Criança

Como fazer o seu bebê gostar de comida tanto quanto você

Separamos 10 dicas para tornar a adaptação alimentar do seu filho mais tranquila

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

shutterstock_364602002

(Foto: Shutterstock)

Nos primeiros dois anos seu filho vai começar a sentar, andar, correr, falar e comer. Isso vai além de entender como segura uma colher, aprender a se alimentar também envolve desenvolver gosto por novos sabores e texturas. Estabelecer hábitos alimentares saudáveis antes dos dois anos é uma forma de “prevenção medicinal”. Veja 10 dicas para tornar a adaptação alimentar do seu bebê mais tranquila.

Ofereça de tudo

Sirva quantos tipos diferentes de comida e sabores você puder nos primeiros dois anos de vida da criança. A maioria delas de costumam a ser mais resistentes e rejeitam novas comidas a partir dessa idade. Se eles forem expostos a uma grande variedade de alimentos, quando crescerem vão continuar consumindo essas grandes variedades.

Anúncio

FECHAR

Variedade de texturas

Considere substituir o purê de vez em quando por uma batata doce, abacate ou abobrinha cozida à vapor. Em uma pesquisa, bebês que estavam se alimentando com diferentes tipos de texturas (como liso e cubinhos pequenos) eram mais receptivos a diferentes texturas quando cresceram do que bebês que eram alimentados só com comida processada.

A hora de comer deve ser um momento tranquilo

Ansiedade e estresse refletem na alimentação do seu filho. A hora do jantar ou almoço deve ser um momento especial em família. Procure ter todos na mesa, comendo e conversando sobre o dia. Não pressione seu bebê a comer. Quanto menos você interfere na hora da comida, ele aprende a apreciar o momento.

Faça um “intercâmbio” entre os alimentos

Cenouras cozidas para o café da manhã? Lanche ao invés de sopa? Sim! “Bebês não sabem qual tipo de alimento nós costumamos comer em cada refeição”, afirma Dina Rose, médica especialista em alimentação. Tire vantagem disso!

Deixe ele fazer bagunça

Não se apresse em limpar ou desencorajar seu filho quando ele quiser brincar com a comida. As crianças precisam ter uma experiência completa com os alimentos.

Sirva uma fruta ou vegetal em TODAS as refeições do seu filho

Ok, talvez você não consiga toda hora, mas transforme isso em um objetivo e se esforce para fazer acontecer (pelo menos na maioria das vezes).

Limite a sobremesa

Se você der com muita frequência isso pode criar um conflito vocês dois, então diminua a quantidade. Considere terminar a maioria das refeições com um pedaço de fruta.

Use a língua à seu favor

Seu filho está aprendendo a falar, então use isso como tática para fazer ele se divertir e gostar dos alimentos. Use frases como: “Vamos experimentar essa comida deliciosa!”.

Não caia na rotina

Evite dar sempre o mesmo tipo de pão, mesmo tipo de queijo. Misture os alimentos e sabores o máximo que puder e pode ser na mesma refeição! Quando der pão, por exemplo, misture os tipos de pães para o seu bebê experimentar.

Fique de olho nos seus próprios hábitos

Uma pesquisa aponta que o repertório de vegetais das crianças tem ligação direta com as preferências dos pais. Se você não gosta de um determinado tipo de alimento, dificilmente seu filho vai gostar. Seus hábitos alimentares irão interferir no relacionamento do seu bebê com alimentos saudáveis.

 

Leia também:

Grávida pode comer açaí?

5 sucos de frutas saudáveis e refrescantes

“Um tio quase perfeito”: uma comédia para ver com a família

Pais&Filhos TV