Coluna

Caminho da Prosperidade no Mapa Natal Sistêmico

Prosperidade na Astrologia Sistêmica tem outras interpretações - (Foto: iStock)
(Foto: iStock)

Publicado em 30/10/2023, às 11h25 por Cris Branco


Muitas vezes, quando pensamos em prosperidade, vemos no aspecto financeiro. Só que ela realmente vai além disso. Podemos dizer que o dinheiro é a linha de frente, mas o que tem por trás é realmente muito maior. E se o que tem por trás não sustenta, não existe o dinheiro ou ele não fica. 

Prosperidade tem a ver com o fluxo da vida, com a fluidez de dar e receber em todas as áreas. Tem a ver como enxergamos a vida e como estamos na vida, como a vivemos. Por isso, a diferença entre pessoas prósperas e pessoas que não são prósperas mas que têm dinheiro, é gritante. Na verdade seria correto dizer que nem toda pessoa que tem dinheiro é próspera mas toda pessoa que é próspera tem dinheiro.

Pássaros de papel
O seu mapa pode explicar a forma como encara o dinheiro (Foto: Getty Images)

Nosso comportamento perante a Vida é que dita a prosperidade. Que comportamento, eu digo, que dinâmica oculta acontece então que pode tornar tão desafiador termos dinheiro? Podemos analisar no Mapa Sistêmico, onde estão os nós familiares que vão influenciar nosso comportamento, ou como vamos entender e lidar com o nosso feminino e com o nosso masculino. 

Compreender essa dinâmica é o primeiro passo para a mudança começar. Os planetas, as casas e os signos, são representantes, além do Sistema Solar, do nosso sistema familiar na visão da astrologia sistêmica.  Mas opa, se formos pensar, mas o que que o meu Sistema familiar tem a ver com minha prosperidade? De que forma isso influencia? Dependendo de onde tenho meu Nodo Sul, que é o representante dos padrões eu posso ter: 

  • Crenças adquiridas: como por exemplo. O dinheiro é sujo, literalmente a maioria de nós aprendia isso no passado. Ele passava de mão em mão, ele é sujo. Ou que dinheiro e poder são ruins, causam mal.
  • Ligações com histórias de dor da família e dos ancestrais, são os padrões, os emaranhados, as repetições. Por exemplo: meu avô perdeu tudo, meu pai faliu, eu fali uma empresa.

Dependendo de onde tenho o Quiron, que representa as dores da infância, eu posso ter: 

  • Repetição de traumas, que trazem algum tipo de comportamento infantil com relação ao dinheiro. Por exemplo: toda vez que me sinto abandonada, faço compras, como uma forma de compensação da criança interna, uma reparação que nunca é suprida.

Dependendo de onde eu tenho a minha Lilith, que representa aquilo que exclui em mim posso ter: 

  • Comportamentos de auto sabotagem, me sentir culpada por viver, excluir meu merecimento.

Compreender essas histórias e dinâmicas é fundamental para sairmos de um lugar de dor e de julgamento. Porque a falta de prosperidade está intimamente conectada com a falta de gratidão. É difícil sentir gratidão se ainda existem lágrimas congeladas, dor que não foi vista ou chorada. Ter dinheiro é uma responsabilidade. A partir do momento que você tem dinheiro, cabe a você movimentar sua vida, tomar a responsabilidade de caminhar sozinho, assumir as suas decisões.

Muitas vezes a falta de dinheiro está ali e acontece porque ainda estamos na criança. Então, ainda é mais fácil terceirizar a responsabilidade: aquela frase "Queria muito fazer, mas não tenho dinheiro… ". E claro, que aqui, estou falando de um exemplo de dinâmica, cada mapa é um mapa, cada história é uma história... Não sabe por onde começar? Bom, que tal refletir sobre sua relação com sua mãe e seu pai.

Porquinho de dinheiro
A sua relação com dinheiro poe ser explicada pela forma que sua família o trata dentro de casa (Foto: Getty Images)

Sol e Lua na Astrologia e na Vida são a base de tudo. A mãe é quem nos deu o primeiro sustento, por isso ela está ligada ao sucesso. O pai, na visão sistêmica, representa como vamos nos colocar no mundo, por isso as relações e a carreira.  Outra reflexão: como você se sente com relação ao dinheiro? Essa relação precisa ser de igual para igual. Não se pode ser como uma criança que pede dinheiro e nem ser na postura arrogante que não agradece, que diz: eu não preciso de dinheiro.

Outro ponto, que sentimento surge quando você dá e ganha dinheiro? Você sente pena da pessoa que te dá dinheiro? Você sente desconforto e irritação quando dá seu dinheiro ao outro? Tem gente que sente vergonha e culpa quando recebe, e quando dá ou perde sente alívio.  O sentido da vida é vivê-la, dar o que temos para dar, receber o que temos para receber e fazer o que temos de fazer. É estar no que é.

Eu gosto muito dessa fala: não importa tanto que sentido a vida tem para mim, mas sim, o sentido que eu tenho para a vida. Ou seja, qual a nossa colaboração? E só você e o seu mapa, podem dizer qual é essa colaboração. Porque o Mapa é um lembrete da sua jornada aqui. Nossa colaboração é o nosso valor. E nosso valor vem das nossas raízes, da fonte, de quem a gente é. Isso é que faz com que eu seja e você seja único, singular. A sua origem, só você tem. E é isso que te dá um valor único, a forma que você aprendeu no seu sistema, da conexão com seus pais.  Reconhecer seu valor e o valor do seu sistema de origem com gratidão, independente dos erros e acertos que ocorreram ali, é passaporte para uma vida leve e próspera.


Palavras-chave

Leia também

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Samsung Galaxy S24 Ultra - Divulgação

Lançamento

Ofertas do dia: recém-lançado Galaxy S24 Ultra da Samsung com desconto de 27%

Foto: Reprodução/ Tv Globo

Família

Boletim revela estado de saúde de Tony Ramos após cirurgia no cérebro às pressas

Ter um diálogo com os filhos fortalece a relação entre o adulto e a criança - Getty Images

Família

37 perguntas divertidas para iniciar uma conversa com seu filho

O momento da escolha do nome é superespecial e deve ser vivido com muito carinho pela família - Getty Images

Bebês

210 nomes masculinos para bebês: ideias fortes (e lindas!) para você chamar o seu filho

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Família

Doações para o Rio Grande do Sul: veja onde e como doar às vítimas de forma segura

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar