Gravidez

5 sintomas de infertilidade que você nunca deve ignorar

Sinais que você não deve ignorar no seu corpo - Shutterstock
Shutterstock
Parents

Publicado em 11/09/2020, às 08h57 - Atualizado em 20/01/2021, às 08h19 por Helena Leite, filha de Luciana e Paulo


A regra geral se você tiver menos de 35 anos e quiser aumentar a família é tentar engravidar por um ano antes de consultar um especialista em fertilidade. Mas se você tiver qualquer um desses 5 sintomas, não espere tanto tempo – em vez disso, vale a pena marcar uma consulta com seu médico imediatamente.

Sinais que você não deve ignorar no seu corpo (Foto: Shutterstock)

O tratamento não apenas pode ajudá-la a engravidar mais rapidamente, mas também pode ajudar a detectar outros problemas de saúde potencialmente sérios mais cedo. A boa notícia é que a maioria dessas condições pode ser tratada com medicamentos ou cirurgia para que a gravidez possa finalmente acontecer de maneira tranquila!

Não menstruar

Depois de interromper o anticoncepcional, seu corpo pode levar alguns meses para se regular. Mas se você não menstruar depois de três meses, consulte um especialista. “A ausência de menstruação sugere que a mulher não está ovulando e tem poucas chances de engravidar sem assistência”, diz a Dra. Lorna Marshall, endocrinologista reprodutiva da Pacific NW Fertility, em Seattle, nos Estados Unidos. “Gostamos de intervir precocemente com medicamentos para estimular a ovulação”, acrescenta.

Isso pode ser tão simples quanto tomar uma pílula diária chamada para estimular a ovulação; se isso não funcionar, os próximos passos são medicamentos injetáveis, inseminação intrauterina (IUI) e fertilização in vitro (FIV).

Menstruação irregular

Se você não menstruar regularmente, talvez nunca saiba quando ou se vai ovular. “Ciclos que ocorrem esporadicamente são indicativos de um distúrbio subjacente relacionado à ovulação, o que pode tornar a concepção muito desafiadora”, explica Dra. Sheeva Talebian, endocrinologista reprodutiva da Reproductive Medicine Associates de Nova York, nos Estados Unidos. “As razões são semelhantes as de não menstruar: síndrome dos ovários policísticos (SOP), distúrbios da tireoide e amenorreia hipotalâmica”, ela diz. Nesses casos, é como se os sinais de envio de hormônio do cérebro estivessem desligados. Ciclos irregulares também podem ser um sinal de reserva ovariana diminuída causada por endometriose ou insuficiência ovariana precoce.

Alguns desses problemas podem ser resolvidos facilmente com medicamentos e cirurgias (Foto: Shutterstock)

Sangramento entre menstruações (os famosos “escapes”)

Geralmente, você só deve sangrar durante a menstruação. “O sangramento entre os ciclos ou após a relação sexual pode indicar um pólipo uterino ou mioma, ou uma lesão cervical”, diz o Dr. Talebian. Além da questão de engravidar, peça ao médico para verificar se não é algo mais sério como o câncer, embora raramente seja o caso.

Sangramento intenso durante a menstruação

Se você precisa trocar o absorvente a cada hora, libera coágulos de sangue maiores que o tamanho de uma moeda ou menstrua por mais de 7 dias, sua menstruação é anormalmente intensa.

“Isso pode ser um sinal de miomas uterinos”, diz Dra. Marcy F. Maguire, endocrinologista reprodutiva da Reproductive Medicine Associates de New Jersey, nos Estados Unidos. “Menstruações intensas também estão associadas a certos distúrbios de sangramento ou anormalidades endócrinas”. Os miomas podem ser reduzidos ou removidos se inibirem a gravidez, e as doenças podem ser tratadas com medicamentos.

Caso você sinta algum desses sintomas, procure seu médico o quanto antes, não espere completar um ano de tentativas de engravidar (Foto: Getty Images)

Dor pélvica – as cólicas menstruais intensas

Se você tiver cólicas menstruais muito fortes, dor durante o ciclo ou após o sexo, pode ser endometriose. “Com a endometriose, o tecido que deveria revestir a cavidade uterina é encontrado fora do útero na pelve”, diz Dr. Maguire. “A endometriose pode causar cicatrizes nas estruturas pélvicas, reduzindo a fertilidade e aumentando o risco de gravidez ectópica”. Além disso, o Dr. Marshall diz: “A endometriose pode diminuir o suprimento de óvulos da mulher, portanto, podemos recomendar uma avaliação e um tratamento mais rápido”.

Dor pélvica com febre e secreção anormal podem ser um sinal de infecção, que também pode causar cicatrizes. “A infecção pélvica coloca a mulher em risco significativo de bloqueio tubário”, diz o Dr. Marshall. “Um teste para ver se as trompas estão abertas deve ser feito logo após o casal começar a tentar a concepção”.


Leia também

Mãe de Neymar apaga foto com o neto por polêmica com Biancardi - Reprodução/ Instagram

Família

Mãe de Neymar apaga foto com Davi Lucca depois de polêmica com Mavie e Bruna Biancardi

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Modelo apontada como mãe de filha de Neymar rebate notícia pela primeira vez - (Foto: reprodução/Instagram)

Gravidez

Modelo que estaria grávida de Neymar quebra silêncio e fala pela primeira vez sobre boatos

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Família

"Sensação de alívio", diz mãe de criança abusada por marido de cantora gospel

Retrato de Kate Middleton e foto que foi usada de inspirição - Reprodução: Instagram

Família

Novo retrato real de Kate Middleton recebe chuva de críticas: "Horrível e desrespeitoso"

Foto: Arquivo Pessoal

Família

Jovem trans engravida e vira pai solo: "Não era muito respeitado"

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Poliana Rocha explica motivo de ter feito quarto só para filhas de Zé Felipe em mansão

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Família

Doações para o Rio Grande do Sul: veja onde e como doar às vítimas de forma segura