Pais

Não quer saber o sexo do bebê? Veja como decorar um quarto unissex

Use cores e estampas para montar um quarto para meninas e meninos

Carolina Piscina

Carolina Piscina ,filha de Ana Maria e Osvaldo

(Foto: divulgação UMM Arquitetura)

É importante que o espaço de circulação no quarto esteja livre (Foto: Divulgação/UMM Arquitetura)

Alguns pais e mães decidem não saberem qual é o sexo do bebê e ter a surpresa na hora do nascimento, mas o quarto onde a criança vai ficar precisa estar pronto muito antes do parto. A arquiteta Elaine Gonzalez, mãe de Gustavo, explica como criar uma decoração unissex que deixará o espaço lindo e confortável para meninos e meninas.

 Leia também

Aprenda 9 dicas práticas que facilitam a vida dos pais em casa

Anúncio

FECHAR

42 imagens inspiradoras para a decoração do quarto do seu filho

Conheça 7 dicas incríveis para começar um 2016 mais organizado

O ambiente precisa ser acolhedor, isso é essencial. Berço, poltrona de amamentação, trocador e cômoda são os itens principais para se ter no quarto do bebê.

Cores

As cores utilizadas nas paredes e na decoração podem ser pasteis, o que é muito bom para ambientes pequenos, já que aumenta a sensação de espaço.

Caso os pais queiram ousar um pouco mais na escolha das cores, a mistura é o indicado, como amarelo e cinza, azul turquesa e berinjela, marrom com verde e até branco e preto. Além disso, estampas também são bem vindas; temas como animais, natureza e geométricos são boas opções.

“O importante é garantir um ambiente lúdico onde os pais sintam-se à vontade em brincar com a decoração sem estarem comprometidos com o sexo feminino ou masculino”, afirma Elaine, do escritório UMM Arquitetura. Para ajudar a criar esse ambiente, você pode usar réguas de medir altura, espelhos na altura do bebê bem fixados na parede, lugar para guardar brinquedos e uma iluminação indireta para levar ao descanso.

(Foto: divulgação UMM Arquitetura)

A combinação de estampas e cores neutras e pasteis funciona bem no ambiente (Foto: divulgação UMM Arquitetura)

Erros na decoração

A arquiteta ainda aponta os principais erros nesse tipo de quarto. “O excesso de cores ou estampas, um ambiente onde a circulação fique prejudicada pelos móveis ou peças soltas e colocar detalhes ou aplicações em todas as paredes deixando o ambiente com muita informação visual”, explica Elaine.

As dicas também servem para quem tem mais de um filho e precisa que eles dividam o quarto, o que também requer uma decoração neutra, caso eles sejam de sexos diferentes.  A partir dos 5 ou 6 anos de idade, as cores e brincadeiras preferidas da criança já estão definidas. É nesse momento em que o quarto deve ser reformado novamente, para que ele fique com a cara do seu filho e também torne-se um bom ambiente para que ele possa estudar.

8 dicas para deixar sua casa (cheia de crianças) organizada

Natureza em casa: conheça o estilo Waldorf de decoração

40 dicas para decorar o quarto do seu filho