Família

Nova variante do coronavírus pode ser mais grave e espalhar facilmente? Veja o que sabemos até agora

Entenda o que é a nova variante e quais são os impactos - Getty Images
Getty Images

Publicado em 12/01/2021, às 09h07 por Cinthia Jardim, filha de Luzinete e Marco


Descoberta em setembro de 2020, a nova variante do coronavírustem se espalhado rapidamente ao redor do mundo. Em dezembro, os primeiros casos foram identificados no Brasil, deixando as autoridades sanitárias em alerta. Até o momento, 30 países já têm a mutação identificada.

Entenda o que é a nova variante e quais são os impactos (Foto: Getty Images)

A variante, conhecida como B.1.1.7 teve seu genoma mapeado, chegando ao resultado de 23 mutações. Segundo o Imperial College, de Londres, na Inglaterra, isso pode significar uma capacidade de 50% a 70% de maior transmissibilidade. Vale lembrar que ainda não existem dados científicos que comprovem uma maior gravidade do vírus.

Com a chegada da variante no Brasil, os cuidados e medidas de segurança devem ser redobrados apesar do baixo número de casos identificados. A transmissão do vírus ocorre da mesma forma: por gotículas de saliva, ou partículas suspensas no ar. Por isso, as autoridades de saúde reforçam a necessidade do uso de máscaras, distanciamento social e lavagem das mãos com frequência.

Para tirar as principais dúvidas sobre o assunto, conversamos com a Dra. Elisa Miranda Aires, infectologista da DaVita Serviços Médicos e o Dr. Paulo Telles, pediatra, pai de Leo e Nina, esclarecendo o que é a nova variante do coronavírus, além de explicar algumas particularidades do problema.

A nova variante

Também conhecida como cepa, a nova variante da Covid-19significa que o vírus passou por modificações ao longo do ano, sofrendo modificações no seu material genético e mutações que geram variantes ou cepas do mesmo vírus. “A maioria das mutações no genoma do SARS-CoV-2 não tem impacto na função viral. Porém, certas variantes tem ganhado grande atenção por causa de sua rápida emergência dentro das populações e maior potencial para transmissão ou implicações clinicas”, explica a infectologista. Até o momento, a variante mais conhecida é a linhagem B.1.1.7. Apesar de uma possível maior transmissibilidade, não se pode afirmar o mesmo sobre a gravidade, hospitalização, mortalidade ou ainda potencial de reinfecção com as cepas.

A nova variante do coronavírus surgiu em setembro de 2020 no Reino Unido (Foto: Unsplash)

Transmissibilidade

Sobre a transmissibilidade da nova variante, a infectologistaexplica que as características do problema, por ter se espalhado rapidamente nos locais onde foi identificado, pode sugerir a questão. “Isso significa que em um curto período, os pacientes com diagnóstico de infecção pelo novo coronavírus nessas regiões apresentavam em sua maioria essas cepas detectadas”, comenta. Vale lembrar que ainda será necessário estudos e análises científicas para que seja feita a confirmação.

Sintomas

Apesar da nova variante não ter apresentado novos sintomas, pessoas com casos confirmados no Brasiltiveram dor de cabeça, tosse, dor de garganta, mal estar e perda do paladar. Ainda é necessário mais estudos para analisar se existem outros sintomas da doença.

Novos protocolos de saúde serão necessários?

Segundo os especialistas, todos os protocolos precisam ser seguidos e mantidos, como manter o distanciamento, a lavagem das mãos e ainda o uso de álcool gele máscara.  “No entanto, se a capacidade de transmissão maior for realmente uma característica, protocolos mais rígidos de contenção da transmissão podem ser adotados, à exemplo do que vem acontecendo em outros países como na Inglaterra”, destacou a Dra. Elisa Miranda.

A eficácia das vacinas pode ser afetadas pelas variantes do coronavírus?

Até o momento, não existem evidências concretas que afirmem qualquer tipo de prejuízo às vacinas em relação às variantes. Caso isso aconteça, o problema pode ser resolvido: “Essa é uma matéria em constante vigilância. Felizmente, caso surjam mutações que comprometam a eficácia das atuais vacinas existentes, os laboratórios possuem mecanismos para alterar a composição vacinal rapidamente que podem ajudar a contornar esse problema”, define.


Leia também

Amanda Kimberlly participou de reality show e namorou cantor famoso - (Foto: reprodução/X)

Família

Antes e depois de mãe da 3ª filha de Neymar surpreende: "Mudou o DNA"

Amanda Kimberlly postou um novo vídeo com Helena e encantou os seguidores - (Foto: Reprodução/ Instagram)

Família

Amanda Kimberlly posta novo vídeo com terceira filha de Neymar: “As caretinhas”

Imagem Fernanda Lima faz revelação: “Depois de 17 anos juntos, resolvemos abrir a relação”

Família

Fernanda Lima faz revelação: “Depois de 17 anos juntos, resolvemos abrir a relação”

Rafaella Santos afirma que não parou de seguir Bruna Biancardi nas redes sociais - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Irmã de Neymar se defende após ser acusada de deixar de seguir Bruna Biancardi no Instagram

Rafaella Santos deixa se seguir Bruna Biancardi - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Irmã de Neymar dá unfollow em Bruna Biancardi após compartilhar foto de filha de Amanda Kimberlly

O casal reatou o relacionamento no início deste ano - (Foto: Reprodução/ Instagram)

Família

Jade Magalhães dá detalhes de chá revelação do primeiro filho com Luan Santana

Neymar anuncia paternidade de Helena e Bruna Biancardi passa dia com amigas - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Bruna Biancardi aproveita "spa" no dia em que Neymar confirma paternidade da filha de Amanda Kimberlly

Ticiane Pinheiro apareceu de surpresa em Miami para prestigiar a filha - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Rafa Justus ganha surpresa de Ticiane Pinheiro em aniversário de 15 anos nos EUA