Bebês

Cai número de infecções de ouvido em bebês. Saiba por quê!

Atitudes dos próprios pais ajudam a prevenir o problema

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

shutterstock_295067600_

A otite média aguda é o principal motivo das consultas médicas entre as crianças (Foto: Shutterstock)

Um estudo chamado”Otite Média Aguda e Infecções Respiratórias Virais” (em tradução livre), publicado na revista norte-americana “Pediatrics” em abril de 2016 e divulgado pela Academia Americana de Pediatria traz uma informação preciosa sobre a qual os pais devem se atentar.

A amamentação, a diminuição do tabagismo e o uso de novas vacinas bacterianas e de gripe têm ajudado a reduzir a incidência de infecções de ouvido entre bebês de 12 meses ou menos. Esse estudo desvendou que, aproximadamente, metade dos 367 bebês teve otite média aguda ou infecção de ouvido médio durante o acompanhamento no primeiro ano da pesquisa. Apesar disso, a percentagem de bebês de três, seis e 12 meses com infecção de ouvido tem diminuído se comparado com os dados dos anos 1980 e 1990.

Uma das infecções mais comuns na infância,  a otite média aguda é o principal motivo das consultas médicas entre as crianças, assim como a principal causa da prescrição de antibióticos nos Estados Unidos. Leia nossa reportagem sobre otite média aguda e saiba mais sobre o problema.

Anúncio

FECHAR

Leia Também

Seu filho está ouvindo bem?

Ai que dor de ouvido!

Dores de ouvido são mais comuns no verão; Saiba como evitar