Criança

O inverno está acabando e a catapora pode chegar; fique de olho

O número de casos da doença aumenta entre agosto a novembro

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

Apesar da possibilidade artazanar nossos filhos o ano todo, a catapora pode aparecer ainda mais entre os meses de agosto e novembro, fim do inverno até a primavera. O contágio da complicação, de acordo com Evely Tanaka, Gerente Médica de Vacinas da GSK, ocorre por via respiratória e por meio do contato com objetos contaminados com o líquido da bolha, tosse, espirro e saliva.

Caso o contato ocorra, sintomas da catapora podem acontecer 10 a 21 dias depois. Além de manchas vermelhas e bolhas no corpo, a doença também causa mal-estar, cansaço, dor de cabeça, perda de apetite e febre baixa. As bolhas aparecem primeiro no rosto, depois no tronco ou no couro cabeludo, e se espalham pelo corpo, se transformando em pequenas vesículas cheias de um líquido claro. Em poucos dias o líquido escurece e as bolhas começam a secar e cicatrizam. As crianças podem sentir muita coceira, mas não é papo de vó proibir o coçar.  A médica explica que lesões na pele podem ser infectadas pelas bactérias das unhas ou de objetos utilizados para coçar.

Por isso, que a vacina é importante. A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) recomendam duas doses da vacina contra a varicela: a primeira aos 12 meses e a seguinte a partir dos 15 meses de idade, com um intervalo de 3 meses da primeira dose.

Anúncio

FECHAR

 

Leia também:

Catapora na primavera: saiba como escapar

Sinais de que seu filho está com gases e como resolver

Vacinação: O que dizem as correntes que questionam esse programa

Pais&Filhos TV