Bebês

Cintia Dicker comemora 2 meses da filha Aurora com Pedro Scooby

Cintia Dicker comemora 2 meses da filha Aurora com Pedro Scooby - Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Publicado em 26/02/2023, às 18h11 - Atualizado às 18h14 por Redação Pais&Filhos


Nesse domingo, dia 26 de fevereiro, a modelo Cintia Dicker postou um registro especial da filha, Aurora, usando vestido vermelho para celebrar o segundo mês de vida da menina, nos stories do seu Instagram. A bebê é fruto do relacionamento da mãe com Pedro Scooby. “Dois meses da bebezuka (sic)”, legendou ela.

Cintia Dicker comemora 2 meses da filha Aurora com Pedro Scooby (Foto: Reprodução/Instagram)

Aurora

Recentemente, a modelo Cintia Dicker revelou a condição que afetou sua filha, Aurora, fruto do relacionamento com Pedro Scooby. A bebê precisou passar quase três semanas internada após o nascimento, no final de dezembro, e foi submetida a três cirurgias até finalmente conseguir alta, no dia 10 de janeiro. Trata-se de uma malformação chamada gastrosquise, descoberta ainda na gestação, quando Cintia estava com 12 semanas de gravidez.

Considerada uma doença rara, atinge cerca de 1 criança a cada 10 mil nascimentos, sendo mais comum em mães jovens, menores de 20 anos, conforme explica Vitor Fitaroni Neves da Cunha, Cirurgião Pediátrico da Rede Meridional/Kora Saúde.

Doença rara da filha de Pedro Scooby e Cintia Dicker alerta para a importância do pré-natal no tratamento da gastrosquise (Foto: Reprodução/Instagram)

“A gastrosquise é uma malformação congênita localizada na parede abdominal do bebê ainda na barriga da mãe. O bebê apresenta um defeito à direita do cordão umbilical que pode expor o estômago, intestinos delgado e grosso, fígado, ovário e outros órgãos abdominais”, afirma.

O cirurgião pediátrico conta que apesar de não causar nenhum risco à gestante, a condição merece atenção, já que pode provocar desidratação, infecções, necrose e perda de parte do intestino. “Se não tratada de forma adequada pode levar ao óbito”, alerta.

Prevenção é no pré-natal

A prevenção acaba sendo feita de forma simples, por meio do pré-natal. No exame de ultrassonografia morfológica já é possível fazer o diagnóstico e preparar o tratamento do bebê.

“Algumas vezes, principalmente em mães que não fazem o pré-natal, a família só descobre no nascimento. Por isso, é recomendado que as mães façam o pré-natal completo, o que permite uma programação do parto em locais especializados, para melhorar o prognóstico do recém-nascido”, diz Cunha.

A condição não tem uma causa definida, mas há alguns estudos que relacionam o tabagismo e uso de drogas ilícitas durante a gestação a uma maior chance de gastrosquise. Porém, o fator mais comum relacionado a doença é a baixa idade materna (menor que 20 anos).

Tratamento cirúrgico

O tratamento da malformação é sempre cirúrgico, feito assim que o bebê nasce, por isso a importância de ter o diagnóstico antes. “É necessária a redução do conteúdo exteriorizado para dentro da cavidade abdominal. Às vezes essa redução é realizada em etapas”, explica o cirurgião pediátrico.

No caso de Cintia e Scooby, assim que souberam do diagnóstico da filha, decidiram que o parto seria no Brasil, onde se sentiriam mais seguros e teriam uma equipe médica disponível para cuidar da mãe e bebê.

O tratamento da gastrosquise é cirúrgico e é feito assim que o bebê nasce por uma equipe médica multidisciplinar (Foto: Shutterstock)

Em alguns hospitais, o procedimento é realizado através do método Simile-Exit, como aconteceu com Adriana Takata e Bruno Freitas, pais de um bebê com gastrosquise. “Pouco antes do parto a mãe recebeu um sedativo venoso que chegou a circulação fetal, nós retiramos o feto e mantivemos sua oxigenação pelo cordão umbilical que foi mantido ligado à placenta e pulsando durante todo o procedimento”, explica o especialista em medicina fetal Gregório Lorenzo Acácio, um dos coordenadores da Linha de Cuidados da Medicina Fetal do Sabará Hospital Infantil.

Assim, foi possível manter o bebê com leve sedação, diminuir a resistência abdominal e facilitar a reposição das alças intestinais. O parto teve duração habitual e o procedimento de correção demorou 25 minutos, além de contar com uma equipe completa de profissionais: obstetra, cirurgiões pediátricos, neonatologistas, anestesistas, etc. 

“Essa técnica traz benefícios para o bebê como a aleitamento materno mais precoce, menor tempo de internação e redução do uso de dieta parenteral”, explica as cirurgiãs pediátricas do Sabará Hospital Infantil, Natália Pagan e Fernanda Leão, responsáveis pelo procedimento.

Depois da cirurgia, é preciso um acompanhamento médico do bebê, já que a inserção dos órgãos pode causar repercussões fisiológicas importantes, afetando o funcionamento do intestino. Sendo assim, não é raro que bebês com gastrosquise tenham que ficar internados por semanas ou até meses para que os órgãos possam voltar a funcionar perfeitamente. 

Duas dicas de brinquedos incríveis para estimular coordenação motora e criatividade do seu filho


Leia também

Reprodução: Instagram

Família

Amanda Kimberlly se declara em primeira foto da filha no feed do Instagram

Amanda Kimberlly participou de reality show e namorou cantor famoso - (Foto: reprodução/X)

Família

Antes e depois de mãe da 3ª filha de Neymar surpreende: "Mudou o DNA"

Rafaella Santos afirma que não parou de seguir Bruna Biancardi nas redes sociais - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Irmã de Neymar se defende após ser acusada de deixar de seguir Bruna Biancardi no Instagram

Rafaella Santos deixa se seguir Bruna Biancardi - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Irmã de Neymar dá unfollow em Bruna Biancardi após compartilhar foto de filha de Amanda Kimberlly

(Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Neymar Jr mostra o rosto de filha com Amanda Kimberlly pela primeira vez

Neymar anuncia paternidade de Helena e Bruna Biancardi passa dia com amigas - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Bruna Biancardi aproveita "spa" no dia em que Neymar confirma paternidade da filha de Amanda Kimberlly

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

O menino de apenas dois anos aprendeu três idiomas - (Foto: Arquivo pessoal)

Família

Menino baiano que leu e escreveu com apenas 1 ano aprende inglês, russo e coreano aos 2 anos