Criança

Seu filho precisa de amigos sim! Saiba como ajudar

Algumas crianças têm dificuldade em fazer amigos, mas essa relação é muito importante, principalmente a partir dos três anos de idade!

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

Importância de fazer amizades

Para ajudar seu filho na escola, você provavelmente passou bastante tempo estudando com ele o alfabeto, ensinando a pedir para ir ao banheiro e mostrando como ele abre e fecha a lancheira. Mas existe mais uma coisa que você também pode ensinar: como fazer amigos. Algumas crianças tem uma habilidade natural para se relacionar com as pessoas, mas a maioria delas é tímida e demora um pouco para se soltar no meio social.

Ter um ou dois amigos mais próximos vai deixar seu filho mais feliz e vai ajudá-lo na escola tanto agora quanto mais tarde. “Amigos fazem a gente se sentir maia confortáveis em novos ambientes, como a pré-escola ou o jardim de infância. As crianças conseguem se concentrar melhor no que vão fazer em vez de se preocuparem com quem vão estar”, conta Michele Borba, autora do livro Nobody likes Me, Everybody Hates Me (Ninguém gosta de mim, Todo mundo me odeia, em tradução literal).

Anúncio

FECHAR

 

Leia também:

6 formas de inspirar a criatividade

Você sabe como falar sobre sexualidade com seus filhos?

Educação com coerência não causa trauma

 

Amigos também aumentam a criatividade das crianças, já que os jogos de adivinhação começam entre os 4 e 5 anos de idade e eles vão ajudar nossos filhos a desenvolver a imaginação. Com ajuda dos pais, muitas crianças conseguem aprender a fazer amigos com facilidade. Se você não sabe bem por onde começar, aqui temos algumas ideias para te ajudar:

Dê um bom exemplo

Seu filho está observando como você interage com outras pessoas e aprendem a partir do que você faz, explica Margareth Sheridan, professora de desenvolvimento humano na Faculdade de Connecticut, nos Estados Unidos. Deixe que seu filho ouça como você conversa com outros pais nos parques ou chame um amigo para passar um tempo com você em casa. Mostre ao seu filho que é importante ter amizades.

Leia tudo sobre o assunto

Encontre histórias e contos que falem sobre amizade e como fazer amigos e leia para seu filho. Converse com ele sobre os personagens, sobre as atitudes que os amigos têm uns com os outros e como ele pode levar para a vida dele essas relações das histórias. Se você escolher o conto dos Três Porquinhos, por exemplo, mostre como os porquinhos ajudam uns aos outros não só pior serem irmãos, mas também por serem muito amigos.

Dê um suporte prático

Ensine seu filho a cumprimentar as pessoas, seja dizendo “oi”, abraçando ou com um aperto de mãos. Qualquer uma dessas opções pode ser uma ótima forma de quebrar o gelo. Mas você não precisa (e não deve) dirigir como será a vida social do seu filho nem forçá-lo a ser engraçado ou extrovertido se ele não for. Incentive-o a perder o medo de falar com as pessoas. Nem sempre as pequenas conversas se tornarão grandes amizades, mas vale a pena deixar a criança tentar.

Esteja onde as crianças estão

Nenhuma ideia no mundo vai ajudar se seu filho não passar grande parte do tempo dele com crianças da mesma idade. “É importante criar oportunidades para nossos filhos brincarem com outras crianças”, diz Lois Stephenson, presidente do Centro de Construção do Cuidado e Desenvolvimento Infantil, da Carolina do Norte. Se seu filho ainda não vai para a escola, mesmo que seja só para comer um lanchinho e desenhar, leve-o para parquinhos, aniversários e passeios.

Deixe seu filho explorar o que mais interessa

Amizades normalmente se desenvolvem e fortalecem quando descobrimos pontos em comum com outras pessoas, então leve seu filho para fazer parte de grupos sobre coisas que eles gostam, como brincar, ler, desenhar, dançar, fazer esporte… E garanta que ele saiba que bons amigos aprendem a dividir, escutam uns aos outros e não brigam ou se batem. Explique ao seu filho que ele deve buscar amigos que também ajam dessa forma.