Bebês

Protetor solar antes dos 6 meses, nem pensar! Saiba como proteger seu filho

A pele do bebê precisa de outros tipos de cuidados nessa fase

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

No mês mais quente do ano e em que todo mundo costuma curtir as férias, a imagem de um bebê australiano com a pele toda vermelha viralizou nas redes sociais. Na postagem, a mãe explica que o bebê não foi exposto ao sol, pelo contrário, a pele da criança ficou muito irritada depois que o protetor solar FPS 50 Peppa Pig, da Cancer Council Australia, foi aplicado na pele.

Isso é mais comum do que a gente imagina. O problema é que o bebê tinha menos de 6 meses de idade e, sendo assim, a pele está mais suscetível a desenvolver alergias. Ou seja, os protetores solares, de qualquer marca, não são recomendados para crianças menores de 6 meses. O uso nesse faixa etária só deve ser feito de acordo com recomendação de um especialista, em casos muito especiais.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a pele do bebê antes dos 6 meses é fina demais, então absorve mais substâncias. Então as alternativas para proteger as crianças nessa fase são roupas com fotoproteção, bonés, carrinhos com abas e por aí vai. É claro que, nessa fase, não é ideal expor o bebê ao sol, ainda mais em dias muito quentes.

Anúncio

FECHAR

Para os pais que estão preocupados com a absorção de vitamina D nessa fase, é bom saber que passeios ao ar livre são o suficiente para que o bebê produza a quantidade necessária. Sem exageros!

Leia também:

Não deu praia! Cinco marcas de protetor solar não passam em teste

3 respostas sobre cuidados com o sol e o verão

Grávidas e bebês precisam de cuidados dobrados no verão

Pais&Filhos TV