Família

Uma a cada 16 crianças nascidas no Brasil são registradas sem o nome do pai na certidão

Getty Images
Getty Images

Publicado em 30/08/2020, às 12h41 por Jennifer Detlinger, Editora-chefe | Filha de Lucila e Paulo


Um levantamento feito pela Associação Nacional dos Registradores Civis de Pessoas Naturais (Arpen), mostrou que, só neste ano, 6,31% das crianças nascidas no Brasil não foram registradas com o nome do progenitor na certidão de nascimento.

Durante o primeiro semestre de 2020, foram registrados 1.280.514 nascimentos de crianças brasileiras em Cartórios de Registro Civil. Desse total, 80.904 têm apenas o nome de suas mães nas certidões de nascimento. Os dados são da Central Nacional de Informações do Registro Civil (CRC Nacional), plataforma de dados administrada pela Arpen-Brasil.

Ainda de acordo com a Arpen Brasil, no ano de 2019, essa taxa também ficou em torno de 6%. Em 2018, foi um pouco mais baixa, de 5,74%, mas ainda nessa faixa.

Presença dos pais

A cada ano, no Brasil, cerca de 6% das crianças que nascem, não têm o nome do pai. Esses dados mostram que apesar do movimento pela paternidade ativa tenha ganhado força nos últimos anos, ainda estamos muito longe de atingir esse ideal entre as famílias brasileiras. E os números falam apenas dos pais que não registram os filhos. Ainda é preciso lidar com os homens que registram os filhos, mas, na prática, deixam a criação inteira a cargo da mãe.

(Foto: Getty Images)

Donas dos lares

As famílias no Brasil são cada vez mais chefiadas por mulheres. Solteiras, casadas, divorciadas ou viúvas, elas demonstram a força da presença feminina e da ausência paterna na educação dos filhos. Prova disso é que, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) as brasileiras empregadas dedicam mais tempo aos cuidados de casa do que os homens desempregados.

O número de famílias chefiadas por mulheres mais que dobrou em quinze anos. Segundo um estudo feito pelos demógrafos Suzana Cavenaghi e José Eustáquio Diniz Alves, coordenado pela Escola Nacional de Seguros, a porcentagem de mulheres que tomam as principais decisões saltou de 14,1 milhões, em 2001, para 28,9 milhões, em 2015.


Palavras-chave

Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Sabrina Sato compartilha momentos da viagem para Paris com Zoe, Nicolas Prattes e família do ator - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Sabrina Sato se declara para Nicolas Prattes após Duda Nagle anunciar separação

Isis Valverde - (Foto: Reprodução/Instagram)

Gravidez

Isis Valverde posta foto grávida ao lado de amiga e faz declaração: "Alegria transborda"

Gêmeas siamesas falam sobre relacionamento - (Foto: reprodução/TikTok)

Família

Gêmeas siamesas falam sobre relações íntimas após uma assumir namoro

Viih Tube comenta que não fará festão para segundo filho - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Viih Tube fala sobre trauma após confusão na festa de filha: "Seu irmão vai ser só um bolinho"

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

Wagner Moura com a esposa Sandra Delgado e o primogênito Bem - Reprodução/Caras

Família

Foto raríssima: Wagner Moura pousa com filho e esposa depois de ser premiado