Bebês

Refluxo: respondemos às principais dúvidas

Dr. Cláudio Len responde as principais dúvidas sobre refluxo - Shutterstock
Shutterstock

Publicado em 28/06/2020, às 06h27 por Redação Pais&Filhos


Dr. Cláudio Len responde as principais dúvidas sobre refluxo (Foto: Shutterstock)

Os alimentos ingeridos pelos bebês vão da boca para o estômagopor meio de um tubo muscular chamado esôfago. O refluxo gastresofagiano é caracterizado pela volta dos alimentos do estômago para a boca, também através do esôfago. Pode acontecer em qualquer fase da vida, mas é mais comum em bebês, uma vez que a válvula que impede esse refluxo, a cárdia, costuma amadurecer em torno dos 6 meses. O refluxopode ser considerado “oculto” quando o alimento não volta para a boca ou nariz; fisiológico, quando não tem sintomas; ou patológico, se associado a baixo ganho de peso, engasgos e/ou esofagite, que pode causar dor forte em crianças. Portanto, deve-se suspeitar de refluxo em bebês com até 4 meses que choram várias vezes ao dia e parecem ter dor. Além da esofagite, o choro intenso pode ter outras causas. Então os pais devem procurar o pediatra de confiança nesses casos. uma análise e exame clínico cuidadosos podem detectar a causa da dor. Raramente são necessários exames desconfortáveis. O tratamento do refluxo inclui orientações simples como a posição correta para as mamadas, uso de colchões antirrefluxo e inclinação do berço, além do uso de medicamentos antiácidos, sempre com acompanhamento médico. Com o passar dos primeiros 6 meses, o refluxo vai diminuindo de intensidade e os bebês(e seus pais!) ficam livres dos sintomas.

Depois de testar várias fórmulas, comecei a dar uma opção feita de soja para o meu bebê de 5 meses e percebi uma grande melhora no refluxo. O tipo de leite pode influenciar? Bruna Vieira, mãe de Raul. R: Em alguns casos pode estar associado à alergia à proteína do leite de vaca. Nessas situações a troca para uma fórmula hipoalergênica ajuda no controle dos sintomas, especialmente nos primeiros meses de vida. Atualmente dispomos de várias opções no mercado, inclusive à base de soja. No entanto, no seu caso, é difícil saber se a mudança foi a real responsável pela melhora clínica, uma vez que o refluxo costuma melhorar espontaneamente a partir do sexto mês de vida.

Pode ser sinal de que a criança é alérgica ou intolerante a algum tipo de alimento? Leda Alves, mãe de Ludmila e Joaquim. R: Na maioria das vezes o refluxo é fisiológico e melhora ao longo dos primeiros 6 meses. Em alguns casos pode ser mais prolongado e ir até os 12 meses ou até mesmo mais. Aliás, muitos adultos têm refluxo. Uma pequena parte dos casos pode ser sinal de alergia (e não intolerância) a algum alimento, especialmente o leite de vaca. Nestes casos o refluxo costuma ser bem intenso e acompanhado de dor várias vezes ao dia, de intensidade variável, e por outras manifestações, como, por exemplo, fezes com sangue ou muco e dermatite atópica, entre outras.

Devo evitar algum alimento para que o bebê não tenha refluxos durante a amamentação? Como colocá-lo para dormir de maneira que não corra o risco de sufocamento? Naide Tavares, mãe de Davi e Cecília. R: Não há relação entre a alimentação da mãe e a presença de refluxo. Vejo mulheres com dietas bem restritas e sem base científica. É muito importante que elas se alimentem bem no período da amamentação, garantindo uma produção regular de leite. Quanto à posição para dormir, recomenda-se que os bebês durmam com a barriga para cima. Além disso, os pais devem evitar colocar protetores de berço para que o risco de sufocamento seja minimizado.


Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Pai de Davi - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Pai de Davi não concorda com posição do filho e decide ir morar com Mani

Imagem Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Família

Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

Viih Tube fala sobre segundo e terceiro filhos - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Viih Tube revela gravidez de segundo e adoção de terceiro filhos com Eliezer

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Virginia Fonseca - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Virginia Fonseca toma atitude após Maria Alice empurrar Maria Flor: “Dói mais na gente”

Os nomes japoneses femininos são lindos, fortes e possuem significados encantadores - Getty Images

Bebês

Nomes japoneses femininos: 304 opções lindas para você conhecer