Criança

Por que o humor é tão importante para as crianças?

Fazer piada ajuda as crianças a lidarem melhor com situações mais tensas. E os pais podem incentivar uma rotina com bom humor e leveza

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Seu filho provavelmente já gargalhou com suas caretas, histórias e trapalhadas. Mas, a partir dos 5 anos de idade, as crianças já começam a desenvolver sua própria forma de fazer humor para contar piadas a todos os que estão dispostos a entrar na brincadeira.

“Crianças entre 5 e 6 anos adoram experimentar o que as pessoas acham engraçado e o que não acham”, explica Janette Benson, professora de psiquiatria da Universidade de Denver, nos Estados Unidos. “O humor é uma ótima forma de elas quebrarem o gelo e fazerem amigos, por isso vale muito a pena incentivá-las a contar piadas ”. Com algumas ideias, vai ficar fácil deixar sua casa cheia de sons de risadas todos os dias.

Brincando por aí

Anúncio

FECHAR

Por volta dos 5 anos, as crianças já sabem que as piadas são feitas de perguntas, respostas e risadas. Por isso, começam a fazer algumas brincadeiras com esse padrão. Muitas delas não vão fazer nenhum sentido, mas é importante incentivar a contar piadas e não ignorá-las, se divertindo junto e participando.

Leia também:

12 histórias horripilantes que as crianças já contaram para os pais

Pesquisa revela as 25 palavras que seu filho de dois anos já pode aprender 

10 sinais clássicos de que seu filho está mentindo – e você nem desconfiava

Trocar seu repertório de brincadeiras com o que seu filho está desenvolvendo é muito saudável. De acordo com Paul McGhee, autor do livro Entendendo e Promovendo o Desenvolvimento do Humor Infantil, os pais também devem ajudar as crianças ao sofisticarem o humor ao longo dos anos.

Ria de tudo o que puder

Rir de si mesmo é uma forma de ver a vida de maneira mais leve, e até de encontrar soluções para problemas. As crianças podem começar a perceber isso desde cedo. Se seu filho derramou a jarra de suco na toalha ou não quer tomar o remédio na hora certa, o melhor jeito de quebrar a tensão e fazer com que ele enxergue humor na situação e encarar com bom humor. Claro, nem sempre é fácil. Mas isso pode fazer com que ele e você se sintam melhores.

Um estudo da Universidade de Stanford e do Hospital para Crianças Lucile Packard, ambos nos Estados Unidos, mostrou que a parte do cérebro infantil responsável pela sensação de recompensa é ativada quando as crianças passam por uma situação engraçada, mesmo que seja assistindo a um filme ou vendo uma careta que você faz.

Humor é para todos

Você não precisa adicionar “comediante profissional” a todos os papéis que já representa todos os dias, mas tente encontrar momentos para dar risada com seus filhos. Fazer barulhos estranhos, fingir que fala com algum personagem, brincar de safári dentro do quarto…

Todas essas brincadeiras (e muitas outras) vão mostrar para a criança o lado bem-humorado da vida. Mas existe também outro benefício: “As famílias são mais fortes quando têm bom humor”, diz a professora de psiquiatria.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Dividir piadas com seus filhos vai criar oportunidades para melhorar a conversa e a força da relação de vocês. Falando em conversa, o humor é uma ótima ponte para falar com as crianças sobre bom comportamento também. Se a criança começa a contar piadas mais fortes, é hora de mostrar que ela não está sendo engraçada, mas desrespeitosa.

Exagerado…

Crianças em idades escolares adoram um exagero.  É comum para elas dizerem que “nadaram mil metros sem parar” ou que “o cachorro é maior que minha casa”. Como o exagero é muito comum quando falamos de comédia, esse pode ser um meio de ajudar seu filho a contar piadas e desenvolver sua habilidade natural para fazer humor.

Você sabe qual a relação do seu filho com o mundo digital?

6 problemas de comportamento do seu filho que você não deve ignorar

Pelo menos é o que diz Kelly Swanson, comediante e mãe: “Se seu filho disser que poderia comer um dinossauro, você pode arrancar boas risadas dele dizendo que poderia comer um dinossauro e uma baleia”, conta.

Nem tudo é riso

Algumas vezes, as crianças falam coisas que não fazem sentido para nós de forma séria. Nessa hora, é melhor prestar atenção e não dar risada. O problema pode ser uma piada para você, mas para a criança é algo que está preocupando.