Gravidez

Mudanças na lei do parto humanizado gera protesto no Piauí

Os conselhos das classes médica, de enfermagem e fisioterapia propõem que a lei seja editada, mas não revogada - Getty Images
Getty Images

Publicado em 14/06/2022, às 12h53 - Atualizado em 15/06/2022, às 15h50 por Carolina Ildefonso, mãe de Victor


Conforme informações do Portal G1, hoje pela manhã, mães, gestantes e profissionais da saúde fizeram uma manifestação, na Assembleia Legislativa do Estado (Alepi), contra o Projeto de Lei Ordinária (PLO), do deputado estadual Marden Menezes (Progressistas), que prevê a revogação da “lei do parto humanizado”.

Os conselhos das classes médica, de enfermagem e fisioterapia propõem que a lei seja editada, mas não revogada (Foto: Getty Images)

Segundo a enfermeira obstetra, mãe e gestante Márcia Valéria, a “lei do parto humanizado”, aprovada em março de 2022, é um direito adquirido. Para ela, a medida assegura à gestantes um atendimento personalizado, com maior conforto e bem-estar. “É muito importante que a gente fale que violência obstétrica não é um termo isolado da classe médica, jamais iríamos querer qualquer tipo de situação contra o médico obstetra, que é tão necessário. Mas a violência obstétrica existe e acontece não só durante o parto, acontece durante o período gestacional, durante abortos legalizados. Acontece de forma sutil e forte”, disse Valéria.

A Lei N° 7.750, conhecida como lei que regulamenta a humanização da assistência ao parto no Piauí, estabelece medidas sobre o direito à gestante de ter uma doula no parto, pré-parto e pós-parto e em situação de abortamento; além de instituir mecanismos para coibir a violência obstétrica.

Em entrevista para o portal G1, o deputado Marden Menezes disse que propôs a revogação da “lei do parto humanizado”, pois o projeto tramitou sem que houvesse um debate prévio com as categorias interessadas.

Por outro lado, os conselhos das classes médica, de enfermagem e fisioterapia propõem que a lei seja alterada, com contribuições das categorias para melhoria da legislação, mas também são contrários a revogação.


Leia também

Mãe de Neymar apaga foto com o neto por polêmica com Biancardi - Reprodução/ Instagram

Família

Mãe de Neymar apaga foto com Davi Lucca depois de polêmica com Mavie e Bruna Biancardi

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

O caso do adolescente que m4tou os pais aconteceu no Rio de Janeiro - Reprodução/ Google Street View

Família

Adolescente de 16 anos m4ta os pais a m4rteladas e ateia fogo no quarto que estavam

Samsung Galaxy S23 - Divulgação

Aparelho top

Ofertas do dia: até 43% de desconto no Samsung Galaxy S23

Adolescente se passou pelo pai depois de m4tá-lo - Reprodução/Redes Sociais

Família

Print mostra adolescente que m4tou a família se passando pelo pai para disfarçar o crim3

Foto: Arquivo Pessoal

Família

Bebê de 1 ano m0rre após descaso médico: "Tentei esquentar o corpo do meu filho morto"

Silvio Santos define testamento para filhas e esposa - Reprodução/ SBT

Família

Silvio Santos define testamento e valor da herança de cada filha surpreende

Jojo mostra preparação do quarto de filho adotivo - Reprodução/Instagram

Família

Jojo Todynho mostra quarto do filho que será adotado em Angola