Família

Fernanda Gentil faz desabafo sobre tratamento para Paralisia de Bell: "Perdão a cena"

Fernanda Gentil posta stories da fisioterapia facial para tratar Paralisia de Bell - (Foto: reprodução/Instagram)
(Foto: reprodução/Instagram)

Publicado em 01/03/2024, às 11h22 por Yulia Serra, Editora | Filha de Suzimar e Leopoldo


Fernanda Gentil mostrou como funciona o tratamento da Paralisia de Bell, após ser diagnosticada com a condição e compartilhar com os seguidores nas redes sociais com o objetivo de informar e alertar. 

Em uma sequência de stories, ela mostrou desde o primeiro sinal até procurar ajuda e de fato receber o diagnóstico. Nesta quinta-feira, 29 de fevereiro, ela explicou: "Agora, preciso continuar com a fisioterapia com muita disciplina três vezes na semana para não ficar com nenhuma sequela". 

Fernanda Gentil
Fernanda Gentil é diagnosticada com Paralisia de Bell (Foto: Reprodução/YouTube)

"Nas sessões, ela vai 'soltando' nervo por nervo do rosto, já que a paralisia acontece justamente por causa da inflamação desses nervos", complementou e ainda seguiu: "Esse de dentro da boca dói pra c#@%/". 

A apresentadora gravou vários momentos da fisioterapia e reforçou: "Perdão a cena, sei que não é bonita, mas não é hora de pensar em ser bonita, e sim saudável. Cuidem-se". 

Canal da Pais&Filhos no WhatsApp

Quer receber as principais notícias da Pais&Filhos diretamente no seu WhatsApp? É muito fácil: basta clicar AQUI para seguir o canal. Não esqueça de ativar as notificações para não perder nenhum conteúdo por lá, ok?

Fernanda Gentil Paralisia de Bell
Fernanda Gentil mostra tratamento para Paralisia de Bell (Foto: reprodução/Instagram)

Fernanda Gentil está com Paralisia de Bell

Fernanda Gentil, no dia 27 de fevereiro, contou que foi diagnosticada com paralisia de Bell e aproveitou para fazer um alerta aos internautas por meio de suas redes sociais. A jornalista publicou um vídeo onde diz que os sintomas começaram logo após o Carnaval, e só percebeu que as funções motoras do rosto não estavam funcionando normalmente ao mandar beijos para o filho.

Ela conta que percebeu que a boca estava um pouco dormente quando foi abraçar e beijar o filho, mas esqueceu o assunto. No entanto, no dia seguinte ao mandar beijos para o menino enquanto saia para trabalhar, ela notou que a questão era séria. "Comecei a mandar vários beijos e não saia, a boca não firmava, sabe?", relatou em vídeo.

Apesar de parecer algo raro, estima-se que cerca de 80 mil brasileiros por ano enfrentam essa paralisia. Segundo o Dr. José Ricardo Gurgel Testa, otorrinolaringologista do Hospital Paulista, mesmo sendo assustadores, na maioria das vezes esses casos são reversíveis. Por isso é recomendado ir imediatamente ao hospital, para obter um rápido diagnóstico.

O que é e quais são os sintomas?

De acordo com o especialista, a paralisia de Bell é uma alteração que está diretamente associada à inflamação ou inchaço do nervo facial, o que provoca sintomas como boca torta, dificuldade para movimentar o rosto e/ou falta de expressão em uma parte da face, podendo alterar a comunicação e a autoestima das pessoas.

Trata-se de uma emergência médica, por isso é necessário o paciente procurar imediatamente um pronto-socorro. Com o diagnóstico precoce, as chances de melhora e cura são maiores.

Causas: Essa paralisia pode ter causas de diferentes naturezas como: estresse, baixa imunidade, mudança repentina de temperatura, doenças neoplásicas ou idiopáticas.

Tipos de paralisia:  O Dr. José conta que há dois tipos principais de paralisias de face. As centrais são decorrentes de AVC, doenças degenerativas ou tumores. Já as paralisias faciais periféricas podem ser traumáticas, infecciosas, congênitas, tumorais, metabólicas ou idiopáticas.

Tratamentos: O especialista afirma que existem vários tratamentos possíveis, a depender das causas. O tratamento da paralisia facial periférica, por exemplo, inclui o uso de medicamentos, fisioterapia e fonoaudiologia. "Não existe uma conduta terapêutica padrão à doença. Depende de cada caso", ressalta.

Ainda assim, a melhora depende do tipo e da extensão do dano sofrido pelo nervo facial. Outras coisas que também são levadas em consideração para a melhora são as condições clínicas e idade do paciente. Felizmente, na maioria dos casos a paralisia facial costuma regredir após o inchaço do nervo diminuir. Por isso, a fisioterapia e fonoterapia também são importantes. 


Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

(Foto: reprodução/Instagram)

Família

Lore Improta mostra evolução da barriga e avisa: "Tem mais neném chegando"

Menina morre em tubulação de piscina - (Foto: Reprodução)

Família

Menina de 8 anos é encontrada morta em tubulação de piscina em hotel luxuoso

Andreas Richthofen vive isolado - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Andreas Richthofen dá 1ª entrevista e diz que procura a irmã há 4 anos: "Tem assuntos pendentes"

Ticiane Pinheiro e família - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Ticiane Pinheiro fala sobre gravidez e chegada de segundo filho com César Tralli

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

Sabrina Sato compartilha momentos da viagem para Paris com Zoe, Nicolas Prattes e família do ator - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Sabrina Sato se declara para Nicolas Prattes após Duda Nagle anunciar separação

Os nomes japoneses femininos são lindos, fortes e possuem significados encantadores - Getty Images

Bebês

Nomes japoneses femininos: 304 opções lindas para você conhecer