Notícias

Foto de mãe grávida trabalhando com filha nas costas viraliza

Essa imagem é poderosa

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Reprodução / Facebook Megan Meier)

(Foto: Reprodução / Facebook Megan Meier)

Megan Meier é uma mãe como a maioria. Ela tem uma filha, um marido, um bebê a caminho e uma carreira. Recentemente, sua foto vem circulando pelas redes sociais. Grávida de 35 semanas, Megan precisava trabalhar (ela é médica esportiva), a babá de sua filha de 3 anos não pode comparecer e seu marido estava fora da cidade.

Ainda assim, ela estava determinada a fazer o seu trabalho e, dessa forma, surgiu esse clique de Megan cuidando de um atleta, enquanto carrega uma criança nas costas e lida com o barrigão da gravidez. Ela compartilhou a foto com um grupo de médicas e o registro viralizou.

Ela então postou a foto em seu Facebook explicando o ocorrido. Veja a imagem e o post na íntegra:

Anúncio

FECHAR
(Foto: Reprodução / Facebook Megan Meier)

(Foto: Reprodução / Facebook Megan Meier)

“Olá! Eu sou a Dra. Megan Meier. Eu sou formada medicina esportiva e da dança na cidade de Oklahoma, nos EUA. Uma foto minha cuidando do meu time colegial de futebol americano, Putnam City North, recentemente viralizou! Eu gostaria de agradecer a todos vocês que se interessaram por mim e, mais importante, por essa foto.

Eu chamo a foto de ‘Mãe doutora em medicina esportiva – isso é o que acontece quando você está grávida de 35 semanas, o marido viaja para fora da cidade no final de semana, a babá falta e você tem um jogo para cobrir!’

Eu postei isso em um grupo de mães médicas porque achei que elas iriam gostar – ter uma representação visual do que todas nós fazemos todos os dias. Eu estou maravilhada com todas as respostas positivas e o suporte que todos os membros desse grupo me deram. Eu realmente acredito que você pode fazer tudo e encontrar o equilíbrio entre uma carreira multifacetada e a vida. Entretanto, isso exige muito trabalho duro e improvisação às vezes.

Mais importante, isso requer uma forte comunidade de pessoas que apoiam umas às outras para que funcione. Obrigada ‘Grupo de mães médicas (PMG) por entenderem’. Obrigada à minha família, meus amigos e colegas por todo o amor e compartilhamento. Obrigada aos times (que incluem treinadores, técnicos, jogadores e familiares) que eu cubro, ao Colégio Putnam City North, Universidade de Oklahoma e OKC Ballet – eu aprecio o suporte às mulheres (e suas famílias) na medicina esportiva. Nós atravessamos um longo caminho em 2016.”

Leia também:

Mãe solteira faz desabafo comovente sobre as dificuldades do dia a dia

Cansado de tentar equilibrar trabalho e família? Você não está só!

Foto e desabafo viralizam ao mostrar um dos lados difíceis da maternidade