Família

Pais com 3 ou mais filhos são os mais dispostos a sair do home office, aponta pesquisa

A pesquisa foi feita no Reino Unido - Getty Images
Getty Images

Publicado em 11/11/2020, às 13h03 - Atualizado às 13h48 por Helena Leite, filha de Luciana e Paulo


A pandemia de coronavírus veio para mudar completamente a rotina de muitas famílias ao redor do mundo. Ficar em casa com os filhos pode ser muito benéfico, mas também traz uma série de preocupações e dificuldades: não é nada fácil conciliar o home office com as aulas online, as tarefas da casa e ainda ter um tempo para relaxar. Pensando nessas mudanças e prós e contras, a equipe da YouGov fez a mesma pergunta a várias pessoas do Reino Unido: você gostaria de voltar a trabalhar presencialmente?

A pesquisa foi feita no Reino Unido (Foto: Getty Images)

A pesquisa descobriu que apenas 7% dos britânicos gostariam de voltar ao trabalho presencial em tempo integral depois que as restrições ao coronavírus forem suspensas. Metade dos entrevistados falaram que ficariam felizes em trabalhar presencialmente todos os dias (18%) ou a maioria dos dias (32%). O restante afirmou que gostaria de seguir com o trabalho remoto todos os dias.

O estudo também quis entender como funcionava a questão entre diferentes pessoas. Foi descoberto que  49% dos homens estavam dispostos a voltar ao escritório em algum grau, em comparação com 44% das mulheres. Curiosamente, o grupo que mais desejava voltar ao escritório era aquele com três ou mais filhos, 11%.  Apenas 13% dos entrevistados na pesquisa, encomendada por Locatee — um grupo de análise de local de trabalho —, admitiram que podiam gerenciar e treinar equipes com a mesma eficácia que no escritório.

Para a pesquisa, foram ouvidas 4.373 pessoas. “A pesquisa mostra que há um claro apetite para os trabalhadores de escritório no Reino Unido manterem a opção de trabalho remoto”, disse Thomas Kessler, da Locatee, ao Times.

Sem pirar! 10 dicas para conciliar o home office com as crianças

A pesquisa foi respondida pelos pais (Foto: Getty Images)

1 – Explique o porquê da mudança

As crianças estão acostumadas com a rotina escolar, e uma quebra no cronograma pode causar confusão. Explique a situação atual e o porquê de estar trabalhando em casa. Tenha uma conversa franca, mas que considere a maturidade para receber as informações. Explique sobre os riscos e o que tem sido feito para garantir o cuidado e a segurança de todos. E mais importante: reforce a importância de manter a rotina de estudos, cuidados pessoais e lazer.

2 – Tenha um local de trabalho definido

Não é preciso ter um escritório em casa, basta que seja um espaço funcional. Vale um cantinho na sala, uma escrivaninha, ou até mesmo a mesa de jantar, contanto que seja um ambiente onde haverá o mínimo possível de interrupções. Garanta que o local esteja organizado, para que você possa se concentrar e manter a produtividade. Deixe claro para os filhos que ali é o seu ambiente de trabalho. Vale até manter acordos com os pequenos: uma vez que você esteja no cantinho do trabalho, não vale interromper.

3 – Organize os horários

Defina o horário de início e término de trabalho, assim como os intervalos e pausa para o almoço. Use esses intervalos para estreitar o vínculo familiar: almocem juntos, contem histórias, façam planos, brinquem e dividam as experiências.

4 – Crie períodos para as atividades

Faça as atividades mais leves do trabalho enquanto auxilia os filhos nas aulas online. Depois, programe brincadeiras para que as crianças fiquem ocupadas enquanto você estiver trabalhando em algo que demande concentração integral. Aposte em quebra-cabeças, pinturas, massinhas, filmes e livros.

5 – Mantenha a rotina

Vale ressaltar: home office não é férias e não é sinônimo de improdutividade ou dispersão. Para isso, manter a rotina é essencial: acorde no horário de costume, tome um banho, tire o pijama e adiante as tarefas domésticas. Inicie o expediente e vá adaptando conforme possível, organizando uma agenda que seja possível de ser cumprida.

6 – Crie uma comunicação não verbal

Junto com as crianças, invente sinalizações para se comunicar com eles em casos em que não puder falar. Como, por exemplo, durante uma reunião ou uma ligação de telefone. Por si só, o ato já se torna uma brincadeira.

7 – Tenha paciência

Lembre-se sempre de que crianças são crianças, e nem sempre elas vão entender a situação. Algumas vezes vão chorar, pedir atenção e questionar tudo o que está acontecendo. O momento também é difícil para elas e as reações a essa nova realidade podem ser muito diversas. Sempre ajuda ser franca e direta: explique da melhor forma a importância do seu trabalho, do cumprimento das tarefas e da importância de que haja cooperação entre todos.

8 – Concentre-se no presente e no que está sob o seu controle

Vai ser difícil, mas tente não se preocupar com o futuro e com aquilo você não pode resolver. Há muitos problemas e desafios acontecendo, mas, acredite, se preocupar com tudo no mundo não resolve e só trará ansiedade e pânico para você.

9 – Crie metas atingíveis

Se organize com as metas diárias que possam ser cumpridas. Estar em casa traz a tentação de trabalhar mais, contudo, é importante cumprir com uma agendapossível e não tentar “abraçar o mundo”.

10 – E o mais importante: não se culpe

Não se culpe se não conseguiu ser tão produtiva o quanto desejava, aproveite o privilégio e o tempo que está em casa e estreite os laços familiares. É um momento de adaptação e está tudo bem se as coisas não saírem como desejado, esperado ou necessário. Pare, respire e comece novamente.

Seminário Internacional Pais&Filhos

O 10º Seminário Internacional Pais&Filhos – Quem Ama Cria está chegando! Ele vai acontecer no dia 1 de dezembro, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar do sorteio e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!


Leia também

Mãe de Neymar apaga foto com o neto por polêmica com Biancardi - Reprodução/ Instagram

Família

Mãe de Neymar apaga foto com Davi Lucca depois de polêmica com Mavie e Bruna Biancardi

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Os nomes japoneses femininos são lindos, fortes e possuem significados encantadores - Getty Images

Bebês

Nomes japoneses femininos: 304 opções lindas para você conhecer

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Família

Doações para o Rio Grande do Sul: veja onde e como doar às vítimas de forma segura

Samsung Galaxy S23 - Divulgação

Aparelho top

Ofertas do dia: até 43% de desconto no Samsung Galaxy S23

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

A bartolinite é uma infecção que ocorre nos cistos de Bartholin, causando uma inflamação na região da vagina - Freepik

Família

Bartolinite: o que é a bola inchada na vagina e como tratar a infecção

Tatuagem para filho com desenho de mãe, criança e flores - Pinterest

Família

20 fotos de tatuagem para filhos que vão te inspirar a fazer uma homenagem