Criança

Você sabia que educação emocional virou matéria escolar?

Laboratório Inteligência de vida, da Eleva Educação, ensina crianças a lidar com emoção

Isabela Kalil de Lima

Isabela Kalil de Lima ,Filha de Kátia e Fabio

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

Cada vez mais o mercado de trabalho busca pessoas que tenham proatividade, pensamento crítico, saibam controlar as próprias emoções e lidar com a dos outros. E todas essas coisas se aprendem na escola? Não! Muito menos na faculdade.

Anúncio

FECHAR

É por isso que a Eleva Educação desenvolveu o LIV (Laboratório Inteligência de Vida). “É uma aula que a gente tem que prestar atenção, mas não é porque vai ter prova. É uma matéria que a gente leva pra vida”, explica a fofa Anne Clara Coelho, aluna do 4º da Escola Crescimento.

Presente da educação infantil até o ensino médio, o LIV propõe para crianças e adolescentes estratégias para que sejam desenvolvidas habilidades socioemocionais. Para cada idade, os professores têm metodologias diferentes, que incluem jogos, livros, músicas, conversas e histórias. No fundamental I, se abusam dos personagens para se ensinar emoções básicas, como amor, raiva, tristeza e felicidade.

Com histórias dos personagens Tomás e Geraldo, criados pelos autores Blandina e Lollo, os professores perguntam para as crianças coisas do tipo: “o que é raiva?” e “qual o dia mais feliz da sua vida?”. Assim, se trabalha autoconhecimento e empatia.

Eles também ensinam como lidar com esses sentimentos, de acordo com o lema do projeto: “não posso escolher o que estou sentindo, mas posso escolher o que fazer com eles”.

Já no Ensino Fundamental, os alunos trabalham as emoções por meio de duas séries, parecidas com as do querido Netflix. Após assistir cada episódio, as crianças discutem ética, regras e outras questões relacionadas à relacionamento. Neste momento, se trabalha mais com criatividade, perseverança, pensamento crítico. 

Os criadores do projeto acreditam que acreditam que as crianças precisam dessas habilidades para ter sucesso na vida, seja qual for o tipo de sucesso que se queria. “A criança precisa aprender a lidar com os problemas”, comenta Marcio Cohen, vice-presidente da Eleva Educação.

E isso é cada vez mais importante de ser aprendido na escola. “Conteúdos, como matemática, português e geografia, apesar de serem muito importantes, não formam o aluno de forma integral”, afirma Caio Lobianco, filho da Magaly e do Ronaldo e professor da Eleva Educação.

Mas não pense que dá para terceirizar mais essa educação. Tanto é que o programa da Eleva também conta com um material para os pais. “Muitos não sabem como ensinar a lidar com as emoções. Por isso, primeiro fazemos uma palestra para os pais para que entendam como se conectar melhor com os filhos, para promover conversas profundas para trabalhar o emocional. O objetivo é que o pai entenda o que está acontecendo na escola e tenha sugestões de como ele pode ajudar de casa”, explica Caio. E isso pode ser feito com perguntas, filmes e livros, por exemplo. 

Leia também:

Saiba como sua gravidez influencia na personalidade do bebê

Como ensinar as crianças a lidarem com a raiva

6 maneiras de ensinar os filhos a serem pacientes

Pais&Filhos TV