Família

Menina morre após participar do “Desafio do Apagão” no TikTok

Saiba quais são os cuidados para seu filhos usar o TikTok com segurança - Getty Images
Getty Images

Publicado em 18/01/2023, às 07h21 - Atualizado em 19/01/2023, às 09h15 por Marina Teodoro, Editora de digital | Filha de Ana Paula e Gilberto


Uma menina de 12 anos morreu ao participar do “desafio do apagão”, prática que viralizou no TikTok e outras redes sociais e tem sido replicada por crianças e adolescentes no mundo todo. O caso aconteceu na Argentina, na última sexta-feira (13), em Capitán Bermúdez, na província de Santa Fé.

O desafio consiste em exigir que participantes prendam a respiração pelo tempo que conseguir, até ocorrer um desmaio. Algumas crianças acabam usando um cinto ou cadarço para provocar a perda de consciência. E essa não é a primeira vez que a prática resulta em morte: outros adolescentes também faleceram no Chile e na Itália nos últimos dois anos.

Menino usando celular
Saiba quais são os cuidados para seu filhos usar o TikTok com segurança (Foto: Getty Images)

A menina argentina se chamava Milagros Soto, e sua tia, Lali, fez um desabafo no Facebook compartilhando o caso para conscientizar outras famílias. “Vou divulgar o que estou vivendo. Essa é Milagros, minha sobrinha que perdeu a vida hoje fazendo um desafio do TikTok”, escreveu ela.

O caso está sendo investigado pelo Ministério Público de Acusação argentino e, segundo o órgão, o desafio mortal ainda pede que a pessoa transmita ao vivo sua prática para conseguir “avançar no jogo”. “Nesse caso, não deu certo e a menor morreu na tentativa”, afirmou um porta-voz ao jornal argentino La Nación.

Em nota, o TikTok informou: “Sentimos muito pela trágica perda desta família. A segurança da nossa comunidade é prioridade e levamos muito a sério qualquer ocorrência sobre um desafio perigoso. Conteúdos dessa natureza são proibidos em nossa plataforma e serão removidos caso sejam encontrados.”

A plataforma ainda afirmou que o Desafio do Apagão é anterior ao TikTok, segundo mostra o relatório do CDC de 2008, e “nunca encontramos nenhuma evidência desse tipo de tendência de conteúdo em nossa plataforma”. Além disso, o app possui guias parentais para ajudar os pais a conhecer as ferramentas, como o emparelhamento familiar e dicas para um uso responsável da plataforma.

Cuidados com seu filho

A Pais&Filhos conversou com especialistas para te ajudar a saber o que fazer com seu filho em relação ao uso das redes sociais e os perigos que elas oferecem. O TikTok tem se tornado febre entre as crianças, principalmente porque é uma plataforma que permite que os usuários criem vídeos curtos e bem-humorados. Mas, em contrapartida, alguns desafios se mostram muito perigosos. O que nos faz pensar se realmente existe um meio termo.

Domingos Fernandes, psicólogo membro da Doctoralia e pai da Amanda, explica: “Falar em equilíbrio sem circunscrever e especificar faixas etárias não é prudente, porém, numa resposta rápida e direta, sim, é possível estabelecer um ponto médio para a experimentação da maior parte das vivências humanas”.

O especialista ainda explica que o protocolo mais completo é o diálogo, ou seja, explicar com cuidado e atenção ao seu filho os riscos, além de ter argumentos embasados para mostrar que os cuidados são extremamente necessários. “A criança precisa ser consciente que os pais não são restritores e arbitrários, mas adultos que se importam, e que apenas querem favorecer a experiência dentro dos limites da segurança”, orienta.

Por outro lado, Fernandes adianta que é crucial que os pais se informem e saibam como conduzir esse acesso, com critérios de proteção e supervisão, e que o acesso dos filhos às redes sociais sozinhos jamais seja por um tempo superior a alguns minutos.

Há softwares que bloqueiam acessos indesejados, e que garantem um registro do que tem sido visitado, para que a criança não seja vítima, seja de um crime, como um aliciador, ou de um acesso inadvertido a perfis que não sejam adequados para sua faixa etária.

É importante reforçar que a plataforma TikTok restringe o acesso abaixo dos 13 anos e garante que não está direcionada para crianças. Nos termos de uso, a empresa ainda explica que menores de 18 anos só podem usar e registrar uma conta mediante a assistência de seus pais ou responsáveis ​​legais.

Confira tudo o que rolou no 14º Seminário Internacional Pais&Filhos


Leia também

Mãe de Neymar apaga foto com o neto por polêmica com Biancardi - Reprodução/ Instagram

Família

Mãe de Neymar apaga foto com Davi Lucca depois de polêmica com Mavie e Bruna Biancardi

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Samsung Galaxy S23 - Divulgação

Aparelho top

Ofertas do dia: até 43% de desconto no Samsung Galaxy S23

Foto: Arquivo Pessoal

Família

Bebê de 1 ano m0rre após descaso médico: "Tentei esquentar o corpo do meu filho morto"

Jojo mostra preparação do quarto de filho adotivo - Reprodução/Instagram

Família

Jojo Todynho mostra quarto do filho que será adotado em Angola

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Família

Doações para o Rio Grande do Sul: veja onde e como doar às vítimas de forma segura

Isis Valverde e seu filho Rael - Foto: Reprodução/Instagram

Família

Isis Valverde faz desabafo emocionante: "Sei que não sou boa mãe"

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar