Criança

Projeto trabalha a capacidade das meninas acreditarem no seu potencial

Seis anos é a idade ideal para começar a desenvolver a inteligência emocional da criança

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

untitled-design-63

(Foto: Shutterstock)

A partir dos seis anos a menina começa a questionar suas escolhas e os estereótipos de gênero entram com força total. O projeto Força Meninas, idealizado pela Deborah De Mari, filha de Dulcinéa e Júlio, busca desenvolver uma geração de garotas mais despertas para o próprio potencial.

“A gente sabe que para a sociedade, a mulher nasce bonita ou feia. Se ela não aprender a confiar em si própria, esse estereótipo vai falar mais alto do que sua capacidade”, comenta Deborah. Força Meninas surgiu há um ano atrás. Deborah percebeu a importância da liderança feminina e descobriu, através de estudos, que grande parte dessa capacidade vem da nossa inteligência emocional. “Porém iniciamos o desenvolvimento dessas habilidades somente na vida adulta. Por que não começar isso nas crianças?”, questiona a fundadora.

Mas por que trabalhar isso com meninas? Porque a igualdade de gênero precisa ser construída e reforçada desde a infância. “A partir dos seis anos é possível começar a trabalhar a inteligência emocional da criança. É o momento perfeito para iniciar um processo de desenvolvimento da autoconfiança”, explica Deborah.

Anúncio

FECHAR

Primeiro o Força Meninas foi inserido no Facebook e as organizadoras marcaram encontros presenciais. “Começamos com grupos de mães, depois com meninas. Em janeiro recebemos 47 garotas e nas férias de julho realizamos o workshop”, relembra a idealizadora. A equipe é enorme, são psiquiatras e psicopedagogas trabalhando para desenvolver o melhor programa para as meninas. “Nós trabalhamos os temas de forma lúdica e interativa, adaptado para cada faixa-etária”.

De acordo com Deborah são três fases. Primeiro é abordado o “eu comigo”, para fortalecer a criança emocionalmente, depois o “eu com o outro”, no qual ela aprende a se relacionar com a família, escola e amigos. “Por último abordamos o ‘eu com o mundo’, construindo sua identidade como cidadã e ensinando o quanto ela é importante para a sociedade”. As turmas são divididas de 6 a 10 anos, de 11 a 14 e de 15 a 18 anos. Você pode encontrar mais informações no site www.frmeninas.com.br.

credito-das-fotos-fernanda-flugel-e-suellen-nobrega-estudio-sunflowers-photography

(Foto: Fernanda Flügel e Suellen Nobrega/Estudio Sunflowers Photography)

Leia também:

Lucas Silveira e Karen Jonz dão dicas para seu filho dormir a noite inteira

Gravidez: por que os enjoos matinais diminuem durante o inverno?

Fotógrafa prova que real beleza das meninas está em sua força

Pais&Filhos TV