Família

Cuidado materno é reconhecido como trabalho na Argentina e dá direito a aposentadoria

A conquista foi comemorada por mulheres de toda Argentina - Reprodução / Danny Cosméticos
Reprodução / Danny Cosméticos

Publicado em 21/07/2021, às 17h12 - Atualizado às 18h17 por Pedro Pilon, filho de Valéria e Álvaro


Que vitória! O governo Argentina divulgou que mulheres entre 60 e 64 anos que exercem ou exerceram funções de maternidade receberam uma aposentadoriacomo forma de pagamento pelos anos de trabalho materno. De acordo com a medida assinada pelo presidente Alberto Fernández que foi publicada nesta última segunda-feira, 19 de julho, cerca de 155 mil argentinas vão receber o benefício.

A conquista foi comemorada por mulheres de toda Argentina (Foto: Reprodução / Danny Cosméticos)

Incluída no Programa Integral de Reconhecimento de Tempo de Serviço por Tarefas Assistenciais, a medida foi criada pela Administração Nacional de Seguridade Social (Anses) com a justificativa de promover uma reparação previdenciária. Segundo a Anses, 44% das mulheres com idade de se aposentar (60 anos ou mais) não recebem o benefício porque não trabalharam os 30 anos exigidos pela lei. O principal motivo é a pausa no emprego por causa da maternidade.

“As mulheres responsáveis ​​pelos agregados familiares com crianças e adolescentes são as mais afetadas pela crise: enfrentam uma pior inserção no mercado de trabalho (níveis mais elevados de informalidade, maior instabilidade, salários mais baixos) enquanto vivenciam a pobreza de tempo agravada pela pandemia. Como consequência, diminui a sua taxa de participação econômica e aumenta o seu desemprego, o que aumenta os níveis de pobreza e indigência nas suas casas”, declarou a Direção de Economia e Gênero do Ministério da Economia da Argentina.

Além das mulheres que já têm filhos, a medida também abrange grávidas, desde que voltem à mesma atividade que exerciam no início da licença ou no período de licença. As regras também valem para mães de crianças adotadas. Segundo cálculos de Anses, cerca de 155.000 mulheres poderiam se aposentar graças a esses anos de contribuição. “As mulheres participam menos do mercado de trabalho remunerado e, quando o fazem, têm maiores dificuldades do que os homens para acessar empregos com carteira assinada. Além disso, sofrem intermitências em suas trajetórias de trabalho e recebem salários menores”, afirmaram do governo argentino.

Regras para receber o benefício

Algumas das regras listadas pelo governo argentino para receber o benefício são:

  • Mulheres e/ou grávidas terão um ano somado para cada criança nascida viva.
  • Em caso de adoção de menor, a mãe adotiva terá o equivalente a dois anos de trabalho por criança adotada.
  • No caso de crianças com deficiência, um ano será acrescentado por criança que tenha nascida viva ou tenha
    sido adotado e/ou adotado menor de idade.
  • Quem aderir ao Bolsa Família argentino para proteção social por um período de pelo menos 12 meses contínuos ou não pode obter outros dois anos por criança.
  • Os participantes também devem comprovar vulnerabilidade social a partir de uma avaliação sócio-patrimonial

Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

(Foto: Reprodução/Redes sociais)

Família

Mani recebe recado de Yasmin Brunet após anunciar fim da relação com Davi

Davi e Mani possuem 20 anos de diferença entre eles - Reprodução/Instagram

Família

Mani deixa de seguir Davi no Instagram e toma atitude sobre a relação com o campeão do BBB

(Foto: Reprodução/Redes sociais)

Família

"Não vai admitir ninguém mentindo", diz mãe de Davi após Mani anunciar fim de relacionamento

Andreas Richthofen vive isolado - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Andreas Richthofen dá 1ª entrevista e diz que procura a irmã há 4 anos: "Tem assuntos pendentes"

Davi Britto e Mani - (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Família

Mani Rêgo quebra o silêncio sobre relação com Davi após polêmica: "Passo a ser um produto"

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar