Família

Segurança digital: 9 em 10 crianças não contam aos pais situações negativas que passaram online

24% das crianças passaram por situações negativas online durante a quarentena - Getty Images
Getty Images

Publicado em 13/10/2020, às 09h00 por Letícia Mutchnik, filha de Sofia e Christiano


É inegável que com a quarentena o tempo de tela dos pequenos aumentou significativamente e por isso é mais do que necessário um diálogo aberto entre os pais e filhos sobre segurança digital. Segundo uma pesquisa recente da Avast, um quarto das crianças menores de 12 anos (24%) admitiu que está tendo experiências online negativas durante o isolamento social. Sendo que a maioria delas assumiram ter recebido mensagens desagradáveis e conteúdos impróprios e não desejados.

Não só, mas 54% dos menores foram contatados por estranhos, 66% baixaram um vírus acidentalmente no aparelho e 45% receberam uma chamada desagradável por vídeo. Infelizmente, apesar de 66% dos pais terem dito que atualmente estão tendo um diálogo maior em relação à segurança digital com os filhos, 9 em cada 10 crianças disseram não ter confiança em contar aos pais os ocorridos.

Os pequenos também explicaram o porquê de não conversar abertamente sobre o assunto com os responsáveis, onde 2% disseram que tem medo de colocar os amigos em confusão, 10% se sentiam envergonhadas ou assustadas (19%) e 12% não queria perder o acesso ao smartphone,tablet e computador. Outros 9% disseram que não achavam a situação grave o suficiente para relatar aos pais.

André Munhoz, Country Manager da Avast no Brasil afirmou: “Incentivar as crianças a se tornarem adeptas do digital desde cedo é fundamental, e isso inclui aprender comportamentos online seguros. Com algumas estratégias simples em vigor, acreditamos que os pais podem incentivar uma experiência positiva no universo digital para os seus filhos de uma forma segura e protegida”.

Hoje é mais do que necessária uma conversa sobre segurança digital com os pequenos (Foto: Getty Images)

“Os pais devem manter uma conversa aberta com os seus filhos e verificar suas atividades digitais da mesma forma que perguntariam sobre como foi o dia na escola, envolvendo-se com eles para entender as atividades online de que gostam regularmente, como conteúdos, jogos e redes sociais. É importante balancear a preocupação dos pais com o ensino de hábitos online adequados, escolhas inteligentes e comunicação familiar contínua”, adicionou Munhoz.

Dicas para conversar sobre isso com as crianças

Para que os pequenos tenham a confiança de contar com os pais para tudo, reunimos algumas dicas de como tornar esse momento mais frutífero para a família.

  • Mostre para a criança que ela não está sendo punida, mas sim protegida. Chegando em acordos com ela de como resolver a situação e não decisões já tomadas. Além de ficar calmo e acessível, porque se ela achar que você está com raiva a chance dela contar algo à você é muito menor.
  • Fique atualizado sobre o mundo digital infantil. Você deve saber o que as crianças têm assistido em 2020, quais aplicativos elas estão usando, quais mídias sociais elas se interessam e o que elas gostam de ver online.
  • Saiba que o caminho é longo. A jornada das crianças na internet é como uma viagem de trem, rápida e cheia de paradas. Dessa maneira, por mais que eles saibam se deslocar na rede, os pequenos ainda não tem inteligência emocional para lidar com os problemas de todas as paradas e os pais têm que estar sempre presentes conforme o uso tecnológico dos filhos evolui.

O Prime Day da Amazon está chegando! Nos dias 13 e 14 de outubro, você terá descontos incríveis em todas as categorias do site da Amazon. Confira as ofertas AQUI! As promoções são exclusivas para membros Prime, então se você ainda não é assinante, aproveite para fazer sua inscrição CLICANDO AQUI. A assinatura é de apenas R$ 9,90 por mês e, além de promoções especiais, você tem acesso a filmes, séries e desenhos animados, e direito a frete grátis nas compras do site.


Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

(Foto: Reprodução/Redes sociais)

Família

Mani recebe recado de Yasmin Brunet após anunciar fim da relação com Davi

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Gracyanne Barbosa, Belo e Gilson Oliveira - (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Família

Personal de Gracyanne Barbosa apontado como pivô da separação engravidou aluna da academia

Os nomes japoneses femininos são lindos, fortes e possuem significados encantadores - Getty Images

Bebês

Nomes japoneses femininos: 304 opções lindas para você conhecer

Essa lista vai te ajudar a escolher o nome ideal para o seu bebê se você adora a letra “A” - Shutterstock

Bebês

48 nomes de bebês para meninos e meninas com a letra ‘A’

A bartolinite é uma infecção que ocorre nos cistos de Bartholin, causando uma inflamação na região da vagina - Freepik

Família

Bartolinite: o que é a bola inchada na vagina e como tratar a infecção