Família

Menino autista tem plano de saúde cancelado por operadora e mãe desabafa: “Não geramos lucro pra eles”

A criança depende do seguro saúde para a realização de terapias especializadas - Reprodução/ Freepik
Reprodução/ Freepik

Publicado em 04/07/2023, às 13h13 por Sophia Dolores, filha de Lucineia e Nilo Júnior


Daiana Campos, de 46 anos, é assistente de conformidade e mãe de Arthur, um menino de oito anos que além de autista, tem síndrome de Down. Daiana está enfrentando uma árdua batalha contra um empresa de seguro-saúde, isso porque no mês passado, a mãe recebeu um comunicado dizendo que sua apólice seria cancelada sem maiores explicações. “Me senti, na verdade, sem chão”, desabafa Daiana para o CartaCapital.

A criança depende do seguro saúde para a realização de terapias especializadas (Foto: Reprodução/ Freepik)

Daiana, infelizmente, não é a única mãeque enfrenta as medidas estabelecidas pelas operadoras, mas a assistente faz parte de um grupo de centenas de famílias que estão sendo surpreendidas pela suspensão dos planos de saúde com avisos de rescisões unilaterais de contratos. Mas sem maiores coincidências, o ponto em comum que une essas famílias é que em todas elas possuem algum familiar que faz tratamento para autismoou doenças graves que demandam de muitas formas de terapias e tratamentos, como o câncer.

Daiana criou um abaixo-assinado para protestar contra a situação na plataforma Change.org, e a petição já ultrapassa mais de 43 mil assinaturas. “Somos um tipo de cliente que eles não querem, pois não geramos lucro para as operadoras”, desabafa a assistente. A mãe de Arthur decidiu lançar a mobilização contra os planos de saúde após tomar conhecimento, graças a sua advogada, que os cancelamentos estão ocorrendo em massa no Brasil. Somente no estado de São Paulo, a Assembleia Legislativa recebeu mais de 200 denúncias de rescisões unilaterais sem avisos prévios e maiores explicações.

Daiana, mãe de Arthur, diz que não vai aceitar essa imposição calada (Foto: Reprodução/ Facebook)

“Isso me despertou uma vontade de gritar e mostrar para esses planos e seguros que se pensam que a gente vai receber essas imposições deles, ficar calados e aceitar sem lutar pelo que é de direito dos nossos filhos, de forma alguma”, declara a mãe de Arthur em entrevista sobre sua motivação para lançar o abaixo-assinado, que segue em ritmo de crescimento na internet.

“Resolvemos nos apertar de tudo e dar prioridade para a saúde”, explica Daiana sobre a escolha de manter os altos pagamentos do seguro-saúde mesmo perdendo o emprego durante a pandemia. “Hoje já estou trabalhando, mas me reerguendo, e é bem oneroso esse valor, mas não deixo de pagar, pois meu filho precisa, é o futuro dele que está em jogo.”

Daiana faz parte de um grupo de centenas de famílias que estão sendo surpreendidas pelas operadoras de seus planos de saúde com avisos de rescisão unilateral de contratos (Foto: Reprodução/ Freepik)

Devido à condição de autismo combinado com síndrome de Down e TDAH,Arthur não fala, ainda usa fraldas e possui sérios problemas comportamentais. Além das terapias, ele depende do seguro-saúde para realizar exames de rotina e passar por consultas com a pediatra e com outras especialidades médicas a cada seis meses ou em intervalos de no máximo, um ano.

O abaixo-assinado de Daiana também acionou a empresa do seguro-saúde da família para obter uma resposta sobre o cancelamento. Por meio de nota, a empresa do plano de saúde informou apenas que “não rescinde contratos por qualquer motivação relacionada às coberturas contratadas e em desacordo com as condições contratuais pactuadas entre as partes.”

“Nossos filhos não são são deficientes, e sim a sociedade em que vivemos. A sociedade não está preparada para a diversidade das pessoas, pois há muito ainda para se trabalhar para ainclusão de fato. A sociedade deveria ser mais empática. Às vezes parece que pedimos demais, mas não, só quem sente na pele sabe que é uma luta diária para tudo”, desabafa Daiana. A mãe de Arthur e criadora do abaixo-assinado ainda aguarda uma formalização da operadora sobre a suspensão do cancelamento.

Veja também: De pecinha em pecinha

Olha só esse novo produto da linha TUDO da Ri Happy que chegou aqui na redação! Da coleção “Monumentos”, qualquer pessoa pode construir todo o sambódromo carioca Marquês de Sapucaí. Perfeito para brincar de arquiteto, engenheiro ou para ter aquela sensação de dever cumprido.


Leia também

Mãe de Neymar apaga foto com o neto por polêmica com Biancardi - Reprodução/ Instagram

Família

Mãe de Neymar apaga foto com Davi Lucca depois de polêmica com Mavie e Bruna Biancardi

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Modelo apontada como mãe de filha de Neymar rebate notícia pela primeira vez - (Foto: reprodução/Instagram)

Gravidez

Modelo que estaria grávida de Neymar quebra silêncio e fala pela primeira vez sobre boatos

Retrato de Kate Middleton e foto que foi usada de inspirição - Reprodução: Instagram

Família

Novo retrato real de Kate Middleton recebe chuva de críticas: "Horrível e desrespeitoso"

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Família

"Sensação de alívio", diz mãe de criança abusada por marido de cantora gospel

Foto: Arquivo Pessoal

Família

Jovem trans engravida e vira pai solo: "Não era muito respeitado"

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Poliana Rocha explica motivo de ter feito quarto só para filhas de Zé Felipe em mansão

O momento da escolha do nome é superespecial e deve ser vivido com muito carinho pela família - Getty Images

Bebês

210 nomes masculinos para bebês: ideias fortes (e lindas!) para você chamar o seu filho