Gravidez

São Paulo cria lei para alertar sobre a ingestão de álcool na gravidez

Campanhas educacionais e ações junto à rede pública de saúde serão realizadas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

O prefeito Fernando Haddad sancionou a lei que cria uma campanha permanente sobre a Síndrome Alcoólica Fetal (SAF), caracterizada pela ingestão de álcool durante a gravidez e considerada a causa mais comum de retardo mental infantil. Com a nova legislação, serão desenvolvidas medidas para conscientizar a população a respeito dos riscos do consumo de álcool nos nove meses em que o bebê se encontra no útero da mãe.

Isso significa que, a partir de agora, o governo da cidade de São Paulo pode reservar uma parte do orçamento para dedicar às ações contra a SAF. A própria rede pública de saúde, que conta com cerca de mil serviços, como as Unidades Básicas (UBS) e a Assistência Médica Ambulatorial (AMA), vai ser utilizada.

Assim, a ação incluirá, por exemplo, pendurar cartazes que falam sobre a Síndrome e as formas de prevenção. A ideia da lei surgiu na Sociedade de Pediatria de São Paulo e já foi batizada de #gravidezsemalcool.  Sem dúvidas, uma ótima iniciativa para o estado de São Paulo!

Anúncio

FECHAR

 Leia também:

Nem uma gota na gravidez!

Consumo de álcool na gestação pode virar crime no Reino Unido

5 preocupações comuns na gravidez – e o que você precisa saber sobre elas