Gravidez

Pressão alta na gravidez: 10 perguntas e respostas mais comuns sobre o tema

5% das mulheres desenvolvem pressão alta na gravidez - Shutterstock
Shutterstock

Publicado em 17/05/2021, às 05h46 - Atualizado às 08h04 por Redação Pais&Filhos


Seu corpo se transforma totalmente durante a gravidez. Mas nem todas as transformações são visíveis como, por exemplo, o afrouxamento dos vasos sanguíneos que ocorre por causa da diminuição da pressão arterial.  Algumas mulheres  já apresentam hipertensãoantes de engravidar,  porém a doença pode evoluir durante a gestação. As duas situações podem acarretar uma série de complicações para você e para o bebê.

Com isso em mente, um acompanhamento médico desde o primeiro dia da descoberta da gravidez é de suma importância para que a doença seja tratada da maneira correta para evitar complicações à futura mãe. Ana Claudia Frabetti Koiffman, ginecologista, obstetra, especialista em gestação de alto riscoe mãe da Maria Luiza, listou 10 perguntas recorrentes sobre pressão alta na gravidez:

1. O que é hipertensão na gestação?

Também chamada de pré-eclâmpsia, é uma doença que atinge aproximadamente 5 % das gestantes e se caracteriza pelo desenvolvimento de hipertensão arterial após a vigésima semana de gestação. Quanto mais precoce se manifestar, maior a gravidade da doença.

2. Quais são as causas da pressão alta na gravidez?

Os médicos ainda não sabem ao certo o que causa a hipertensão, mas é uma doença imunológica que leva à alteração na circulação da placenta e, consequentemente, traz problemas para o bebê.

5% das mulheres desenvolvem pressão alta na gravidez (Foto: Shutterstock)

3. É possível tratar a doença sem medicação? Fazer atividade física pode ajudar?

Não, pois as medicações que reduzem a pressão arterial ainda são a melhor forma de controlá-la. Por ser uma doença que ocorre quando o próprio sistema imunológico não funciona corretamente, a atividade física não interfere, sendo até contra indicada em alguns casos.

4. Como funciona para quem já tem a doença?

Nestes casos, as mulheres apresentam risco aumentado para o desenvolvimento de hipertensão gestacional. A prevenção para pré-eclâmpsia se dá com o uso de dieta rica em cálcio e uso de ácido acetilsalicílico (AAS) para alguns casos.

5Quais os sinais de que o problema está complicando a gravidez?

Nos casos em que a pressão arterial está difícil de controlar, os sinais de alerta são surgimento de proteína na urina, restrição de crescimento fetal e diminuição de líquido amniótico.

6. Pode causar prematuridade?

Em casos graves, a única forma de tratamento definitivo é antecipação do parto, muitas vezes antes das 37 semanas de gestação, levando a prematuridade.

7. A doença pode prejudicar a formação do bebê? 

Não, pois ela não interfere diretamente na formação fetal, porém indiretamente pode causar envelhecimento placentário e, consequentemente, restrição de crescimento fetal ou diminuição do líquido amniótico.

8. E o que pode acontecer com a mãe? 

Todos os órgãos podem sofrer com as repercussões da pré-eclâmpsia, sendo cérebro, fígado e rins os órgãos mais acometidos. Essa gestante deve ser acompanhada por médicos especialistas em pré-natal de alto risco.

9. Qual é o perfil das mulheres que podem desenvolver essa doença? 

Mulheres com idade maior que 40 anos, gestação múltipla, obesidade, diabetes pré-existente, algumas doenças reumatológicas, histórico familiar ou de pré-eclâmpsia em gestação anterior.

10. Quem teve hipertensão na gestação tem maior chance de ter pressão alta ao longo da vida? 

Não existe nenhuma associação para a hipertensão gestacional. Mas, o ideal é mesmo após a gestação continuar tendo hábitos de vida saudável, como a prática de exercícios físicas, boa alimentação.


Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Pai de Davi - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Pai de Davi não concorda com posição do filho e decide ir morar com Mani

Imagem Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Família

Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Foto: Reprodução/ Instagram

Bebês

Fernanda Paes Leme recusa visitas após o nascimento da filha: "Não consigo e não quero"

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

Viih Tube fala sobre segundo e terceiro filhos - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Viih Tube revela gravidez de segundo e adoção de terceiro filhos com Eliezer

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Virginia Fonseca - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Virginia Fonseca toma atitude após Maria Alice empurrar Maria Flor: “Dói mais na gente”