todo”. Todos nós temos alguns preconceitos para lidar, mas as crianças podem se fixar nelas desde  jovens, então é importante prestar atenção no que você diz.

2. As lojas de brinquedos são fortemente estereotipadas agora, mas nem sempre foi assim. A primeira vez que contei a um membro da família sobre a conferência, ela revirou os olhos e disse: “Lá vamos nós! Mais pessoas politicamente corretas se queixando de brinquedos rosas e azuis!” O pensamento é que as meninas brincaram com objetos rosa por décadas, e acabaram bem. Mas isso não é exatamente verdade. A imagem da Let Toys Be Toys mostra como a maioria dos brinquedos nos anos 70 foram feitos nas cores neutras. Sim, eles provavelmente ainda eram comercializados para meninas, mas pelo menos eles ainda poderiam ser acolhedores para os meninos. Você vai ver que é mais difícil convencer um garoto a brincar com uma cozinha magenta nos dias de hoje.

3. Os meninos também precisam de ajuda. O foco agora tende estar nas meninas, e acho que isso é bom. As mulheres constantemente recebem menos e são tratadas injustamente na sociedade, então é a hora de nos concentrarmos em ajudar a geração mais jovem de meninas a entender o seu valor. Dito isto, não significa que devemos ignorar as lutas dos meninos. Precisamos mostrar a eles que tudo bem ser masculino e sensível assim como as meninas precisam saber que podem ser femininas e poderosas.

4. Você pode enfrentar estereótipos com sua carteira. Se você quer fazer diferença, a melhor maneira é comprar brinquedos neutros em termos de gênero para seus filhos. As empresas venderão o que os consumidores demandarem. Então, como disse Tina Tchen, diretora executiva do Conselho da Casa Branca sobre Mulheres e Meninas,temos que mostrar que queremos mais materiais de arte para meninos e mais blocos de construção para meninas. Dessa forma, nossos filhos podem crescer sentindo-se livre para ser eles mesmos.

Leia também:

Por que meu filho troca de brinquedo o tempo todo?

O brinquedo certo para cada idade

Por que meu filho troca de brinquedo o tempo todo?

Pais&Filhos TV