Família

Não é só uma fase: é preciso entender que o seu filho adolescente não é o mesmo de quando criança

É necessário reestabelecer uma conexão com o seu filho adolescente - Shutterstock
Shutterstock
Adolescer Hoje

Publicado em 16/06/2023, às 08h41 por Publieditorial


Você piscou os olhos e o seu filho já não é mais uma criança. O “me pega no colo?” se transforma em “me deixa sozinho!”. Ser mãe ou pai de uma criança é totalmente diferente de ser de um adolescente. Isso se torna ainda mais desafiador quando é a sua primeira experiência. O seu filho adolescente já não precisa mais de você para inúmeras situações do cotidiano, como tomar banho, fazer o próprio café da manhã, estudar, escolher uma roupa, convidar os amigos para um programa de final de semana etc. A opinião e a orientação dos pais, em muitas ocasiões, são deliberadamente dispensadas.

Entender que essa é a nova realidade dentro da sua família é o primeiro passo para conseguir se adaptar a essa mudança. Os pais precisam crescer junto com os seus filhos, essa é a tônica da entrada na adolescência. Além disso, é importante lembrar que cada filho é de um jeito, portanto, o que se vive com um não será igual com o outro. Não existe manual de instrução. O que existe são informações que te ajudarão a pensar nos melhores caminhos e nas melhores decisões a serem tomadas no processo de educação do seu filho adolescente. E, para isso, creia, é preciso estudar. Buscar informações, seguir alguns especialistas nas redes sociais, ler alguns livros sobre o tema.

É necessário reestabelecer uma conexão com o seu filho adolescente (Foto: Shutterstock)

Mudanças em pais e filhos

A chegada dessa nova fase é um desafio para todos: pais e filhos. Para os filhos é porque entram num processo de individuação importante, começam a construir sua identidade para além daquilo que os pais dizem que eles são. Para os pais, é porque começa uma fase em que o filho adolescente passa a questionar mais; o pai e a mãe não são mais vistos como heróis, são vistos como pessoas comuns, que erram e que, às vezes, até decepcionam o outro. Para muitos pais é difícil lidar com isso! Como aquela criança que dependia de você para tudo agora é (quase) totalmente independente? E ainda questiona e ousa em não concordar com alguns os meus valores? Você já não é o mesmo pai ou mesma mãe, e o seu filho também não é mais o mesmo.

Como diz o filósofo grego Heráclito: “Ninguém entra em um mesmo rio uma segunda vez, pois quando isso acontece já não se é o mesmo, assim como as águas que já serão outras”. Isso se aplica muito na parentalidade! Você acha que já conhece o seu filho bem, mas, de repente, já o estranha. Isso acontece porque ele muda constantemente, e nós, pais, precisamos mudar junto.

Nem você e nem seu filho adolescente são as mesmas pessoas de antes, por isso é tão importante entender esse novo capítulo (Foto: Getty Images)

Comunicação é a chave!

Há quem chame a adolescência de aborrecência. A justificativa é porque as crias começam a responder, oscilam de humor com frequência, se afastam, começam a nos achar bobos. Mas “aborrecência” é um termo duro para uma fase de tantas descobertas e tantas conquistas. Não é fácil ser adolescente, assim como também não é fácil ser pai e mãe de adolescente. Cada vez que seu filho reagir de modo a se afastar ou parecer querer te agredir, lembre-se, não é com você, é com ele. Um cérebro em franco processo de amadurecimento, cheio de dúvidas e medos, que quer tudo ao mesmo tempo. Para lidar com isso da melhor maneira possível, é preciso aprender a conversar com seu adolescente. E não economizar conversa!

De uma forma sútil, chegando de mansinho, tente engajar uma conversa com o seu filho. Saber qual estilo de música ele está gostando mais, se tem um novo filme preferido ou até mesmo chamá-lo para uma “sessão nostalgia” e rever algumas recordações antigas pode ajudar a puxar conversa. Não espere uma conexão instantânea, será necessário persistir. Lembre-se que você é o adulto da relação, e é o seu papel acompanhar e orientar, com firmeza e, ao mesmo tempo, gentileza. Para que isso possa acontecer com menos empecilhos possível, é necessário investir em diferentes caminhos para se conectar com o seu filho.

Existe uma saída, sim!

Novamente, sabemos o quanto o estereótipo assusta, mas sempre tem alguém para procurar e “segurar sua mão” nesse processo. Procure uma rede de apoio que possa te acolher nos momentos difíceis. Conversar, trocar experiências com quem vive a mesma fase da vida que você ajuda a não se sentir só e a ter informações que podem te auxiliar na relação com seu filho. Pode ser aquela tia que ele se entende mais, um professor na escola que tem uma maior conexão ou os pais de um colega que já tenham passado por isso.

Pensando nisso, a Adolescer Hoje surgiu. A empresa aborda temas sobre a educação parental, principalmente na fase da adolescência. Criada por Luciana Loureiro, Pedagoga pela USP, Mestre em Educação pela PUC SP, Formadora de Formadores e Educadora Parental, certificada pela Positive Discipline Parent Educator (PDA), a Adolescer Hoje tem mais de 13,1 mil seguidores nas redes sociais e vem realizando formações, palestras e workshops para debater temas acerca da parentalidade e da adolescência.

A Adolescer Hoje já ajudou diversos pais a se reconectarem com os filhos adolescentes (Foto: Getty Images)

Luciana explica que a Adolescer Hoje ajuda os pais a se reconectarem com os filhos na adolescência, por meio de conteúdos que abordam temas como: características da faixa etária, situações típicas do cotidiano do adolescente, comunicação não violenta e aprendizagem socioemocional, na família e na escola também.

A pedagoga também comemora que os pais percebem uma melhora no relacionamento com os adolescentes: “Os pais comentam que o processo é longo, sim, mas que as informações ajudam a olhar para essa relação que é tão desafiadora, de maneira mais humana, sem o autoritarismo tão presente e tão normalizado em gerações anteriores. Conseguem perceber que não precisam repetir a história que viveram com seus pais, na relação com seus filhos. Notam que com a mudança de postura deles com os filhos a relação fica menos tensa, menos estressada, há uma aproximação bacana”.

Luciana Loureiro fundou a Adolescer Hoje, que oferece formações, palestras e workshops sobre parentalidade com filhos adolescentes (Foto: Divulgação)

Leia também

O menino de apenas dois anos aprendeu três idiomas - (Foto: Arquivo pessoal)

Família

Menino baiano que leu e escreveu com apenas 1 ano aprende inglês, russo e coreano aos 2 anos

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

(Foto: reprodução/Instagram)

Família

Lore Improta mostra evolução da barriga e avisa: "Tem mais neném chegando"

Virginia e Zé Felipe - Reprodução: Instagram

Família

Sete suítes, piscina, cinema, adega e 7 mil m²: Veja fotos da nova mansão de Virginia e Zé Felipe

(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Família

Turista morre após suspeita de picada de aranha marrom em restaurante na Bahia

Sasha tem dois irmãos por parte de pai - reprodução / Instagram

Família

Sasha Meneghel abre o jogo e fala sobre relação com os irmãos: “Tive que dar uma regulada nisso”

Samsung Galaxy S23 - Divulgação

Caiu o preço

Ofertas do dia: Galaxy S23 da Samsung com descontos de até 36%

Bianca Andrade e Fred terminaram o namoro em 2022 - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Bianca Andrade explica motivo de Fred não querer participar da festa de aniversário do filho