Bebês

Mãe sofre psicose pós-parto e faz relato emocionante: “Me sentia vigiada. Como se ninguém confiasse em mim”

Reprodução / Facebook
Reprodução / Facebook

Publicado em 13/09/2019, às 12h36 por Cinthia Jardim, filha de Luzinete e Marco


(Foto: Reprodução / Facebook)

Ele Cushing, de 31 anos, ficou oito dias sem dormir para cuidar do filho Joshua, que nasceu em 7 de janeiro de 2016, por estar preocupada e obcecada pelo bebê. O marido Greg, de 34 anos, ficou apreensivo quando acordou um dia e viu que todas as anotações bíblicas da esposa estavam rabiscadas com uma caneta vermelha. Ele percebeu então, que havia algo de errado com a mulher.

A mulher recebeu a visita de uma equipe médica,especializada em saúde mental, e foi diagnosticada com psicose pós-parto. A paranoia já estava em um nível tão elevado, que ela estava incomodada com uma das enfermeiras. Cushing acreditava que a mulher tinha um caso com o marido dela e queriam a deixar trancada dentro de casa. “Lembro-me de pensar que ela estava me mandando para ser trancada para poder ficar com meu marido”, contou ao veículo britânico, Daily Mail.

(Foto: Reprodução / Facebook)

Até mesmo enquanto Joshua dormia, ela precisava verificá-lo o tempo todo para saber se estava bem e confortável, e não descansava.  Cushing precisou se afastar por três meses da família para dar continuidade ao tratamento e estar bem o suficiente para voltar. Hoje ela se identifica como “mais forte e mais corajosa” do que nunca.

Quando ela chegou ao hospital pela primeira vez, contou que os momentos foram muito traumáticos: “Eles me colocaram em uma sala com uma janela para a sala dos funcionários, justamente para que pudessem me observar e eu pensei que estava nos Jogos Vorazes. Lembro-me de bater no copo ao lado, aterrorizada, achando que logo seria mandada a uma arena para ser sacrificada. Senti que tinha força sobre-humana e foram necessários vários membros da equipe para me conter. Tive que ser tranquilizada. Foi um caos”.

(Foto: Reprodução / Facebook)

Os pais de Joshua estavam ansiosos para o nascimento do filho, mas uma anormalidade foi detectada com 20 semanas, precisando induzir o parto em 6 de janeiro de 2016, com 40 semanas. “O nascimento foi um borrão. Eu tive que fechar meus olhos, como forma de lidar com a agonia. Foi torturante”, contou ao site. “Joshua teve que ser levado pelas enfermeiras para que pudessem cuidar dele porque eu não podia. Eu estava apenas paralisada e não sabia por onde começar”.

Depois de oito semanas em hospitais psiquiátricos, a mãe foi transferida para Winchester MBU, lugar em que passou um mês para reconstruir o vínculo com o filho. Quando recebeu alta, ela precisou lutar contra depressão, ansiedade e TOC. “Depois que recebi alta, senti que estava aprendendo a ser uma mãe nova com três meses de idade. Eu me sentia muito vigiada, como se ninguém confiasse em mim para ficar sozinha com o Josh”.

(Foto: Reprodução / Facebook)

“Sinto que, se eu consegui combater a psicose pós-parto, posso lutar contra qualquer coisa. Meu relacionamento com Joshua é incrivelmente especial. Ele é um pacote de energia.  Agora sinto que estou pronta para apoiar e ajudar os outros. Quero compartilhar minha história para aumentar a conscientização, mas também para que outras mães saibam que não estão sozinhas e que há uma luz no fim do túnel”.

Psicose pós-parto

(Foto: reprodução / Getty Images)

A psicose pós-parto pode acontecer com mulheres que têm um distúrbio bipolar ou histórico de psicose pós-parto. Segundo o Ministério da Saúde, os sintomas da psicose podem aparecer nas 3 primeiras semanas depois do nascimento e chega a ser mais grave que a depressão. Entre os sintomas, podemos listar:

– Sono perturbado, mesmo quando o bebê está dormindo

– Pensamento confuso e desorganizado

– Vontade extrema de fazer mal ao o bebê, a si mesma ou a qualquer pessoa

– Mudanças drásticas de humor e comportamento

– Alucinações, que podem ser visuais, auditivas ou olfativas

– Pensamentos delirantes e irreais

Homens também podem ter

Não são só as mulheres que podem desenvolver depressão pós-parto. Segundo uma pesquisa publicada na revista The Journal of American Medical Association, os pais podem sentir depressão pós-parto entre o terceiro e o sexto mês depois do nascimento. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2015, a condição já afetava 10,4 % dos pais.

A depressão pós-parto masculino é mais suscetível quando a/o parceira (o) também está sofrendo da condição, deixando o ambiente em casa instável, comprometendo o bem-estar do bebê.  Os sintomas são iguais aos das mulheres e o tratamento é com acompanhamento psicológico.

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia mais:

Depressão pós-parto: por que você não deve cuidar só do seu bebê depois do nascimento

Depressão pós-parto: nova lei exige exames em grávidas para evitar a doença

Alanis Morissette fala sobre terceira gravidez e depressão pós-parto


Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Foto: Reprodução/ Instagram

Bebês

Fernanda Paes Leme recusa visitas após o nascimento da filha: "Não consigo e não quero"

Pai de Davi - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Pai de Davi não concorda com posição do filho e decide ir morar com Mani

Imagem Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Família

Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Grávida, Virginia revela que não pode ter relações íntimas com o marido, Zé Felipe - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Grávida, Virginia revela que não pode ter relações íntimas com o marido, Zé Felipe

Viih Tube fala sobre segundo e terceiro filhos - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Viih Tube revela gravidez de segundo e adoção de terceiro filhos com Eliezer