Bebês

Mãe mostra que leite materno se adapta às necessidades da criança

O organismo adequou o leite para tentar aumentar a imunidade do bebê

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Americana mostra que leite muda com a saúde do bebê (Foto: Reprodução/ Facebook Mallory Smothers)

Americana mostra que leite muda com a saúde do bebê (Foto: Reprodução/ Facebook Mallory Smothers)

Uma mãe de Arkansas, nos Estados Unidos, chamada Mallory Smothers, postou em suas redes sociais uma foto com duas bolsas de leite de cores diferentes. A imagem chamou atenção dos internautas porque a diferença na tonalidade do leite está relacionada à saúde do bebê de Mallory. A mãe explicou que a primeira porção foi tirada de noite, antes de perceber que sua filha estava com sintomas de uma gripe. Mesmo doente, a menina conseguiu mamar durante toda a madrugada.

Leia mais:

5 coisas surpreendentes que podem afetar sua produção de leite materno

Anúncio

FECHAR

Leite materno pode deixar bebê mais inteligente

10 problemas e 10 soluções na hora de amamentar

No dia seguinte ao acordar, a mulher foi retirar leite novamente e percebeu a coloração amarelada e mais escura, parecido com o colostro – líquido produzido após o nascimento cheio de anticorpos, substâncias responsáveis pela defesa do recém-nascido.

“Olha como isso é impressionante”, escreveu Mallory Smothers na legenda da foto. A mãe conclui que seu organismo percebeu que a filha (que foi amamentada durante a noite) não estava com a saúde perfeita e adequou o leite para tentar aumentar a imunidade do bebê. “Incrível! O corpo humano nunca para de me surpreender”, finalizou.

Essa relação, constatada pela mãe americana, não é tão rara quanto se pensa e tem uma explicação científica. Um estudo da Universidade de Western, na Austrália, feito em 2013, aponta que o leite materno consegue se adaptar às necessidades do bebê. Isso acontece porque a amamentação diminui o tamanho dos ductos mamários (canal por onde sai o leite), fazendo com que um pouco de leite e, consequentemente, saliva do bebê voltem para o corpo da mãe.

10 preocupações com recém-nascidos

Quase tudo sobre amamentação

Por esta razão, os microorganismos transferidos para o peito da mãe, estimulam uma resposta organismo, que consegue detectar como está a saúde da criança. Assim, de acordo com a pesquisa, publicada no jornal científico Clinical & Translational Immunology, a taxa de leucócitos – substância que protege a criança de infecções – aumenta na composição do leite materno.

*Com informações da revista americana Popsugar