Criança

7 dicas de ouro para a introdução alimentar do seu filho

É indicado que a água seja introduzida após os seis meses de vida, antes disso o leite materno deve ser o único alimento do seu filho - Divulgação
Divulgação
Philips Avent

Publicado em 13/02/2023, às 07h01 por Fernanda de Andrade, filha de Débora e Marcos


Até os seis meses de vida, a Organização Mundial da Saúde recomenda que o leite materno seja o alimento exclusivo dos bebês. Após essa fase, ele pode ser apenas complemento na alimentação, dando espaço direto para a introdução alimentar. Isso é um dos primeiros sinais de que o bebê está crescendo, e essa nova fase de desenvolvimento deve ser um momento curtido por toda a família!

Com essa idade, os bebês já são capazes de interagir e demonstrar se gostam ou não de um alimento. A introdução alimentar é o ponto de partida da relação do bebê com a alimentação que ele terá durante a vida, e por isso deve ser um processo harmônico e sem tensão alguma. Esse novo integrante na mesa na hora das refeições está sendo inserido em uma nova rotina, então é esperado haver um momento de adaptação com aquelas novas informações.

É indicado que a água seja introduzida após os seis meses de vida, antes disso o leite materno deve ser o único alimento do seu filho (Foto: Divulgação)

Dicas para uma introdução alimentar mais tranquila

Sem estresse! Por mais que seja o início de uma nova fase na vida do bebê, é necessário que esse momento seja o mais leve possível para todas as partes. A nutricionista e consultora da Philips Avent, Giliane Belarmino, deu algumas dicas para uma introdução alimentar tranquila:

  • Se atente aos sinais: além da idade, o bebê também apresenta alguns sinais de que está pronto para a introdução alimentar, como se sentar com o mínimo de apoio ou sem, saber pegar objetos e levar à boca, interesse pela comida e também o reflexo da protrusão da língua diminuído.
  • Selecione o lugar certo: para a introdução alimentar, escolha um local sem muitas distrações para o bebê, como a televisão.
  • Não se desespere com caretas: é normal que o bebê cuspa, faça careta e tenha reflexo contra engasgo, então não se desespere!
  • Escolha os utensílios certos: é importante deixar um prato e uma colher que a criança consiga manusear. Além disso, é necessário deixar que o bebê demonstre interesse e coloque a colher na boca. Dê preferência para produtos de silicone BPA Free.
  • Comece pelas frutas: após os seis meses de idade, o bebê já pode comer frutas que não sejam tão ácidas, como abacaxi, laranja e kiwi. Frutas como mamão, abacate ou banana são as mais preferidas, por serem mais fáceis de amassar.
  • Sem forçar: é fundamental respeitar a saciedade do bebê e o tempo dele para explorar e descobrir os alimentos, para que essa experiência seja harmoniosa e feliz.
  • Dê preferência para a variedade: na introdução alimentar, é importante dar preferência a variedade de alimentos. O principal objetivo deste momento é a apresentação dos alimentos e não a forma em que eles são apresentados. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que os cinco grupos de alimentos sejam ofertados desde o início. 
A introdução alimentar pode começar pelas frutas (Foto: Shutterstock)

Como funciona a transição alimentar para os bebês? 

Segundo Giliane Belarmino, a partir dos seis meses de idade os bebês possuem uma demanda maior de calorias que não pode ser suprida apenas com o leite materno ou fórmula. Ela também conta que a mudança de rotina não precisa ser tão “brusca”, e pode ser feita aos poucos: “O bebê não precisa comer muito desde o primeiro dia. Durante o primeiro ano, o leite materno ou fórmula ainda são a principal fonte de nutrientes da criança, sendo a alimentação um complemento. O esperado é que, após os 12 meses, o bebê tenha uma alimentação mais completa, e consiga adquirir todos os nutrientes necessários com ela. Sendo assim, o leite materno torna-se um complemento”. 

Fora isso, é comum que o bebê não se adapte logo de início: “É natural que ele estranhe texturas e sabores diferentes na boca. O importante é continuar oferecendo as frutas diariamente. No início, ele vai cuspir e fazer careta. Pode ter alimentos que você precisará oferecer até 12 vezes para o bebê aceitar. Mudar a forma de apresentação da fruta, preparo e textura pode ajudar nesse processo. Mas, lembre-se, que no início da transição alimentar é totalmente normal que isso aconteça”.

A introdução da água na alimentação do bebê pode ocorrer já aos seis meses, entrando no intervalo entre as refeições e mamadas. Contudo, é ideal que os sucos sejam introduzidos apenas após os 12 meses: “Ao comer a fruta, a criança está interagindo com a textura dos alimentos, o sabor e, consequentemente, adquirindo as vitaminas, minerais e fibras presentes no alimento. Quando transformamos essa fruta em suco, perdemos a textura, as fibras e alguns nutrientes mais voláteis podem ficar reduzidos também. Por isso, a oferta de sucos apresenta pouca vantagem e é recomendada que seja adiada até o primeiro ano de vida, depois que a criança tenha aprendido o gosto e a textura de diversos alimentos diferentes”. 

Para que essa mudança seja a mais tranquila possível, a Philips Avent desenvolveu o Copo de Transição Easy Sip com bico de silicone BPA Free! Dessa forma, é possível introduzir água e sucos no tempo ideal sem se preocupar com vazamentos e com alças que permitem que a criança consiga pegar o copo sozinha. 

O copo Philips Avent é do tamanho ideal para as mãos dos bebês, além de evitar vazamentos! (Foto: Divulgação)

Leia também

Mãe de Neymar apaga foto com o neto por polêmica com Biancardi - Reprodução/ Instagram

Família

Mãe de Neymar apaga foto com Davi Lucca depois de polêmica com Mavie e Bruna Biancardi

Gisele Bündchen e Joaquim Valente - Reprodução: Instagram

Família

Gisele Bündchen termina namoro após piada do ex-marido

Sandra Annenberg e filha - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Sandra Annenberg rebate críticas ao apoiar sexualidade da filha com Ernesto Paglia

Luana Piovani - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Luana Piovani se irrita após ter água cortada e não poder pagar compras no mercado: "Não consigo"

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Ana Hickmann e Edu Guedes - Reprodução: Instagram

Família

'Cinco quartos, garagem e escritório': Edu Guedes dá detalhes de mansão com Ana Hickmann

Ticiane Pinheiro e Cesar Tralli - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Ticiane Pinheiro fala sobre decisão difícil para o casamento e família: "Coração fica acelerado"

(Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Karina Bacchi devolve casa alugada em meio a mudança com o filho para fora do Brasil