Criança

Veja o que este Papai Noel fez para que o menino autista pudesse ter uma foto de Natal

O Natal de Brayden ganhou outro significado depois que ele conheceu um Papai Noel diferente de tudo o que estamos acostumados a ver

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Papai Noel com menino autista 1

Levar as crianças para tirar foto com o Papai Noel gera bastante expectativa e, às vezes, certa frustração. São horas na fila esperando dezenas de crianças sentarem no colo do bom velhinho, tirarem a foto e, finalmente, fazerem o pedido do que querem ganhar. Para as crianças, é tudo diversão. Para os pais, exige um pouco de paciência recompensada pela alegria dos filhos.

Mas para Brayden Deely, um menino autista da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, que foi diagnosticado com a síndrome aos três anos, encontrar o Papai Noel teve um significado especial. Erin Deely, mãe do menino, aceitou que haveria algumas coisas que Brayden simplesmente não poderia fazer. “Achei que ele nunca teria uma foto como essa, para se recordar do Natal, porque é uma coisa com a qual ele não pode lidar – o barulho e a pressão. Ele fica ansioso se pedimos para ele sorrir, é muita coisa para ele”, disse Erin à revista People.

Anúncio

FECHAR

Mas em novembro desse ano, Erin contrariou seu primeiro pensamento e levou Brayden para um dia de fotos especial no shopping SouthPark: o programa dá para as famílias de crianças deficientes a oportunidade única de visitar o Papai Noel e tirar algumas fotos. O resultado foi incrível!

Papai Noel com menino autista 2

Brayden, no início, estava bastante tímido, mas devagar ele foi se soltando e indo até a cadeira do Papai Noel. Como Brayden não queria ir para seu colo, o Papai Noel desceu de sua cadeira imponente e deitou ao lado do menino, no chão. Os dois começaram a brincar juntos, com mais alguns brinquedos em volta. “Meu Deus, nós podemos fazer sim algumas coisas que as outras famílias estão acostumadas a fazer. Normalmente algumas coisas são muito mais difíceis para nós e agora podemos fazer as mesmas coisas que os outros, só que sentados!”, disse Erin.

O programa, conhecido nos Estados Unidos como “Caring Santa”, é uma oportunidade de dar para as famílias de crianças especiais um momento para se sentirem bem-vindas às festas de Natal. As famílias podem se inscrever e marcar um horário até mesmo antes dos shoppings abrirem para evitarem aglomerações.

“Todo o time (inclusive o Papai Noel) está empenhado em conseguir a melhor foto e a melhor experiência possível, não importa quanto tempo vamos levar ou quão pacientes precisamos ser”, conta Maeghan Pawley, porta-voz e gerente da Comunidade de Tratamento do Autismo na região, responsável pela foto.